31 de ago de 2011

31 de Agosto: Calígula, o esquisito imperador romano nasceu (12 d.C.); Em Paris - Lady Di, a eterna Princesa Diana morre em acidente (1997); Netuno, o planeta, é descoberto (1846)

31 de agosto

31 de agosto é o 243º dia do ano no calendário gregoriano. Faltam 122 para acabar o ano.


Eventos históricos

Nascimentos

Falecimentos

Feriados e eventos cíclicos



Nasceu o cinetoscópio

    foto de sinopsis No dia de hoje, mas em 1897, Thomas Edison registou a patente do que viria a ser a invenção tecnológica mais revolucionária da História: o cinetoscópio, o primeiro projector de cinema. Quando a fotografia se tornou banal, foram muitas as pessoas que tentaram apresentar figuras com movimento. Para isso, utilizavam várias câmaras que colocavam em fila, de modo a que cada uma fotografasse uma imagem, quando passava o objecto móvel. Depois, as fotografias eram mostradas num rápido movimento de sucessão. E assim se conseguia uma certa ilusão de movimento.
    Mas Edison desenvolveu uma ideia muito mais ambiciosa: inventou uma câmara especial que, através de uma engenhosa disposição de obturadores que fecham e permitem a entrada da luz numa rápida sucessão e de um modo alternativo, capaz de capturar vinte e quatro imagens por segundo. Conseguiu simular o movimento real.
    Quando Edison conseguiu pôr o primeiro cinematógrafo a funcionar, o espectador tinha de olhar por uma abertura e ver as figuras movimentando-se dentro do aparelho. O cinematógrafo e outras formas de de fotografias movíveis são aperfeiçoamentos do cinetoscópio original inventado por Edison.


    Paparazzis perseguem Diana até o fim

    Jornal do Brasil: 1º de setembro de 1997

    • "A princesa deu uma grande contribuição para aliviar o sofrimento dos pobres doentes e fracos em todo o mundo. Seu firme compromisso com a proibição de minas terrestres não apenas ajudou a colocar esta causa no topo da agenda humanitária, mas conquistou os corações de milhões de pessoas em todo o mundo". Kofi Annan
     (Enviado por: Lucyanne Mano)
    Com a mesma singeleza que participava de campanhas humanitárias e cintilava em sofisticados eventos da alta sociedade mundo afora, Lady Diana, 36 anos, despediu-se da vida como a rainha dos sonhos de todo o mundo. Vítima de grave acidente envolvendo o carro em que estava com mais três pessoas em Paris, a princesa não resistiu aos ferimentos após ser socorrida no hospital Pitié-Salpêtrière. Dois outros ocupantes do veículo, seu namorado egípcio Dodi A-Fayed e o motorista Henry Paul morreram no local do desastre. Somente o guarda-costas de Dodi, Trevor Rees-Jones, sobreviveu.

    Jornal do Brasil: 1º de setembro de 1997
    "Eu quero que as pessoas
    se lembrem de mim
    como alguém
    que se importava com elas".

    Princesa Diana


    Para acompanhar toda a evolução do episódio, o JB chegou às bancas em 4 edições extras naquele domingo, todas se esgotando rapidamente. As primeiras informações sobre sua morte cogitavam que o motivo da tragédia teria sido uma tentativa mal sucedida do grupo de despistar um paparazzi.
    A comoção pela tragédia de Diana atingiu dimensões jamais presenciadas entre os britânicos, tradicionais por seu controle emocional e postura austera. Nos jardins do Palácio de Kensington, residência oficial de Diana desde o fim de seu casamento com o Príncipe Charles, a quantidade de flores depositadas foi tão grande que houve a necessidade de um caminhão para transportá-las. Também mensagens, bichos de pelúcias, velas, demonstraram o carinho e a admiração pela princesa. Mas o povo inglês não sofreu sozinho.
    A homenagem e o pesar ecoaram em vários países. E com mesma força, irradiou-se a indignação contra a mídia sensacionalista que, com recursos inescrupulosos de fazer notícia, focou na imagem da princesa um dos seus principais e mais ostensivos alvos.
    Uma homenagem especial
    Elton John fez para Diana uma versão de Candle in the Wind (composta por ele originalmente por ocasião da morte da atriz Marilyn Monroe) e a interpretou no funeral. O single foi um dos mais vendidos da história, com renda destinada a projetos sociais.


    E, mesmo após as polícias francesa e britânica terem concluído que a morte de Lady Di foi um acidente, outras teorias ainda são cogitadas, refletindo a desconfiança da sociedade.



    Calígula, imperador romano

    Imagem
    Moeda de Caligula

    http://www.numismatas.com/phpBB3/styles/getaway_green/imageset/topom.jpgCalígula nasceu em Antium (Anzio), em 31 de Agosto de 12 d.C.; morreu em Roma em 24 de Janeiro de 41 d.C. Último filho de Germânico, filho adoptivo de Tibério, segundo imperador de Roma, e de Agripina, filha de Agripa, tinha 25 anos quando se viu nomeado para o Império, devido à acção decisiva do perfeito do pretório Marco, que lhe obteve o juramento dos pretorianos, dos soldados e dos marinheiros da frota de Itália, e depois a investidura senatorial. Recebeu primeiro o título de imperator, e a seguir, e de uma só vez, todos os outros, com o poder tribunício e o pontificado, e por fim, um pouco mais tarde, foi considerado Pai da Pátria.
    Desta maneira, este jovem que só tinha a seu favor o ser o único filho sobrevivente de Germânico e o principal herdeiro civil de Tibério, conseguiu, de uma só vez, tal como um príncipe real, reunir todos os títulos, e todos os poderes, que Augusto, o primeiro imperador romano, tinha levado anos a acumular e que Tibério tinha em parte recusado. Assim, e muito rapidamente, o Principado deixou de ser uma lenta consagração política de uma pessoa, para se tornar uma instituição constitucional, de facto uma instituição monárquica, cuja nomeação dependia da aprovação do exército e da investidura formal pelo Senado.
    As legiões das províncias aceitaram o decidido em Itália e Roma, e prestaram juramento de fidelidade a Caio, que passou a realizar a cerimónia de juramento anualmente. Os primeiros meses do governo foram calmos, tendo o príncipe mostrado o desejo de governar com o Senado, chamando do exílio as vítimas de Tibério, honrando os membros da sua família - a sua avó Antónia, o seu tio Cláudio, esquecido por toda a gente, e mesmo Gemellus, nomeado co-herdeiro com Caligula por Tibero, que vestiu a toga viril e foi declarado Princeps juventutis. Não proclamou a apoteose de Tibério mas distribuiu o legado imperial como previsto, aumentando o seu valor.
    Imagem
    Pouco tempo depois a avó Antónia morreu, a única pessoa que poderia ter alguma influência sobre ele, já que o tinha educado na infância. Adoeceu gravemente, provavelmente com uma depressão nervosa, que terá actuado no seu carácter como um catalisador, mostrando a sua verdadeira natureza. Com pouca saúde, com várias doenças congénitas, como a epilepsia, a doença desequilibrou de uma forma irreversível este jovem dotado, inteligente e bom orador, fazendo com que os autores modernos ainda hoje discutam o significado dos seus actos. É também preciso ter em conta a sua inexperiência e a excitação do exercício do poder, para além da influência dos escravos e dos libertos orientais que conheceu em casa de Antónia, filha de António: é que parece haver em Calígula uma vontade infantil de reviver o sonho do seu antepassado, a «vida inimitável» do monarca helenístico, desdenhoso da austeridade conformista de Augusto e de Tibério.
    Logo após o seu restabelecimento, Caio lança-se numa política, se é que é disto que se pode falar, extravagante e cruel que representam o essencial da biografia de Suetónio. Gemellus foi morto, já que era fácil de prever que seria a base de uma oposição futura. Em relação ao Senado mostra-se, tanto irónico como ofensivo, como cruel e sádico. Os melhores servidores de Tibério, velhos e excelentes membros da classe consular, assim como experientes governadores são ridicularizados, subjugados, necessitando de se rebaixar às mais reles baixezas e aterrorizados. Muito são executados sumariamente, algumas vezes em pleno Senado, ou obrigados ao suicídio ouvindo as graçolas do algoz imperial. As enormes despesas em realização de Jogos, em festas e outros esbanjamentos assim como em construções inúteis levam o tesouro deixado por Tibério à exaustão, e para encher os cofres de novo volta-se às condenações de ricos, tanto em Roma como na Gália, com confisco dos bens.
    No começo da sua governação Calígula contrariou muitas das decisões de Tibério, projectando entregar aos comícios as eleições que lhes tinham sido retiradas em 14, mas a ideia não foi para a frente. Queria governar, dizia, para o povo e a classe equestre, rodeando-se de libertos. Nomeia-se cônsul todos os anos, tirando o ano de 38, para sublinhar a preeminência do princeps na constituição. Retirou ao procônsul de África o comando da 3.ª Legião, Augusta, para que todas as tropas estivessem nas mãos dos legados imperiais. Mas, de facto, não mudou praticamente nada o pessoal administrativo das províncias, que não sofreram das suas loucuras, tirando a Gália, em que residiu entre 38 e Imagem40, tendo em Lyon uma corte magnífica, rodeado de príncipes orientais, como Júlio Agripa, ou helenizados como Ptolomeu da Mauritânia, neto de António e Cleópatra, pela sua mãe Cleópatra Selena). A sua política externa opõem-se também aqui à de Tibério, e mesmo à de Augusto, que pretendiam acabar com os vários estados clientes existentes no Oriente. Calígula entregou vários territórios, como a Trácia, a Arménia, a Itureia, Damasco, uma parte da Judeia aos herdeiros dos reis desapossados, o que teve como resultado aumentar a confusão.
    Mas há outro fio condutor. Calígula quis, e claramente desta vez, governar como um monarca oriental, como um déspota, de acordo com o seu bel-prazer. O mais grave é que para realizar o que pretendia não necessitava de modificar as bases do principado fundado por Augusto, já que os princípios de uma monarquia sem controlo estavam presentes na obra do «restaurador da liberdade» (vindex libertatis). Algumas das iniciativas de Calígula foram arcaizantes, como as festas em honra de Jupiter Latiar ou a reconstituição do rito do Rex Nemorensis (regresso às origens : aos montes Albanos), possivelmente inspirados pelo seu tio Cláudio, um sábio «antiquário». Os outros aspectos da política religiosa são mais lógicos; exaltação da ideologia oriental helenistica e de auto-deificação. Fez construir templos, sobretudo no Oriente, onde a sua estátua era colocada ao lado da divindade no naos. Tentou impor aos senadores a genuflexão como forma de saudação (proskysene), como Diocleciano fará dois séculos e meio mais tarde. Divinizou Drusila, a sua irmã referida, tanto em Roma como nas províncias, após a sua morte em 38, e rendeu-lhe culto como às mulheres-irmãs dos reis Ptolomeus do Egipto helenístico, o que fez nascer os boatos sobre relações incestuosas entre os dois. Tentou que o Senado mandasse construir um templo em sua honra no Capitólio, e enquanto esperava aumentou o templo de Castor e Polux, onde era adorado em pessoa. Fez ligar o seu palácio no Palatino ao Capitólio por uma passagem imensa, afim de poder contactar Júpiter mais facilmente, segundo as suas próprias palavras. A lembrança de António, a recordação da sua visita a Alexandria, acompanhando os pais, em 18 quando tinha 6 anos, a sua preferência pela monarquia Ptolemaica explica a sua devoção ao culto de Ísis. Por isso autorizou o culto, proscrito por Tibério, construiu no Campo de Marte um Isaeum, e inscreveu o culto de Ísis no calendário romano. As províncias orientais aceitaram  facilmente esta política que irritava os Romanos. Mas ao querer colocar a sua estátua no templo de Jerusalém entrou em conflito com os Judeus.Em Roma, onde tudo ainda se decidia, se as províncias se mantivessem calmas, as coisas não podiam manter-se assim durante muito tempo. Depois de ter alienado as classes dirigentes, Calígula teve a imprudência de criar impostos para os artífices e os comerciantes da capital, não perdendo também uma ocasião de insultar os tribunos das coortes pretorianas, que eram o único apoio que lhe restava. Após o falhanço sangrento de numerosas conspirações, foi finalmente assassinado pelo tribuno do pretório Cassius Chaerea, que foi o executor de uma conspiração onde se encontravam senadores, um dos dois perfeitos do pretório e de libertos importantes, cansados de tanto loucura.
    O reinado trágico e louco de Calígula acabava em sangue, o primeiro de uma longa série. Mas, sob muitos pontos de vista, a política de Calígula não era completamente demente nem prematura: a hora do despotismo oriental é que ainda não tinha chegado a Roma. E de facto, havia outras maneiras de resolver as contradições deste regime monárquico fundado no respeito da tradição republicana, e o reinado seguinte, de Cláudio, iria mostrá-lo. 


    http://operamundi.uol.com.br/images/logo.jpg.pagespeed.ce.m-O7AWkhgv.jpg Primeira vítima de Jack, o Estripador é encontrada

    O cadáver de Mary Ann Nichols, uma prostituta chamada Polly, é encontrada na noite de 31 de agosto de 1888, horrivelmente mutilada, na Passagem Buck em Whitechapel, um dos bairros pobres do East End de Londres. Entre 31 de agosto e 9 de novembro, cinco outras mulheres seriam assassinadas nesse mesmo bairro. A polícia da Scotland Yard passaria a investigar, sem qualquer resultado, o misterioso assassino em série, alcunhado de Jack o Estripador, cujo nome foi tirado de uma carta, enviada à Agência Central de Notícias de Londres por alguém que se dizia o criminoso.
    Suas vítimas eram mulheres que ganhavam a vida como prostitutas. Duas delas tiveram a garganta cortada e o corpo mutilado. Teorias sugerem que, para não provocar barulho, as vítimas eram primeiro estranguladas, o que talvez explique a falta de sangue nos locais dos crimes. A remoção de órgãos internos de três vítimas levou os policiais a acreditar que o criminoso possuía conhecimentos anatômicos ou cirúrgicos.
    Anúncio em jornal da época sobre a procura do assassino
    Os jornais, cuja circulação crescia consideravelmente naquela época, deram ampla cobertura ao caso devido à natureza selvagem dos crimes e ao fracasso da polícia em efetuar a captura do criminoso, que se tornou famoso justamente por conseguir escapar impune.
    Em virtude do mistério em torno do assassino jamais ter sido desvendado, as lendas envolvendo seus crimes tornaram-se um emaranhado complexo de pesquisas históricas genuínas, teorias conspiratórias e folclores duvidosos. Diversos autores, historiadores e detetives amadores apresentaram hipóteses acerca da identidade do assassino e de suas vítimas.
    As vítimas
    Na Inglaterra Vitoriana o East End d Londres era uma favela fervilhante ocupada por cerca de um milhão dos mais pobres habitantes da cidade. Muitas mulheres eram obrigadas a recorrer à prostituição para sobreviver e em 1888 estimava-se que havia mais de mil prostitutas em Whitechapel. Naquele verão um ‘serial killer’ começou a ter por alvo aquelas mulheres oprimidas.
    Em 8 de setembro, o assassino atribuiu-se uma segunda vítima e em 30 de setembro mais duas prostitutas, Liz Stride e Kate Eddowes, foram assassinadas e esquartejadas numa mesma noite. À ocasião, a polícia de Londres já havia definido o padrão dos assassinatos. O criminoso, oferecendo-se pagar pelo sexo, atraia a vítima a uma rua ou praça isolada para então cortar seu pescoço. Enquanto a mulher rapidamente morria esvaída em sangue, ele a mutilava brutalmente com a mesma faca de 15 centímetros.
    Capa da edição de 21 de setembro de 1888 da revista Puck,
    apresentando a versão do cartunista Tom Merry de Jack o Estripador
    Devido à natureza excessivamente brutal dos crimes e a cobertura jornalística dos eventos, o público passou a crer cada vez mais em um único assassino em série. Apesar de as investigações não terem sido capazes de conectar as mortes posteriores aos assassinatos de 1888, a lenda de Jack o Estripador já havia se consolidado.
    A polícia, que não dispunha à época as modernas técnicas forenses como impressões digitais e tipologia sanguinea, não tinha a menor ideia de possíveis suspeitos. Dezenas de cartas supostamente escritas pelo assassino foram enviadas à Scotland Yard, porém a vasta maioria delas foi imediatamente considerada fraudulenta. Contudo, duas cartas, escritas pelo mesmo indivíduo, aludiam a fatos do crime que eram do conhecimento apenas da polícia e, evidentemente, do criminoso. Essas cartas, assinadas como Jack o Estripador, só fizeram tornar ainda mais popular o apelido do matador em série.
    Em 7 de novembro, após um mês de completo silêncio, Jack eliminou sua quinta e última vítima, a irlandesa Mary Kelly, uma prostituta ocasional. De todos os cadáveres de suas vítimas, o de Kelly é que estava mais espantosamente mutilado. Em 1892, sem nenhuma pista adicional nem mais registro de mortes, o caso Jack o Estripador foi arquivado. 



    Arrows gif fileAbaixo estão os logotipos das principais fontes que utilizei para a produção do post. Clique sobre eles e leia os textos completos nos sites de origem.
    ... ..
    .
    ....http://www.canaldehistoria.pt/img/logo_canal_historia.gif..http://3.bp.blogspot.com/-GgPZ297GhCg/TZIeT9IFKXI/AAAAAAAAADo/SxZcjchSnG8/s320/-TITULO.jpg



    30 de ago de 2011

    Warren Buffet está fazendo moda! Novo "Clube dos Milionários" foi fundado?


    Novo "Clube dos Milionários"
    (por Herbert Drummond - autor do blog)
    O
    s alemães entraram para o mais novo "clube de milionários" do planeta, aquele cujos "sócios" estão protestando porque os governos de seus países não lhes cobram mais impostos. Dá para acreditar?
    Isso é o que eu chamo de "inversão de valores". Sem dúvida é uma tremenda mudança de paradigmas que o planeta está assistindo. 
    Primeiro foi o biliardário Warren Buffet, depois os milionários franceses e agora os alemães... Quem serão os próximos? Os ingleses? Aposto que sim, pois os súditos de sua majestade não suportarão ficar atrás de franceses e alemães. 
    Será que os japoneses farão parte do clube? E os chineses que são os mais recentes "novos ricos" da galáxia também vão pedir para pagar mais impostos? Daqui a pouco a Bolsa de Apostas de Londres estará abrindo suas portas para mais esse desafio entre seus entusiastas. E os russos? Ah! Se os russos aderirem é que vai ser o fim do mundo mesmo.
    http://exame.abril.com.br/assets/pictures/34820/size_590_africa-fome6.jpg?1311185634Na verdade a grande expectativa é que os bilionários da America Latina (o Brasil estará entre eles?), África (sim, eles existem lá também!), Ásia, Oceania e todas as regiões do mundo inteiro se associem a esta nova mania dos muito, muito ricos.
    Fico aqui imaginando a "revolução" que seria se todos os ricaços do mundo inteiro se unissem para pagar um imposto especial que ajudasse a diminuir a pobreza e a fome que está, por exemplo, matando milhares de pessoas na Somália.

    Crise de Humanidade
    V
    ejo com muito bons olhos essa digamos, novidade que em tão boa hora Warren Buffet anunciou. Espero que tenha consequências. Buffet certamente não é bobo e deve ter percebido que se as grandes fortunas não contribuírem para minorar as mazelas da humanidade serão, mais dia,  menos dia afogadas nos redemoinhos das crises que flagelam o planeta. 
    E não estou falando de crise econômica só! Refiro-me a todas as crises. Ou não está visível que vivemos um tempo de gravíssimos conflitos sociais, onde predominam fome, penúria, pobreza extrema, violência, drogas, devastação ambiental, guerras... É uma Crise de Humanidade.
    A propósito leiam o trecho do Padre João Batista Libanio - jesuíta, escritor e teólogo - que extrai do site Direitos Humanos:
    http://blogprojetonacional.com.br/wp-content/uploads/2011/08/crise-11.jpg
    [...] "No início parecia uma marola. Agora levanta a cabeça tsunâmica. Já não se encontram soluções a partir unicamente dos interesses dos G-8 ou mesmo dos G-20. Toda a humanidade se vê envolvida. 
    A crise financeira mostrou a ponta do iceberg das crises de energia, de produção de alimentos, do aquecimento global, do desequilíbrio do consumo, da injusta distribuição de rendas e do acesso desigual aos bens.  No entanto, a maior delas, embora menos citada e menos palpável no bolso, acontece no nível de humanidade. 
    Em que consiste tal crise e que sinais a denunciam? A humanidade nesse mais de milhão de anos, depois que descemos da árvore, ao deixar para trás a noite escura da pura animalidade pela luz da razão, tem mostrado avanço na descoberta das exigências da nossa condição humana. Não se percorreu uma trajetória retilínea em direção ao sonhado ponto ômega de Teilhard. (este link foi colocado pelo blog) Mas, grosso modo, avançamos em humanidade apesar de escuros momentos de barbárie em todas as idades. Mesmo no século XX, que despontava com enormes promessas ao ver o ser humano andando pelas entranhas da terra em Paris, conhecemos duas guerras mundiais, campos de concentração, gulags, indústria armamentista assassina." [...]
    O Ponto de Apoio de Arquimedes
    É
     isso ai! Warren Buffet deve ter - como é de seu perfil - enxergado longe e dado o primeiro passo em busca desse novo cânone que pode ser o ponto de apoio para aquela alavanca famosa de Arquimedes que prometia mover o planeta Terra há duzentos anos a.C. Quem sabe...
    O texto abaixo é a noticia que extrai do blog "O Filtro" sobre os milionários alemães e serve como ilustração para o artigo acima.

    Clique e leia as principais noticias de hoje no Brasil e no Mundo.

    Milionários alemães pedem para pagar mais impostos

    O grupo de milionários e bilionários que gostariam de pagar mais impostos ficou maior. Depois do americano Warren Buffett, da herdeira da L’Oreal Liliane Bettencourt e outros 15 franceses e do italiano Luca di Montezemolo, presidente da Ferrari, agora um grupo de 50 alemães divulgou um manifesto pedindo que o governo da chanceler Angela Merkel aumente a tarifa que eles pagam. A intenção declarada dos milionários alemães é a mesma de seus colegas de outros países: ajudar o governo a combater a crise econômica que se abate pelos países desenvolvidos.
    De acordo com o jornal britânico The Guardian, o grupo se autodenomina “Os Ricos pela Arrecadação de Capital” e está longe de ser rico como Buffett e Liliane, dois dos maiores bilionários do mundo. O grupo alemão é formado por profissionais como professores, médicos e empresários. O fundador é Dieter Lehmkuhl, um médico aposentado que diz ter investimentos de 1,5 milhão de euros (R$ 3,4 milhões). A ideia é que o governo alemão cobre, por dois anos, 5% de imposto sobre investimentos acima de 500 mil euros, e depois reduza esse valor para 1%. Segundo o grupo, a Alemanha arrecadaria 100 bilhões de euros em dois anos.
    “Eu diria a Merkel que a resposta para resolver os problemas financeiros da Alemanha, a dívida pública, não é promover cortes, que vão afetar os mais pobres de forma desproporcional, mas taxar mais os ricos”, disse Lehmkuhl. “Nós estamos sempre ouvindo sobre pacotes para a economia, mas nunca sobre aumento de impostos. Mas o aumento de impostos são uma forma de sair desta bagunça. É onde o dinheiro está: com os ricos”. “Alguma coisa precisa ser feita para evitar que a diferença entre os ricos e os pobres fique ainda maior”.
    A iniciativa dos bilionários e milionários é inusitada. Ao longo das últimas décadas, há uma disputa entre esquerda e direita sobre como os governos devem tratar a riqueza. A grosso modo, os primeiros defendem que é preciso aumentar os impostos sobre os mais prósperos, enquanto os outros defendem que eles devem pagar pouco para fazer a economia funcionar. O tema é espinhoso e polêmico e, nem de longe, é unânime. O mesmo Guardian destaca a declaração de Harvey Golub, ex-diretor da American Express, ao The Wall Street Journal. “Antes de ‘pedir’ mais dinheiro para mim e para os outros, recolha os US$ 2,2 trilhões que você já coleta por ano de forma mais justa e gaste de forma mais esperta”. Como se vê, a direita e a esquerda nos países desenvolvidos ainda terão muito a duelar.

    30 de Agosto: Cleópatra suicidou-se aos 39 anos (30a.C); Morreu Dalva de Oliveira (1972).

    30 de agosto

    30 de agosto é o 242º dia do ano no calendário gregoriano. Faltam 123 dias para acabar o ano.

    Eventos históricos

    http://inconscientecoletivo.net/wp-content/uploads/2010/07/cleopatra-morte.jpg "Cleópatra, rainha do Egipto, mata-se, depois da derrota das suas forças contra Octávio, o futuro primeiro Imperador de Roma. A filha do Rei Ptolemeo XII, Cleópatra, fez-se amante de Júlio César, que a ajudou a tirar o trono egípcio ao seu irmão no ano de 47 a.C. Depois do assassínio de César, Marco Antonio, outro romano poderoso, apaixonou-se por ela, e em 36 a.C. casaram-se. Quatro anos depois, Octávio, o herdeiro designado de César, declara a guerra contra António e Cleópatra. No ano de 31 a.C., foram derrotados na Batalha de Actium e fugiram para a Alexandria. Pouco depois, Marco António suicidou-se depois de ouvir um falso relato da morte de Cleópatra. Em vez de cair nas mãos de Octávio, Cleópatra acabou igualmente com sua vida."
    • 1590 - Tokugawa Ieyasu ocupa o castelo de Edo e consolida seu caminho para o futuro shogunato.
    • 1857: Inaugurada a primeira linha ferroviária na Argentina.  
    • 1874: Na Inglaterra foi determinada a jornada de trabalho máxima de 10 horas e a proibição do trabalho para menores de 9 anos.
    • 1875 - Ocorre o Motim das Mulheres na cidade de Mossoró, interior do Rio Grande do Norte, Brasil.  
    • 1879: Thomas A. Edison apresenta seu primeiro aparelho telefônico.
    • 1918 - Vladimir Lênin - Lenin é ferido gravemente por um disparo. A bala, disparada por uma mulher, provocou uma paralisia nele dois anos depois.    
     Lenin sobrevive a atentado em Moscou
    "Em 30 de agosto de 1918, após discursar numa fábrica em Moscou, o líder soviético Vladimir Lenin é alvejado duas vezes por Fanny Kaplan, membro do Partido Social Revolucionário. Lenin ficou seriamente ferido, mas sobreviveu ao ataque. A tentativa de assassinato desencadeou uma onda de represálias dos bolcheviques contra os social-revolucionários e outros oponentes políticos, enquanto prosseguia a guerra civil na Rússia."

    .http://boitempoeditorial.files.wordpress.com/2011/05/11-05-18_lenin-numa-hora-dessas_emir-sader.jpg?w=420&h=280
    Fanny Kaplan, membro do Partido Social Revolucionário

    "Fanny Iefimovna Kaplan nasceu no seio de uma família de camponeses judeus, de sete irmãos. Converteu-se em revolucionária tardiamente, militando em grupos anarquistas dantes de aderir a um grupo socialista, o Partido Social-Revolucionário. Em 1906, Kaplán participou do atentado frustrado de um servidor público. Foi presa e condenada à prisão perpétua num campo de trabalho forçado na Sibéria. Foi libertada quando a Revolução de Fevereiro depôs o czar. Por causa da prisão, passou a sofrer de enxaqueca e cegueira intermitente.
    Depois da Revolução de Outubro, ela acabaria desiludida com Lenin por causa do conflito entre os social-revolucionários e o partido bolchevique. Este tinha um forte apoio entre os sovietes, que Lenin tinha considerado como o único caminho para o governo pós-revolucionario. No entanto, nas eleições para a assembleia constituinte, em novembro de 1917, os bolcheviques não conseguiram maioria absoluta. Um social-revolucionário foi nomeado presidente da assembleia em janeiro de 1918. Nos meses seguintes, os confrontos entre socialistas e bolcheviques levaram ao banimento de todos os partidos exceto o do governo. Kaplan decidiu então assassinar Lenin.
    Naquele dia, Lenin tinha acabado de dar um discurso em uma fábrica de Moscou. Quando saiu, antes de entrar no carro, Kaplan gritou seu nome. Ao virar, ela disparou três tiros: um atravessou o casaco de Lenin; os outros dois atingiram o ombro e o pulmão esquerdo dele."
    http://fotos.sapo.pt/ZlnSWOAZFyCvgtFJmcjI/
    Clique sobre a imagem e saiba mais.
    • 1973 - O Quênia bane a caça de elefantes e o comércio do marfim.  
    • 1994 - Crimes Hediondos - o Senado brasileiro aprova o projeto de lei que transforma em crime hediondo o homicídio qualificado ou praticado por grupos de extermínio. A escritora Glória Perez, que teve a filha Daniela (foto) assassinada em 1992, encabeçou o movimento e colheu 1,3 milhão de assinaturas.
    • 1995 - Guerra da Bósnia: A Operação Força Deliberada da OTAN entra em ação, bombardeando alvos militares sérvios-bósnios.
    • 1999 - O povo do Timor-Leste decide, em referendo, pela independência.
    • 2001 - O apresentador de televisão e empresário Silvio Santos é mantido como refém por sete horas seguidas pelo seqüestrador Fernando Dutra Pinto na sua casa, na cidade de São Paulo.

    Nascimentos

    http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/7/70/Sabine_women.jpg/800px-Sabine_women.jpg
    O Rapto das Sabinas (1799) - Está no Museu do Louvre

    Falecimentos

    A morte de Dalva de Oliveira. Jornal do Brasil: Quinta-feira, 31 de agosto de 1972.
    (Enviado por: Lucyanne Mano) - "A morte chegou para Dalva de Oliveira, 55 anos, no final da tarde de uma quarta-feira que estava fria e chuvosa, e após diversas hemorragias provocadas por varizes no esôfago. O velório da cantora aconteceu no Teatro João Caetano. Em fila e sem tumulto, mais de 2 mil pessoas aguardaram sua vez de chegar bem perto ao caixão para despedir-se da cantora. Seu corpo enterrado num jazigo perpétuo do Cemitério Jardim da Saudade, homenagem do Retiro dos Artistas.
    Villa-Lobos a considerava a melhor cantora popular brasileira. Juscelino Kubitschek certa vez telefonou de Paris diretamente para o Hospotal Miguel Couto, onde ela estava internada após um acidente de trânsito. Uma espécie de Edith Piaf nacional, Dalva retirava da própria vida - marcada pela tragédia, a frustração amorosa e uma incrível capacidade de estar sempre recomeçando - a força da sua arte. Em nenhuma outra cantora brasileira os dizeres das canções guarda tanta intimidade com a história pessoal de sua intérprete.
    Vicentina de Paula Oliveira nasceu no dia 5 de maio de 1917, em Rio Claro, interior paulista. Filha do saxofonista Mário de Oliveira, cresceu acompanhando o grupo musical do pai. Com a morte dele, foi para um orfanato, onde aprendeu piano, órgão e canto.
    No final dos anos 20, seguiu para São Paulo com a mãe, e começou a trabalhar como faxineira numa escola de canto. Nas horas vagas, improvisava no piano. Descoberta, foi convidada a participar de uma turnê com o grupo de Antonio Zoveti. Em 1933, fez um teste de cantora na Rádio Mineira e adotou o nome de Dalva de Oliveira. Depois foi a vez de conquistar o Rio de Janeiro. Em 1935 já estava na Rádio Mayrink Veiga, em menos de um ano, já era sucesso estrondoroso nas rádios de todo o Brasil.
    Num show de teatro ainda nos anos 30, conheceu o compositor Herivelto Martins, seu primeiro marido. Formaram um trio com Nilo Chagas, originalmente intitulado Dalva de Oliveira e a Dupla Petro e Branco. Mais tarde, ouvindo conselhos de um empresário musical, mudaram para Trio de Ouro. Durante os quase 15 anos que permaneceram juntos, mantiveram-se como um dos mais importantes conjuntos vocais da música popular brasileira."

     
    Arrows gif fileAbaixo estão os logotipos das principais fontes que utilizei para a produção do post. Clique sobre eles e leia os textos completos nos sites de origem.
    ... ..
    .
    ....http://www.canaldehistoria.pt/img/logo_canal_historia.gif..http://3.bp.blogspot.com/-GgPZ297GhCg/TZIeT9IFKXI/AAAAAAAAADo/SxZcjchSnG8/s320/-TITULO.jpg

    29 de ago de 2011

    29 de Agosto: Michael Jackson faria 53 anos hoje (nasceu em 1958); A Independência do Brasil foi reconhecida por D.João VI a troco de um milhão de libras esterlinas (1825); Beatles fazem ultimo show da banda (1966); Furacão Katrina devasta New Orleans (2005); Manolete, o maior dos toureiros da Espanha morreu nesta data (1947); Hoje é Dia de Combate ao Fumo.

    29 de agosto é o 241º dia do ano no calendário gregoriano. Faltam 124 para acabar o ano.


    Eventos históricos                                                              

      foto de sinopsis "O conquistador espanhol Francisco Pizarro executa Atahuallpa, o último imperador inca. No alto das Montanhas dos Andes Peruanos, os Incas construíram uma civilização deslumbrante que cresceu durante três séculos. Embora não tivessem qualquer sistema de escrita, possuíam um governo elaborado, grandes obras públicas e um sistema agrícola inteligente. Contudo, 180 conquistadores espanhóis liderados por Pizarro destruíram essa civilização. Após ganhar a confiança do Imperador Atahuallpa, Pizarro preparou uma emboscada ao líder inca e ao seu exército. Apoiado por um terrível ataque da artilharia espanhola e da cavalaria, mataram milhares de Incas. Pizarro encarcerou Atahuallpa, exigiu um quarto cheio de ouro como resgate pela sua vida e, depois, deslealmente executou-o."

      • 1825 - Assinatura por D. João VI na convenção em que reconhecia a Independência do Brasil, mediante o pagamento de uma indenização de um milhão de libras esterlinas.    
        • Portugal Reconhece a independência do Brasil.
      Imagem
      Brasil - 80 Reis (1825-1829)

      http://www.numismatas.com/phpBB3/styles/getaway_green/imageset/topom.jpg
      Clique no logotipo
      "Após o exilio, D. João VI regressou a Portugal em 26 de abril de 1821, deixando o filho mais velho, D. Pedro de Alcântara, como regente no Brasil. O governo português tentou transformar o Brasil em colônia. Os brasileiros recusaram-se a ceder e D. Pedro ficou do seu lado, declarando a independência do país de Portugal, em 7 de setembro de 1822. Em 12 de outubro de 1822, Pedro foi declarado o primeiro imperador do Brasil e coroado D. Pedro I em 1 de dezembro de 1822.
      Naquele tempo quase todos os brasileiros eram a favor de uma monarquia e o republicanismo teve pouco apoio. A subsequente Guerra da independência do Brasil propagou-se por quase todo o território, com batalhas nas regiões norte, nordeste e sul. Os últimos soldados portugueses renderam-se em 8 de março de 1824 e a independência foi reconhecida por Portugal em 29 de agosto de 1825.
      "

      Ficheiro:Independencia ou Morte - Pedro Americo.jpg
      Independência ou Morte!, de Pedro Américo (óleo sobre tela, 1888).
      "Devido ao "tempo de governo e as transformações que ocorreram, nenhum outro chefe de Estado teve um impacto tão profundo na história do país".
      A primeira constituição brasileira foi promulgada a 25 de Março de 1824, após sua aceitação pelos conselhos municipais de todo o país.
      D. Pedro I abdicou em 7 de abril de 1831 e foi para a Europa para recuperar a coroa de sua filha, deixando para trás o filho de cinco anos e herdeiro, que viria a ser Dom Pedro II. Como o novo imperador não pôde exercer as suas prerrogativas constitucionais até atingir a maturidade, a regência foi criada. Disputas entre facções políticas levaram a rebeliões e uma instável, quase anárquica, regência. As facções rebeldes, no entanto, não estavam em revolta contra a monarquia, embora algumas declarassem a secessão das províncias como repúblicas independentes, mas só enquanto Pedro II fosse menor de idade. Devido a isso, D. Pedro II foi declarado imperador prematuramente e "o Brasil desfrutou de quase meio século de paz interna e rápido progresso".
      Imagem
      D. Pedro II
        • 1831: Michael Faraday descobre a indução eletromagnética
        • 1842 - Tratado que põe fim à Guerra do Ópio. A China cede Hong Kong à Grã-Bretanha e abre vários de seus portos ao comércio britânico.
        • 1852 A primeira estrada de ferro do Brasil começa a ser construída pela Imperial Companhia de Navegação a Vapor e Estrada de Ferro de Petrópolis. O primeiro trecho da Estrada de Ferro Mauá, com extensão de 14,5 quilômetros, seria inaugurado dois anos mais tarde. (v. Irineu Evangelista de Souza).  
        http://www.solariseditora.com.br/img/ef_3.jpg

        A Baroneza, foi a primeira locomotiva a trafegar em território brasileiro, servindo na Estrada de Ferro Petrópolis, depois Estrada de Ferro Mauá, construída por iniciativa de Irineu Evangelista de Souza, o Barão de Mauá, inaugurada em 30 de abril de 1854. Nesta vista, a Baroneza está sendo exibida junto a um grupo de ferroviários na década de 1920.
        • 1853 - Desmembramento do Paraná da província de São Paulo.  
        • 1862 - Garibaldi é derrotado, ferido e aprisionado em Aspromonte, dando fim ao movimento revolucionário iniciado dois anos antes.  
        Garibaldi ferito in Aspromonte.
        Garibaldi ferito in Aspromonte. De Agostini Picture Library
        • 1898: A Goodyear, empresa fabricante de pneus é fundada.
        • 1903 - O primeiro automóvel do Brasil é licenciado, no Rio de Janeiro, como propriedade de Francisco Leite de Bittencourt Sampaio.  
        • 1911 - Ishi, o último nativo americano apareceu para seu primeiro contato com os brancos.
        foto de sinopsis "A 29 de Agosto de 1911, apareceu nos bosques de Oroville, no norte da Califórnia, Ishi, o último membro da tribo dos Yahi, considerado o último índio nativo americano da Califórnia setentrional a ter contacto com os europeus norte-americanos.
        Depois de ter sido visto por pessoas da povoação, foi capturado pelo xerife local, em parte para a sua própria protecção, e posteriormente transferido para o Museu de Antropologia da Universidade da Califórnia, em São Francisco, onde permaneceu o resto dos seus dias, a ser estudado pelos antropólogos Alfred Kroeber e Thomas Talbot Waterman.
        A história de Ishi tornou-se mais popular graças ao livro de Theodora Kroeber "Ishi in Two Worlds" ("Ishi"), publicado em 1960.
        Ishi , cujo nome verdadeiro nunca foi conhecido, já que, na tribo dos Yahi, o nome era considerado tabu, morreu com tuberculose, a 25 de Março de 1916."
        • 1945 - Lord Mountbatten recebe em Singapura a capitulação das tropas japonesas do sudeste asiático. 
        • 1968: É publicado o album A Saucerful of Secrets, da banda británica Pink Floyd
         Aproveite e mate as saudades do Pink Floyd. Maravilha!!!!
        • 1966 - Os Beatles realizaram o seu último show oficial no estádio Candlestick Park para um publico abaixo de 25.000 pessoas, em San Francisco. 

        Há exatos 45 anos os Beatles faziam seu último concerto, no Candlestick Park, em São Francisco. Hoje todos sabemos que eles não aguentavam mais a gritaria durante os shows, alta e insistente a ponto de impedir até mesmo que eles ouvissem o som de seus próprios instrumentos.
        Mas durante a apresentação a banda não dá nenhuma indicação de que aquela seria a última oportunidade que os fãs teriam de vê-los ao vivo. Na fantástica coleção de DVDs "Anthology", Ringo confirma que a banda já tocou tendo em mente que aquela seria a última vez.
        • "Havia muita conversa em Candlestick Park sobre como aquilo precisava acabar. No show em São Francisco parecia que seria mesmo a última vez, mas eu não tive 100% de certeza até voltarmos para Londres. John queria parar mais que os outros. Ele dizia que não aguentava mais". 
        Depois desse show, os Beatles se apresentaram juntos apenas uma outra vez, no terraço da Apple, em janeiro de 1969. Mas nessa oportunidade o show não foi anunciado e, claro, o público não pagou ingresso.
        Felizmente a performance de agosto de 1966 foi gravada pelo assessor Tony Barrow, a pedido de Paul McCartney, e hoje o áudio está disponível na internet para quem quiser 'testemunhar" esse momento histórico. Mesmo com o som muito irregular, dá para ver o quanto a banda era boa e a gritaria do público, insuportável. Irônico que um grupo de rock que começou a carreira tocando na zona do baixo meretrício de Hamburgo tenha sido derrotada por garotinhas de família americanas.
        O estádio Candlestick Park, na época usado pelo time de beisebol San Francisco Giants, tinha capacidade para 42.500 pessoas, mas apenas 25 mil ingressos foram vendidos, segundo a "Bíblia dos Beatles". Ainda mais impressionante que o fato do show não ter lotado foi o valor dos ingressos: entre US$ 4,50 e US$ 6,50. 

        O show começou às 20h, um horário civilizado que poderia ser adotado aqui no Rio, não? A abertura ficou com as bandas The Remains, Bobby Hebb, The Cyrkle e The Ronettes. Os Beatles subiram no palco às 21h27m e tocaram por cerca de meia hora. As músicas foram "Rock and Roll Music", "She's a Woman", "If I Needed Someone", "Day Tripper", "Baby's in Black", "I Feel Fine", "Yesterday", "I Wanna Be Your Man", "Nowhere Man", "Paperback Writer" e "Long Tall Sally". 

        O show está dividido abaixo em quatro vídeos. "Long tall sally", a última canção, ficou cortada porque a fita do gravador de Tony acabou. Pouco antes de deixar o palco, John ainda tocou os acordes iniciais de "Im my life", só parar implicar com o público.
        Parte 1
         
        Parte 2
         
        Parte 3

        Parte 4 (final)


        • 1973 - O presidente Anuar el Sadat se reúne com o coronel Gadaffi no Cairo e impõe o abandono do projeto de união entre Líbia e Egito.  
        • 1975 - O presidente do Peru, general Juan Velasco Alvarado, é destituído de seu cargo e substituído pelo também general Francisco Morales Bermúdez.
        • 1982 - Charles Burton e Sir Randolph Fiennes concluem a viagem em volta ao mundo, realizada com um barco a vela.
        • 2005 - Furacão Katrina chega Á terra e atinge a cidade de New Orleans, nos Estados Unidos.
        "A 29 de agosto de 2005, o furacão de nível 4, Katrina, chega a terra, no estado do Luisiana e provoca cheias em 80% da cidade de Nova Orleães. O resultado final da catástrofe foi mais de 1.200 mortos e mais de 115 mil milhões de dólares em danos materiais.
        Os ventos superiores a 205 km/hora causaram muitas fendas nos diques que separam Nova Orleães do Lago Pontchartrain, causando inundações arrasadoras com mais de sete metros de profundidade em certas zonas.
        Outros estados também foram afetados pelo furacão, como por exemplo Ohio, Kentucky ou Nova Iorque, e diversas indústrias, como a petrolífera, tiveram de parar a produção durante várias semanas."


        Nascimentos

        • 1619 - Jean-Baptiste Colbert, ministro das finanças de Luís XIV (m. 1683).
        • 1632 - John Locke, filósofo inglês (m. 1704).
        • 1730 - Antônio Francisco Lisboa (Mestre Aleijadinho), escultor, entalhador, desenhista e arquiteto brasileiro (m. 1814). No dia 29 de agosto de 1730, nasce o grande expoente do barroco no Brasil, Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho. Aos 47 anos, o mais famoso escultor mineiro foi atacado por uma doença (não se sabe se sífilis, escorbuto ou reumatismo deformante) que o deixou aleijado, deformando-lhe os pés e as mãos. 
        http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/c/cd/Aleijadinho_-_S%C3%A3o_Jos%C3%A9_de_Botas.jpg
        Jornal do Brasil - Terça-feira, 31 de agosto de 1982 - Caderno B


        Morre Ingrid Bergman

        (Enviado por: Lucyanne Mano)  
        "Ingrid Bergman foi uma mulher que nunca desistiu. Morreu no dia que comemorava 67 anos de vida. Em sua biografia editada no Brasil com o título de A História de uma Vida – referiu-se com nobreza a tudo que fez, nos deixando um admirável exemplo de coragem, perseverança e amor a vida. Enfrentou o câncer por seis anos, trabalhando até o último ano de vida em uma superprodução para a televisão representando o papel do Golda Meir.
        Alfred Hitchcock dizia que era capaz de se superar a cada filme pois vivia caminhando para a perfeição. Seu primeiro filme nos EUA em 1939 foi uma nova versão de
        Intermezzocom Leslie Howard. Conquistou definitivamente a América e todo o mundo com a história de amor Casablanca, hoje um clássico dos anos 40, que a transformou em uma campeã de bilheteria.
        Clique na imagem e relembre a cena de As Time Goes By.

        Em 1949 estava na Itália para filmar
        Stromolisob direção de Rosselini quando apaixonou-se por ele; uma união que causou muita polêmica. Ambos eram casados e abandonaram as respectivas famílias para ficarem juntos. Ingrid foi acusada de adúltera e de mau exemplo para as mulheres americanas pelo Senador do Colorado, Edwin C. Johnson, que subiu à tribuna para denunciar que “Ingrid Bergman cometeu uma afronta à instituição do casamento”, segundo ele era uma ‘cultivadora do amor livre’. oooo
        Passaram-se 15 anos em que ficou praticamente esquecida. Em 1956 estrelou
        Anastasia, uma superprodução da Fox que lhe rendeu um segundo Oscar e suas portas foram reabertas. Já estava separada de Rosselini quando seu nome foi levada à tribuna novamente em 1972, agora com o pedido de desculpas. O Senador Charles H. Percy falou: “Sr. Presidente, uma das mulheres mais encantadoras, graciosas e talentosas do mundo foi vítima de um duro ataque nesta casa há 22 anos. Gostaria, hoje, de render um tributo há muito devido a Ingrid Bergman, uma verdadeira estrela em todos os sentidos da palavra.”
        Ingrid filmava com freqüência inclusive chegando a ganhar outro Oscar em Assassinato no
        Orient Express, também se descobriu no teatro e televisão.O câncer a surpreendeu em 1973 tendo um seio amputado em 1974 e outro em 1980.
        Quarenta e cinco filmes, oito peças de teatro, quatro especiais para a televisão. Três Oscar, uma autobiografia. E a certeza de que não desistiria nunca."
        http://www.meucinemabrasileiro.com/personalidades/fada-santoro/fada-santoro01.jpg


        Falecimentos

        http://media.web.britannica.com/eb-media/73/6973-004-D5A83E3A.jpghttp://www.chessbase.com/images2/2003/linares/dj13-manolete.jpg
         Veja em vídeos muito antigos a perícia de Manolete tão admirada pelos espanhóis.
        • 1975 - Éamon de Valera, 1º Taoiseach e 3º presidente da República da Irlanda (de 1959 e 1973) morre aos 92 anos. Ele lutou pela independência da Irlanda do Norte (n.1882) 
        • 1982 - Ingrid Bergman, atriz sueca (n. 1915). Ela foi a estrela do filme Casablanca. Morreu de câncer aos 67 anos. 
        • 1987 - Lee Marvin, ator norte-americano de cinema.

        Feriados e eventos cíclicos

        • Brasil: Dia Nacional de Combate ao Fumo.
        http://www.grandesmensagens.com.br/wp-content/uploads/2011/07/ads_anti_fumo.jpg
        "O dia 29 de agosto foi escolhido como o dia nacional de combate ao fumo, quando são desenvolvidas campanhas alertando as pessoas dos males que o cigarro causa.
        Desde 1840 o cigarro passou a ser industrializado, proporcionando um grande aumento de pessoas que fumam por todo o mundo. Antes, os cigarros eram feitos manualmente, como os cigarros de palha.
        Fumar faz mal porque o fumo quando queimado produz mais de quatro mil substâncias químicas, sendo que sessenta delas são cancerígenas. A dependência é causada pela nicotina, um dos elementos presentes no tabaco ou fumo. Após a ingestão da fumaça, o cérebro é estimulado ao prazer, porque a nicotina cai na corrente sanguínea. Com isso, o fumante tem sensação de bem-estar, atenua a ansiedade, diminui a fome, perde peso, sente-se relaxado, etc."  Leia mais...
        "Desnutrição é o nome que se dá à doença causada pela baixa ingestão de proteínas, carboidratos, vitaminas, lipídios e sais minerais de modo geral. Também pode ser causada pela incapacidade do organismo de absorver corretamente os nutrientes dos alimentos que ingere (anorexia, por exemplo). Normalmente a desnutrição atinge pessoas de baixa renda e, sobretudo, crianças dos países mais pobres. Os países em desenvolvimento respondem por 95% do total de desnutridos do planeta.
        A desnutrição é uma das principais causas de nascimentos de crianças abaixo do peso normal, crianças que tem mais chances de adoecer durante a infância, adolescência e vida adulta. Há estudos recentes que indicam a existência de vínculos entre desnutrição infantil e o surgimento de doenças como hipertensão, diabetes e doenças coronárias". Leia mais...
        •  
        Esta é a imagem do texto sobre os eventos de 29 de agosto no site espanhol Hechos Históricos (www.hechoshistoricos.es)
        •  

        Clique no logotipo

        Este vídeo está em inglês, mas informa em imagens os eventos mais destacados do dia 29 de agosto.

        Blogs que me encantam!


        ..saia justa......† Trilha do Medo ♪....Blogueiros na Web - Ensinando o Sucesso no Blogger e Wordpress!..Emprego Virtual..Blog Ebooks Grátis....http://3.bp.blogspot.com/_vsVXJhAtvc8/ShLcueg5n2I/AAAAAAAACqo/sOQqVTcnVrc/S1600-R/blog.jpg..http://lh6.ggpht.com/_vc1VEWPuSmU/TN8mZZDF9tI/AAAAAAAAIJY/GWQU-iIvToI/banner-1.jpg....Divulgar textos | Publicar artigo....tirinhas do Zé........

        Estatística deste blog: Comentários em Postagens Widget by Mundo Blogger

        Safernet



        FinderFox

        LinkWithin

        Blog Widget by LinkWithin