29 de nov de 2009

O que você faria no lugar dela?

Presença de espirito é assim!
Quando surge a oportunidade você tem que ser rápido.
Não dá tempo de pensar.
A leitura da situação tem que ser feita ali, na hora.
E o planejamento, com ação imediata, deve acontecer enquanto a cena se desenrola. Foi isso que a advogada da historinha fez.
Na maioria das vezes as pessoas normais perdem estas oportunidades e depois ficam se lamentando.
Divirta-se com a piada e pense a respeito...
.


Um chefão da Máfia descobriu que seu contador havia desviado dez milhões de dólares do caixa.
http://4.bp.blogspot.com/_NGcFvkK2OTo/SJN67Ky2eCI/AAAAAAAACvU/zydSeq4moyw/s400/The%2BSopranos.jpgO contador era surdo-mudo. Por isto fora admitido, pois nada poderia ouvir e em caso de um eventual processo, não poderia depor como testemunha. 
Quando o chefão foi dar um arrocho nele sobre os US$10 milhões, levou junto sua advogada, que sabia a linguagem de sinais dos surdos-mudos. 
O chefão perguntou ao contador: 
- Onde estão os U$10 milhões que você levou? 
A advogada, usando a linguagem dos sinais, transmitiu a pergunta ao contador que logo respondeu (em sinais):
- Eu não sei do que vocês estão falando.  
Woman Sitting in a Library Carrying the Statue BookA advogada traduziu para o chefão:

- Ele disse não saber do que se trata. 
O mafioso sacou uma pistola 45 e encostou-a na testa do contador, gritando: 
- Pergunte a ele de novo. 
A advogada, sinalizando, disse ao infeliz: 
- Ele vai te matar se você não contar onde está o dinheiro. 
O contador sinalizou em resposta: 
- OK, vocês venceram, o dinheiro está numa valise marrom de couro, que está enterrada no quintal da casa de meu primo Enzo, no nº 400, da Rua 26, quadra 8, no bairro Santa Marta! 
O mafioso perguntou para advogada: 
- O que ele disse?A advogada respondeu
- Ele disse que não tem medo de via do e que você não é macho o bastante para puxar o gatilho.



http://rainbowdivider.com/images/dividers/divider_140.gif


Mensagem positiva para se iniciar o dia...

Coloco o selo do The Secret com as tarjas vermelhas para indicar que não faço propaganda deste (sei lá como chamar...) movimento? Sem entrar na discussão, não sou um seguidor dos conceitos e finalidades do "Segredo".
Acredito na PNL, mas não aceito o que os "produtores" de "O Segredo" pregam que é uma espécie de magia. Não dá para embarcar nessa nave...
Entretanto o vídeo que está abaixo é parte da campanha que eles desencadearam em todo o mundo na esteira do livro que - de forma exageradamente comercial - prometeu milagres a varejo utilizando-se tão somente de um dos muitos dos princípios da PNL e de outros movimentos esotéricos que é a Lei da Atração.
Por que coloco o vídeo com toda esta introdução? Simples, porque tem uma mensagem bonita e imagens mais lindas ainda. Achei que seria preconceituoso deixar de compartilha-la com os leitores só porque tem o selo do "The Secret".
Vejam o vídeo, esqueçam que faz parte do "movimento" e apenas aproveitem a mensagem. Tem muito de Neurolinguistica ali. Vale a pena.



28 de nov de 2009

Coca versus Pepsi... A Guerra das Colas se mantem.

http://www.marketeando.com.br/wp-content/uploads/2009/10/cocaxpepsi.jpg
[clique na imagem e visite o site marketeando.com.br com uma ótima materia sobre a "guerra das colas"]

Não me perguntem porque estou colocando este post aqui. Procurei um motivo que pudesse estar dentro da faixa de interesse da Oficina de gerencia. Sinceramente não achei. Deve existir, mas não encontrei. Mesmo assim resolvi colocar porque achei que o vídeo é muito bom e quis compartilha-lho com os leitores do blog. Não é uma boa razão?
Vamos tentar uma provocação. 
Se a sua empresa for concorrente de outra como o são a Coca e a Pepsi você estará tão comprometido com ela quanto demonstram as campanhas publicitárias? Será que os empregados se envolvem nas "guerras de marketing"?


 

http://rainbowdivider.com/images/dividers/multicol.gif

Doutores da Alegria. Para eles nossa admiração e doação.

http://www.doutoresdaalegria.org.br/images_home/logo_doutores.gif
Há muito tempo que estou planejando fazer uma homenagem aos "Doutores da Alegria". Sou um admirador - fã de verdade, mesmo! - dessa turma. 
Não consigo imaginar uma razão melhor para a dedicação de cumprir o ensinamento cristão de "Amar o próximo" do que inventar formas e maneiras de alegrar crianças hospitalizadas por conta de doenças graves e terminais.
São muitas as organizações que se consagram ao devotamento da ajuda humanitária. Lembro aqui os "Médicos Sem Fronteira", "Cruz Vermelha" e "UNICEF", mas os "Doutores da Alegria" além de serem do Brasil são diferentes no seu foco. Crianças.
Por isto aproveitei a inspiração de hoje e resolvi fazer o registro no blog. Coloquei um monte de coisas que peguei no site e no blog deles. Tem muito material por lá para quem queira ajudar. Eu sempre que posso contribuo com eles. Sinto-me bem fazendo isso. 
Se este post conseguir sensibilizar um leitor que seja a fazer uma doação ou promover a divulgação dos "Doutores da Alegria" em seu site ou blog  já me dou por satisfeito. Espero que possa ser você.



Informações históricas (texto copiado do próprio site dos "Doutores")

Em 1986, Michael Christensen, um palhaço americano, diretor do Big Apple Circus de Nova Iorque, apresentava-se numa comemoração num hospital daquela cidade, quando pediu para visitar as crianças internadas que não puderam participar do evento. Improvisando, substituiu as imagens da internação por outras alegres e engraçadas. Essa foi a semente da Clown Care Unit™, grupo de artistas especialmente treinados para levar alegria a crianças internadas em hospitais de Nova Iorque.
Em 1988 Wellington Nogueira passou a integrar a trupe americana. Voltando ao Brasil, em 1991, resolveu tentar aqui um projeto parecido, enquanto ex-colegas faziam o mesmo na França (Le Rire Medecin) e Alemanha (Die Klown Doktoren). Os preparativos deram um trabalho danado, mas valeu: em setembro daquele ano, numa luminosa iniciativa do Hospital e Maternidade Nossa Senhora de Lourdes, em São Paulo (hoje Hospital da Criança), teve início nosso programa.

Informações técnicas
Nossa missão é ser uma organização proeminentemente dedicada a levar alegria a crianças hospitalizadas, seus pais e profissionais de saúde, através da arte do palhaço, nutrindo esta forma de expressão como meio de enriquecimento da experiência humana.
Somos uma organização da sociedade civil sem fins lucrativos que realiza cerca de 75 mil visitas por ano a crianças internadas em hospitais de São Paulo, Rio de Janeiro, Recife e Belo Horizonte.

Indicações
Traumas ligados à hospitalização infantil: perda de controle sobre o corpo e a vida; atitudes negativas em relação às doenças e à recuperação.

Contra-indicações
Não há.

Posologia
A besteirologia deve ser aplicada diariamente até que o paciente não saiba mais como ficar triste. É remédio para a vida toda.


http://www.doutoresdaalegria.org.br/images/ilustra_evolucao.gif


[clique e veja o vídeo dos "Doutores da Alegria".  O trabalho dessa turma é admirável]


Ao colaborar com os Doutores da Alegria, você ou sua empresa tem a oportunidade de se tornar co-responsável pelo sorriso de milhares de crianças. A gente sabe que um sorriso não tem preço, mas, com a sua contribuição podemos ampliar a quantidade de visitas a crianças hospitalizadas e expandir nosso trabalho para novos hospitais públicos e cidades.

Promovendo as visitas você contribui com esta causa: a alegria na adversidade. Os palhaços, em duplas, visitam crianças, leito a leito, duas vezes por semana, durante aproximadamente seis horas por dia, 48 semanas por ano. Dirigido à criança, o trabalho também contagia pais, profissionais de saúde e funcionários dos hospitais.

Convidamos você a participar de um projeto social reconhecido no terceiro setor, que em 2008 ultrapassou a marca de meio milhão de visitas. Contribua e dissemine a alegria.

Clique nos links abaixo e faça sua doação





http://www.doutoresdaalegria.org.br/images/tit_parceiros.jpg
 [clique na imagem e conheça os patrocinadores dos "Doutores da Alegria.]

Faço a divulgação porque é mais do que meritório que empresa apoiem ONGs como esta e por isto merecem ser  voluntariamente divulgados pelos blogs independentes.

  •  


[clique e conheça o blog dos "Doutores da Alegria"]

Aprenda como destruir sua carreira com cinco atitudes.

As melhores coisas que a gente acha na internet normalmente são fruto do acaso não é mesmo? 
Estava eu navegando sem rumo certo na rede e eis que me deparo, pela via do Google Imagens (meu preferido para buscas), com a reportagem abaixo no site da revista "Computerworld". 
Já conhecia a revista, tradicional e consagrada na sua corporação, mas a materia é sensacional para quem está trafegando na avenida do mundo corporativo. A partir do título "5 Maneiras Fáceis de Matar Sua Carreira" já atrai a curiosidade do leitor interessado. Sim, porque todos nós temos uma carreira ou em curso ou em construção.
Além do mais reduz a cinco itens a possibilidade de alguém destruir a própria vida profissional o que, convenhamos, é uma simplificação brilhante. É claro que existem diversas outras circunstância que levam alguém a "matar a própria carreira", todavia são mais dificeis de acontecer nos cotidianos das empresas.
56504335, Shape&Content /Stock Illustration Source
O melhor do artigo é que os cinco itens listados correspondem perfeitamente à realidade do universo corporativo. Qualquer uma das cinco alternativas apontadas vai detonar a carreira do infeliz que as tenha produzido. E o mais incrivel disso tudo é que qualquer uma delas tem sempre oportunidade de acontecer, pois são frutos de comportamentos e maus-hábitos que muitos profissionais não se preocuparam em corrigir ao longo de suas trajetórias. 
São elas: Enviar e-mail impróprio; Humilhar colaboradores; Contradizer o chefe em público; Cometer erros sociais grosseiros em um evento da companhia; Eliminar possibilidades de retorno ao sair.
Posso dizer que já presenciei todas elas acontecerem. Algumas por profissionais que estavam a mim subordinados. E é verdade. Não há desculpas para nenhuma delas. Quem as praticou ou vier a pratica-las, pelo menos comigo, perdeu e perderá a chance de fazer parte da minha equipe.

dv1162005, David Ellis /Digital Vision
Ah! Faltou dizer que nem no meu período de início de carreira profissional e mesmo nas atividades extracurriculares consegui cometer nenhum destes deslizes. E não tive dificuldade em fazer isto porque são maus hábitos que não contrai ou não desenvolvi por conta da educação recebida e por cultivar a sensatez que, de resto, está gratuitamente disponível para quem queira dela fazer uso.
Leiam com atenção, pois são ótimos conselhos. E não pense que está isento de cair em uma dessas armadilhas. A vaidade exacerbada, a arrogância da autoconfiança e a cabeça quente são os maiores detonadores dessas atitudes. Já vi profissionais inteligentes e preparados contradizerem seus diretores, em reuniões importantes, por conta de presunção, pretensão e jactância. Apesar de alguns terem até pedido desculpas, em pouco tempo nenhum deles "sobreviveu" na corporação. 

 
[clique sobre o logotipo e visite o site]

5 maneiras fáceis de matar sua carreira

1 - Enviar e-mail impróprio 
  • 1 - Enviar e-mail impróprio: A maioria das pessoas é suficientemente lúcida para evitar piadas de mau-gosto na comunicação corporativa. O maior problema dos funcionários é o das respostas impulsivas a e-mails. Leia bem antes de responder para evitar má-interpretação e evite as respostas coléricas.
2 - Humilhar colaboradores
  • 2 - Humilhar colaboradores:Nunca despreze funcionários ou critique-o na sua ausência, mesmo se for em conversa com terceiros  ou com clientes. Essa informação pode chegar aos ouvidos da pessoa humilhada e sua situação pode ficar delicada. Mesmo que você considere algum membro de sua equipe um idiota, não diga isso a colegas ou a clientes.



    3 - Contradizer o chefe em público


  • 3 - Contradizer o chefe em público:Você pode até achar que está fazendo um favor para seu chefe ao corrigi-lo em público, durante alguma apresentação. Mas na verdade, o mais provável é que ele fique aborrecido e imagine que você o colocou em uma situação em que fez papel de bobo. Aproveite algum intervalo e fale sobre o equívoco de forma delicada para que ele mesmo corrija posteriormente.
4 - Cometer erros sociais grosseiros em um evento da companhia
  •  4 - Cometer erros sociais grosseiros em um evento da companhia: As festas da empresa são momentos agradáveis de socialização, mas você não precisa comer demais e beber ao ponto de se embriagar. Tome cuidado com os convidados que você leva e não reclame da empresa ou do seu chefe. Só fale de trabalho se for algo positivo.
5 - Eliminar possibilidades de retorno ao sair 
  •  5 - Eliminar possibilidades de retorno ao sair: Muitas pessoas têm a fantasia de sair da empresa criticando o chefe e falando tudo o que tem vontade. No entanto, você nunca sabe quando precisará novamente da empresa em momentos de turbulência do mercado. Procure sair bem relacionado, sempre deixando as portas abertas.  
http://4.bp.blogspot.com/_NZOMrf8Xa78/SNxOwqCTxNI/AAAAAAAAKNg/noiFZjmoUvs/s320/imagens_25_set007.jpg

Revista Veja Especial: Vocações

http://1.bp.blogspot.com/_WItqFXt0k6Q/ScMC6-6QKfI/AAAAAAAAGKk/axjLi6rs5K8/s400/voca%C3%A7%C3%B5es_profiss%C3%B5es.bmp

Está abaixo e numa sequencia lógica, a série de reportagens que a Revista Veja produziu recentemente, em um caderno especial, sobre as vocações que os jovens estudantes brasileiros estão buscando para seus futuros.
Assim que coloquei o olho na matéria fiquei indócil para trazê-la ao blog. Tem tudo a ver com o que desejo para divulgação na Oficina de Gerencia.
Partindo do princípio que a leitura dessas reportagens não é muito o forte da maioria dos jovens na faixa etária daqueles que estão na batalha pelo "lugar ao sol" resolvi publicar (seria melhor dizer transcrever todas as matérias.
Neste post faço apenas uma apresentação dos sete que estão abaixo. A reportagem é excelente e deve ser lida (integralmente) pelos jovens, pelos seus irmãos, pais, tios e quem quer que possa auxilia-los neste momento dificil e decisivo e, paradoxo da vida, quando eles estão pouco preparados para tomar decisões tão importantes para seus futuros.
Recomendo fazer o teste vocacional (sensacional) e prestar atenção nos ótimos quadros e infográficos que estão nas janelas das matérias, apoiando os textos.



Índice

  • Aptidão e vocação: Como nascem as habilidades
  • Teste: Descubra sua vocação
  • Vestibular: Os cursos mais procurados
  • Medicina: A população envelhece e demanda mais serviços de saúde
  • Engenharia: Na onda do crescimento econômico
  • Direito: Apesar da competição acirrada, ainda vale a pena ter esse canudo
  • Empreendedorismo: Uma vida sem chefes
  • Remuneração: As profissões mais bem pagas

Esta foi a equipe de profissionais da Revista Veja que produziu o especial "Vocações". Maravilha de trabalho.

Coordenação: Mario Sabino
Edição: Diogo Schelp, Felipe Patury, Karina Pastore, Thaís Oyama
Reportagem: André Santoro, Camila Carvas, Eduardo Burckhardt, Gabriele Jimenez, Maurício Oliveira, Natalia Manczyk, Neide Oliveira, Raquel Salgado, Sandra Brasil
Edição de arte: Tadeu Nogueira. Design: Luiz Fernando Machado
Editora de infografia: Andreia Caires. Infografistas: Ewerton Gondari, Wander Moreira
Fotografia: Editora visual Gilda Castral e equipe
Checagem: Rosana Agrella Silveira (chefe), Andressa Tobita, Daniela Macedo dos Santos, Simone Aparecida Costa
Produção editorial: Clara Baldrati, Felice Morabito, Jô de Melo, Marcos Prestes (supervisão) e equipe

Como nasce uma vocação (Revista Veja)



Como nasce uma vocação

Rafael Moraes/CPDOC JB

Teatrinho com os amigos
A atriz Alessandra Negrini descobriu sua vocação
para os palcos nos jogos de infância: "Enquanto
as crianças brincam, vão descobrindo seus gostos
e vocações"

Gênios como o compositor Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) ou o físico Albert Einstein (1879-1955), que parecem ter sido modelados no útero materno para seguir o seu caminho profissional, não somam nem 5% da população. Para a esmagadora maioria das pessoas, a escolha da área em que se formar e trabalhar é um processo marcado por dúvidas e, consequentemente, angústia. Dá para evitá-las? Sejamos claros: não. Mas é possível atenuá-las e sair do impasse mais rapidamente, ao ter em mente que, para escolher sua carreira, você deve levar em conta não só suas habilidades, mas o interesse despertado pelas atividades a elas relacionadas e o sentimento de realização que a sua prática pode proporcionar. Um contraexemplo: por motivos neurológicos, quem tem inclinação para a música costuma apresentar facilidade com números. Daí a afirmar que músicos, portanto, gostam de resolver problemas de cálculo vai uma longa distância. Ou seja, vocação é expressão de uma aptidão, sim, mas desde que concretizada com prazer e criatividade. Como ela nasce? "Da combinação entre a genética, pois os genes determinam a propensão para atividades específicas, e o ambiente em que se cresceu", diz o médico Abram Topczewski, neuropediatra do Hospital Albert Einstein, em São Paulo.
É na infância, principalmente, que as bases biológicas das habilidades são estimuladas e esculpidas, afirma o neuropediatra Mauro Muszkat, pesquisador da Universidade Federal de São Paulo. A família e a condição socioeconômica têm um peso enorme nesse processo. Quanto mais espaço a criança e o jovem tiverem para experimentar e expressar seus gostos, tanto melhor. A atriz Alessandra Negrini, de 39 anos, teve essa liberdade. Em sua família não há nenhum ator, mas, quando pequena, ela gostava de brincar de teatrinho com os amigos. Na juventude, Alessandra cursou jornalismo, logo abandonado, e fez dois anos de ciências sociais na Universidade de São Paulo. Lá, ao estudar as teorias do sociólogo alemão Max Weber (1864-1920), decidiu, como ela mesma diz, ouvir seu coração: "Quando li o texto de Weber sobre o desencantamento do mundo, imediatamente pensei: ‘O que eu quero é encantar!’". Ressurgiu, assim, a menina teatral. Alessandra largou a USP e passou a se dedicar integralmente à arte dramática. O período na universidade, contudo, não passou em branco. "Ainda uso muito do que aprendi na hora de compor os personagens que interpreto", afirma a atriz.
Sem ambiente favorável, não há como as aptidões genéticas florescerem – e, para ficar no lugar-comum, também nesse caso as exceções só confirmam a regra. Conforme a área, existem períodos na infância mais propícios para dar início ao desenvolvimento de determinadas habilidades (veja o quadro). Mas se há mais de uma aptidão, e com graus de interesse semelhantes, como reconhecer aquela a ser levada em conta no momento de cravar uma profissão? "Aí pode entrar em cena o orientador, que tenta aclarar o panorama para o jovem. Os resultados, em geral, são bons", diz Yvette Lehman, coordenadora do Laboratório de Orientação Profissional da Universidade de São Paulo (veja reportagem na pág. 158). Por último, mas não menos importante, a análise do potencial retorno financeiro da carreira a ser seguida. Trata-se de um item que deve figurar entre as preocupações do candidato a profissional de sucesso. Os especialistas advertem, contudo, que esse não deve ser o aspecto mais relevante. "Inclusive porque as profissões promissoras de hoje talvez não se concretizem como tais amanhã", lembra o pedagogo Silvio Duarte Bock, diretor do Nace Orientação Vocacional. Nas páginas seguintes, VEJA publica um teste vocacional a ser feito pelo jovem leitor que ainda não sabe que rumo tomar. Ele não deve, é claro, ser visto como único parâmetro. 
 
VEJA TAMBÉM
 

Procura-se uma profissão (Teste Vocacional - Revista Veja)

http://veja.abril.com.br/111109/imagens/topo-especial.gif
 Teste vocacional

Procura-se uma profissão



Até há alguns anos, todo estudante que batesse à porta de um escritório de orientação vocacional, com o objetivo de descobrir a profissão que deveria seguir, sairia de lá com uma resposta debaixo do braço. Bastava preencher um teste de múltipla escolha para que, com base nele, um psicólogo lhe desse o veredicto: quase sempre uma profissão associada aos hobbies ou interesses por ele declarados. Atualmente, o processo é um pouco mais demorado – e menos superficial também. "Hoje, levamos em conta o cruzamento de interesses e a personalidade do jovem", diz a psicóloga Rosane Levenfus.



Os serviços de orientação vocacional – oferecidos por institutos, clínicas psicológicas e departamentos de psicologia de universidades – podem levar de um a dois meses e ser prestados individualmente ou para mais de um cliente ao mesmo tempo. Na maior parte das vezes, incluem avaliações psicológicas, estudo de carreiras e de mercado de trabalho, discussões sobre expectativas pessoais e dinâmicas de grupo (que, neste caso, têm por objetivo principal fazer o estudante se conhecer melhor). Os preços variam de 400 a 1 200 reais. Alguns departamentos de psicologia prestam o serviço de graça ou mediante o pagamento de uma taxa mínima.



Ao contrário do que ocorria no passado, porém, o estudante sai de lá com uma lista com diversas opções de carreira – cuja natureza e perspectivas ele agora conhece – que podem combinar com seus desejos e seu temperamento. Como diz o pedagogo Silvio Bock: "Antigamente, o orientador apontava um caminho. Hoje, ele ajuda o jovem a encontrá-lo". E, para isso, o melhor mapa é o autoconhecimento.
Fonte: "Você no Mercado de Trabalho", estudo da FGV

Meus gostos, meu futuro

Para saber quais são as áreas e profissões mais afins à sua personalidade, atribua pontos a cada uma das alternativas apresentadas nas vinte perguntas a seguir: 3 para a alternativa com a qual você mais se identifica, 2 para aquela que tem a ver com você, 1 para a que tem um pouco a ver com você e 0 para aquela que nada tem a ver com você. Se ficar em dúvida, não responda

1 Na escola, você prefere/preferia assuntos ligados a
a) arte, esportes e atividades extracurriculares
3
2
1
0
b) biologia e genética
3
2
1
0
c) ciências humanas, idiomas
3
2
1
0
d) ciências exatas
3
2
1
0

2 Você prefere levar sua vida

a) com pouca rotina e poucas regras
3
2
1
0
b) com regras definidas e disciplina
3
2
1
0
c) interagindo com todo tipo de pessoa
3
2
1
0
d) com muita autonomia: "na sua"
3
2
1
0

3 Você se descreveria como uma pessoa
a) impulsiva e um tanto aventureira
3
2
1
0
b) cautelosa e responsável
3
2
1
0
c) entusiasmada e muito amiga
3
2
1
0
d) calma e diferente da maioria
3
2
1
0

4 Você se considera uma pessoa
a) prática e hábil para improvisar
3
2
1
0
b) batalhadora, que sabe o que quer
3
2
1
0
c) preocupada com questões humanas
3
2
1
0
d) capacitada para criar e inventar
3
2
1
0

5 De quais características suas você sente orgulho:
a) audácia e facilidade para lidar com o inesperado
3
2
1
0
b) senso de dever e capacidade de dar exemplo
3
2
1
0
c) idealismo e disposição para compreender os outros
3
2
1
0
d) engenhosidade e rapidez mental
3
2
1
0

6 Costuma confiar mais em




a) percepção imediata
3
2
1
0
b) costumes e tradições
3
2
1
0
c) intuição
3
2
1
0
d) razão e lógica
3
2
1
0

7 Quase sempre, você gosta de




a) causar impacto: os "holofotes" o atraem
3
2
1
0
b) ser visto como membro valioso de um grupo
3
2
1
0
c) sonhar em transformar o mundo
3
2
1
0
d) desvendar um enigma ou inventar algo útil
3
2
1
0

8 A vida é mais interessante quando você tem
a) desafios, situações cambiantes
3
2
1
0
b) segurança, emprego garantido, integração social
3
2
1
0
c) possibilidade de fazer algo para mudar o mundo
3
2
1
0
d) possibilidade de ir além do que já é conhecido
3
2
1
0

9 Você gostaria de ser




a) um craque na profissão que escolher
3
2
1
0
b) um executivo bem-sucedido  
3
2
1
0
c) um profissional de prestígio
3
2
1
0
d) um especialista ou cientista
3
2
1
0

10 Você é muito bom (boa) lidando com
a) ferramentas, instrumentos e equipamentos
3
2
1
0
b) controle do tempo, comando e execução
3
2
1
0
c) pessoas de todos os níveis culturais e sociais
3
2
1
0
d) sistemas e construção (material ou mental)
3
2
1
0

11 Antes de agir, você analisa
a) as vantagens imediatas
3
2
1
0
b) as experiências já vividas
3
2
1
0
c) as possibilidades futuras
3
2
1
0
d) as condições e consequências
3
2
1
0

12 Gosta quando as pessoas
a) o surpreendem com um presente
3
2
1
0
b) expressam gratidão por algo que fez
3
2
1
0
c) reconhecem sua personalidade singular
3
2
1
0
d) reconhecem sua inteligência
3
2
1
0

13 Você costuma abraçar um novo projeto
a) com a cara e a coragem
3
2
1
0
b) guiado pela experiência
3
2
1
0
c) confiando na intuição e na criatividade
3
2
1
0
d) depois de verificar todas as variáveis
3
2
1
0

14 Geralmente, você prefere agir
a) no calor do momento
3
2
1
0
b) com segurança e conforme o costume
3
2
1
0
c) quando está inspirado
3
2
1
0
d) quando um problema o desafia
3
2
1
0

15 Você fica motivado(a) quando
a) tem a oportunidade de superar obstáculos
3
2
1
0
b) experimenta estabilidade na vida profissional, ou seja, sabe em que terreno está pisando
3
2
1
0
c) harmonia e inspiração guiam a atividade
3
2
1
0
d) há liberdade para projetar o futuro
3
2
1
0

16 Em atividades de grupo, você prefere
a) as desafiadoras, que exigem ação rápida
3
2
1
0
b) administrar os recursos disponíveis
3
2
1
0
c) motivar as pessoas para darem o melhor de si
3
2
1
0
d) descartar logo o que não funciona
3
2
1
0

17 Liderar é uma atividade que gosta de exercer
a) por pouco tempo e dependendo da situação
3
2
1
0
b) quando pode comandar do começo ao fim
3
2
1
0
c) quando é preciso identificar e reunir talentos
3
2
1
0
d) quando o raciocínio estratégico é necessário
3
2
1
0

18 Em uma escola, você gostaria de ser
a) professor de educação física
3
2
1
0
b) diretor
3
2
1
0
c) professor de literatura
3
2
1
0
d) professor de matemática ou física
3
2
1
0

19 É um elogio quando se referem a você como
a) corajoso, otimista e divertido
3
2
1
0
b) cauteloso, responsável e aplicado
3
2
1
0
c) harmonizador, íntegro  e sábio
3
2
1
0
d) uma mente brilhante
3
2
1
0

20 Frases que têm a ver com você:
a) "Deixo a vida me levar..."
3
2
1
0
b) "Manda quem pode; obedece quem tem juízo"
3
2
1
0
c) "Para seu próprio interesse, seja verdadeiro"
3
2
1
0
d) "Penso, logo existo"
3
2
1
0

Total

A
B
C
D












Maior pontuação em A
A principal característica dos tipos A é o movimento. Gostam de ação e de novidades. Apresentam destreza física e boa expressão corporal. Se forem mais propensos ao raciocínio lógico, terão mais êxito em profissões que requeiram precisão e acuidade. Se forem mais inclinados ao sentimento e à emoção, as profissões relacionadas ao trato com pessoas são as mais indicadas. Pessoas do tipo A não gostam de rotina e veem o trabalho como uma grande fonte de prazer.
 
Carreiras mais apropriadas
• Esportista
• Anestesista
• Artista plástico
• Ator
• Chef de cozinha
• Cineasta
• Cirurgião
• Coreógrafo
• Dançarino
• Dermatologista
• Estilista
• Fotógrafo
• Guia de turismo
• Instrumentador cirúrgico
• Instrutor de voo
• Jornalista
• Médico clínico
• Músico (compositor ou instrumentista)
• Paisagista
• Personal trainer
• Personal stylist
• Piloto
• Publicitário
• Relações-públicas
• Roteirista

Maior pontuação em B
Comando e responsabilidade são duas palavras que definem as pessoas do tipo B. Elas gostam de lidar com fatos, quantidades, análises, organização e planejamento. Trabalham duro e preferem profissões que lhes proporcionem status e possibilidade de crescimento. São as mais presentes no mundo corporativo.

Carreiras mais apropriadas
• Administrador de empresas
• Advogado
• Assistente social
• Bibliotecário
• Delegado
• Engenheiro mecânico/químico
• Juiz de direito
• Pastor/padre/rabino
• Policial
• Promotor público

Maior pontuação em C
Facilmente reconhecíveis por seu entusiasmo e interesse nas relações humanas, as pessoas do tipo C têm na intuição o seu ponto forte. Muitas endereçam seu esforço e talento para o desenvolvimento intelectual de alunos e discípulos e o conforto psicológico de pacientes e colegas de trabalho. No grupo dos tipos C, estão as personalidades mais laureadas com o Nobel da Paz e de Literatura.

Carreiras mais apropriadas
• Artista plástico
• Dramaturgo
• Educador
• Escritor
• Filósofo
• Jornalista
• Pedagogo
• Professor
• Psicólogo
• Psiquiatra
• Sociólogo
• Terapeuta ocupacional
• Tradutor

Maior pontuação em D
São intuitivos como os C, mas, em vez de se preocupar com pessoas, costumam focar seus interesses em grandes áreas do conhecimento, como ciência e tecnologia. Apresentam notável capacidade para identificar problemas concretos e resolvê-los, bem como para o raciocínio abstrato.

Carreiras mais apropriadas
• Analista de sistemas
• Antropólogo
• Arquiteto
• Astrônomo
• Criador de software
• Designer industrial
• Economista
• Engenheiro
• Físico
• Líder de uma corporação (CEO)
• Matemático
• Militar
• Oceanógrafo
• Pesquisador
• Químico
• Músico (regente de orquestra)
• Urbanista
• Zoólogo

* Teste desenvolvido pela pedagoga Maria da Luz Calegari

Blogs que me encantam!


..saia justa......† Trilha do Medo ♪....Blogueiros na Web - Ensinando o Sucesso no Blogger e Wordpress!..Emprego Virtual..Blog Ebooks Grátis....http://3.bp.blogspot.com/_vsVXJhAtvc8/ShLcueg5n2I/AAAAAAAACqo/sOQqVTcnVrc/S1600-R/blog.jpg..http://lh6.ggpht.com/_vc1VEWPuSmU/TN8mZZDF9tI/AAAAAAAAIJY/GWQU-iIvToI/banner-1.jpg....Divulgar textos | Publicar artigo....tirinhas do Zé........

Estatística deste blog: Comentários em Postagens Widget by Mundo Blogger

Safernet



FinderFox

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin