5 de out de 2008

Prazer ou trabalho?

Meu caro amigo (e ir:.) Antônio Valença, desde o lindo Rio de Janeiro me remete a piada abaixo que, imediatamente, visualizei como "dentro das medidas" para a tag Piadas Corporativas que mantenho na Oficina de Gerência.
Tenho procurado publicar, sob essa tag, textos curtos e sem malícia exagerada. O critério é que a história gire em torno de ambientes e de personagens do mundo corporativo. É caso da historinha abaixo. Divirtam-se, neste final de domingo.
=
Um General, preocupado com o avanço dos anos, fica perturbado ao perceber que - após 25 anos de casado - diminuiu muito a freqüência de sua atividade sexual com a esposa.
.
Pensa no assunto e reflete sobre se fazer sexo, após tantos anos de casado, é um ato de prazer ou trabalho. Sem chegar a uma resposta, liga para o coronel e lhe faz a pergunta que não quer calar:
.
- Coronel, com 25 anos de casado devo fazer sexo com minha mulher por prazer ou obrigação?
.
O coronel pede um tempo ao general e liga pro tenente-coronel fazendo a mesma pergunta.
.
- Para o General transar com a mulher dele depois de 25 anos de casado, é trabalho ou prazer?
.
O tenente-coronel, da mesma forma, liga para o major e pede para que responda se é trabalho ou prazer quando o General transa com a mulher dele, depois de 25 anos de casado.
E assim se segue a corrente de ligações "hierárquicas", até que a pergunta chega no sargento que pergunta para o soldado que está todo afobado, fazendo mil coisas ao mesmo tempo:
.
- Soldado, você tem um minuto para responder; quando o General transa com a mulher dele, depois de 25 anos de casado, é trabalho ou prazer?
.
O soldado imediatamente, com aquela convicção dos ignorantes , responde:
.
- É prazer!
.
O sargento, impressionado pela agilidade e convicção da resposta da praça, indaga.
.
- Ué? Como é que você pode responder isso com tanta segurança?
.
O soldado, que é recruta, diz:
- É que se fosse trabalho já tinham mandado eu fazer
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário