Copiado do Twitter de Ricardo Noblat (veja.abril.com.br/blog/noblat/)

30 de jan. de 2011

Jovem desconhecida (Magali) dá um show de inovação em via pública.



Esse vídeo  que coloquei  ao final do post está bombando no YouTube. Só na pagina que o lançou o numero de acessos já estava chegando à casa dos 775.000. Existem ainda um sem numero de outros usuarios do YouTube que reproduziram o vídeo em suas páginas. Contei uns 8 (oito) que não estou contabilizando nessa conta.
Enfim, o que quero chamar a atenção é o fato em si. O que temos? Uma moça trabalhando no Largo da Carioca - Rio de Janeiro entregando panfletos para alguma daquelas lojas que aparecem ao fundo do vídeo.
Ninguém sabe ao certo a data do vídeo. Li quase todos os comentários dos visitantes e são muitos; nenhum deles consegue identificar a data da gravação.
Qual o fenomeno de acessos dentro do YouTube. Bom, pelo menos para mim foi a magica intensidade da dança que aquela moça - certamente uma jovem e humilde trabalhadora - apresentou assim, no meio da rua e à luz do dia. Um autentico show de coreografia bem ali, ao som de Califórnia Dreamin e com passinhos modernos e alguns até bem criativos. E sem cansar. O "cinegrafista" (por sinal bem ruinzinho) chegou a dizer que ela estava "chapada". Nos comentários alguns pensaram assim também. Participo dessa "enquete" e digo que ela não estava. Tudo o que a "Magali" fez foi pela emoção do momento e por ver a filmadora o pessoal assistindo. Uma performance sensacional!
http://3.bp.blogspot.com/_SIkRlA5JZC8/SsXeGDx_SeI/AAAAAAAAANc/ea5z2vvLTyo/s320/muito+trabalho.jpgA gente começa a ver o vídeo e não dá para deixar de assistir. E, pelo menos  no meu caso, assisti umas tres vezes. Por que será? Fiquei intrigado com isso, mas uma magia está presente ali naquele momento. Não pude identificar o que seja e tenho muitas teorias...
Há uma lição a ser retirada daquele momento. O "emprego" dela - talvez fosse melhor dizer o subemprego - é um dos mais humildes e desconfortáveis que se possa imaginar. A entrega de panfletos em locais publicos é feita normalmente por jovens sem qualquer experiencia de emprego anterior ou pessoas mais velhas desempregadas e sem alternativas no mercado. É remunerado da forma mais abominável. Algo como R$ 20,00 (10 dólares) pelo dia de trabalho. Um horror! No entanto o que vemos - ali naqueles instantes - é uma jovem absolutamente dedicada ao que está fazendo. 
Qual o trabalho dela? Se alguém estiver pensando em "entrega de panfletos" errou redondamente. O que ela se propôs foi parar as pessoas que andam de um lado para outro no Largo da Carioca e fazê-las prestar atenção ao que está fazendo. Depois, já conquistadas pelo seu show, serão "procuradas" para receberem um panfleto. E ela, pelo que está no vídeo, dedica-se de corpo e alma à sua missão. 
http://3.bp.blogspot.com/_8XXTs--MWAE/SUjpnanblEI/AAAAAAAAGnk/3azZ4q4d6WI/s320/obras.jpgA jovem poderia apenas distribuir seus panfletos com a fantasia da Magali. Por si só já chamaria a atenção e pararia as pessoas para entregar-lhes os papelotes. Todavia existem muitas outras magalis no mercado fazendo o mesmo. O que fez a magali do vídeo? Criou um novo "truque" e com isso inovou e diferenciou-se das "concorrentes".
Vou, certamente, utilizar-me desse vídeo para ensinar os meus futuros ouvintes e colaboradores para mostrar-lhes o exemplo de quem, apesar das condições de trabalho, consegue motivar-se e dar o melhor de si mesma para cumprir o seu objetivo. Estarei exagerando?
Pena que a moça não tenha se revelado. Acredito, entretanto que muito em breve saberemos que ela é. Com certeza os reporteres - de televisão principalmente - já devem estar à sua procura. Se o evento do vídeo não tiver ocorrido há muito tempo essa moça vai virar uma daquelas celebridades instantâneas que o YouTube tem criado recentemente. E cá para nós, ela bem que merece! Fiquei fã.













http://1.bp.blogspot.com/_NZOMrf8Xa78/S4DAEO7u5hI/AAAAAAAASfo/MvVFFrUVALM/S1600-R/Logotipo+Bombou.bmp




"Trofeu Tartaruga" é o cumulo do assédio moral. Empresa foi punida pela Justiça.


N
ada pior do que os "amadores" para tratar de assuntos que exijam a experiencia e o profissionalismo.
Ligo a televisão pra assistir o jornal "Bom Dia Brasil" da TV Globo e me surpreendo com uma materia que se não eu não tivesse visto com "esses olhos que a terra há de comer", como diriam meus avós, não acreditaria. 
Uma empresa no Mato Grosso do Sul querendo promover aquelas inovações que só saem das cabeças dos "inventores de rodas" criou um "sistema negativo de premiação".
Fez exatamente o contrário de tudo quanto preconizam os conceitos modernos de gestão na área de RH. A empresa instituiu um certo "Troféu Tartaruga" para os vendedores com desempenho mais baixo e dava uma lanterna para os chefes de equipe. Os "premiados" tinham que manter seus troféus em cima das mesas durante toda semana. 
Alguém pode conceber algo mais desalentador, desmotivador, cruel e constrangedor do que isso? Mas é verdade. Isto é assédio moral institucionalizado e em estado bruto. O resultado - ainda bem - é que um dos chefes de equipe entrou na justiça e conseguiu a condenação da empresa.
Não pensem vocês, leitores, que esse seja um exemplo isolado e perdido no meio do mundo corporativo. Direi melhor, no meio do baixo mundo corporativo. Um "programa" como este é mais comum do que vocês imaginam! Normalmente são "diretores e gerentes" mal preparados e equivocados sobre como devem ser tratadas as pessoas sob seus comandos.
Serei franco, nem vou procurar classificar esse "estilo" de gestão. Receio ter que ser grosseiro e isso não faz parte do meu perfil. O que procuro disseminar é exatamente a repulsa e a denuncia contra esse tipo de comportamento cretino e imbecil por parte de quem tem o dever de comandar pessoas em busca de resultados e melhores desempenhos.
O que eu busco ao postar o vídeo da Globo é divulgar a denuncia corajosa do profissional que levou a empresa às barras da justiça. É assim que todos os que se sintam assediados e humilhados por esses comportamentos esdruxulos e repito, cretinos.
Assistam o vídeo e sintam-se tão indignados quanto eu fiquei.


Bom Dia Brasil

http://1.bp.blogspot.com/_NZOMrf8Xa78/TM3fsAs4EeI/AAAAAAAAVKM/xV12wXO1q08/s640/Linha+Multi.bmp

29 de jan. de 2011

Mubarak, Obama e Hu Jintao estão todos misturados no Show de Cartoons. Não deixem de ver.

http://cartoons2003.no.sapo.pt/imagens/cartoonssss.gifNovos cartoons para alegria da turma que gosta de vê-los na Oficina de Gerencia. E é um publico crescente.
Coloquei no post cartoons que retirei da revista Time (Cartoons of the Week) e do sensacional portal About. com na sua seção Humor Politico.
Procurei colocar temas atuais e que possam ser compreensíveis para nossa realidade evitando aqueles que tenham mais a ver com os assuntos internos de cada pais cultura. Fiz uma "tradução" com a inestimável ajuda do Google e alguns comentários (Alô, Alô meu querido amigo José Brain! Você é o meu consultor de interpretação dos cartoons...).
O assunto que predomina é o discurso de Obama para o Congresso dos EUA e a crise que aquele pais vive com um deficit de mais de um trilhão de dolares e com altas taxas de desemprego. A vida de Barack Obama está muito difícil para qualquer lado que se olhe. E os cartunistas, claro, se aproveitam disso.
O meu destaque vai para o último cartoon. Ele serve para os EUA - que discutem nesse momento a questão da autoestima na sociedade deles - e serve também para  todos os países ocidentais que privilegiam a industria de entretenimento em desfavor da educação e enquanto isso os jovens orientais (China, notadamente) se preocupam com a educação de sua população jovem. É um cartoon muito simples, todavia vale um discurso inteiro. Confiram.

http://img.timeinc.net//time/cartoons/20110128/cartoons_01.jpg
Obama apresenta seu discurso "Estado da União" que abre o novo Congresso norteamericano e diz:  "É encorajador ver que democratas e republicanos tenham  cruzado as fronteiras para sentar-se um com o outro essa noite." Na plateia os politicos chama-se a si mesmo de "burros" por estarem ali naquela condição.

Political cartoons
A respeito do chamado "momento sputnik" que Obama usou para motivar os norteamericanos o professor escreveu uma pergunta  no quadro para o aluno estudioso: "Você é mais esperto do que 45 milhões de chineses e indianos na 5ª série?"


Political cartoons
Crítica ao governo de Mubarak no Egito: "Algo esta podre no Egito"
http://img.timeinc.net//time/cartoons/20110121/cartoons_01.jpg
Critica pesada à dependencia da economia americana à China. Na recente visita do líder chinês ao EUA Obama, acorrentado à China pelo débito norteamericano com os chineses, pergunta humildemente: "Poderíamos, só por um momento, falar de prisioneiros politicos?".

Political cartoons
O "drama existencial" do homem falando com seu psicologo retrata que tipo de preocupação povoa a sociedade dos EUA: "Eu fui de capricórnio toda a minha vida ... agora eu descobri que este tempo todo eu era realmente de sagitário. Eu só não sei mais quem eu sou."

Political cartoons
Mais uma da dependencia economica dos EUA à China. Washington olha assustado que na cedula de um dolar está escrito "fabricado na China" e assinada pelo líder chinês Hu Jintao.

Political cartoons
Critica à venda de armas nos EUA. Diz o vendedor para o sujeito (velho) e maligno que deseja comprar uma arma: "Escuta aqui, eu não vou lhe vender arma alguma ... até que você me mostrar a prova que você é maior de idade"


Political cartoons
Outra crítica à politica social de Obama: Um jovem está prestes a escolher entre a dura vida de estudos e as facilidades de entrar numa loja de armas e ir viver uma vida marginal. Que caminho ele escolherá?

O presidente do Egito (há 30 anos) Hosny Mubarak imobiliza e provoca a mirrada oposição ao seu governo com o cajado de faraó dizendo em tom cruel e cínico: "Tut! Tut! Depois de três decadas comigo você deveria conhecer melhor as coisas". Significando não adianta espernear que eu vou me manter no poder.

http://www.cartoonstock.com/newscartoons/cartoonists/pfe/lowres/pfen153l.jpg
Genial esse cartoon. Acho que serve para todo o mundo ocidental.


28 de jan. de 2011

Até os anjos cairão...

http://platform.ak.fbcdn.net/www/app_full_proxy.php?app=4949752878&v=1&size=o&cksum=fc5bbcb8290dcf0b3bb43d5fee0e578b&src=http%3A%2F%2Fwww.axe.com.br%2Fexcite%2Ffacebook%2Ffanpage%2F0_0_axeelvis_fanpage_crop.jpg
P

rimeiro saiu essa "chamada" ai acima.
Depois veio o vídeo abaixo. 
Adoro publicidades criativas e essa é uma delas. Maravilhosa, linda e com mulheres belíssimas. A mensagem é impactante e chega ao publico para quem se destina. Não uso o desodorante Axe, mas fiquei com uma vontade danada de comprar só por causa das "anjas".
Aproveite esse momento irresistível na Oficina de Gerencia e curta esse comercial para o qual daria um premio se estivesse em um júri de concurso.



Superdicas para escrever bem (7)

(Esse post é original. Não é republicação)
Estamos no sétimo e ultimo post  da série ''Superdicas para escrever bem" (veja os anteriores clicando neste link). Neste  - como nos anteriores - editei um conjunto de áudios produzidos a partir das dicas da Doutora Edna Maria Barian Perroti transcritas do seu CD (imagem). O que está abaixo é uma amostra do conteúdo do CD.
Para quem queira realmente investir em escrever bem recomendo que adquiram audiolivro. Isto fará com que o aprendizado se acelere, seja efetivo e consistente. Possuindo o CD vocês podem, por exemplo, ouvir as dicas no automóvel, quando estiverem navegando na Internet ou aonde for mais confortável para o aprendizado.
Nos posts anteriores foram publicadas as superdicas de 40 a 50. No post de hoje coloquei as dicas de 51 a 60. 
Sugiro e oriento aos interessados que as escutem repetidamente. São leves para se ouvir e a locução da Professora Edna é excelente. Começarão a perceber os resultados - nos seus textos - quase que imediatamente. Bom proveito e boa sorte!

NOTA - Por conta do número de áudios no CD o fracionamento do conteúdo em vários posts é uma necessidade estética e necessária. A relação abaixo é a que está no post atual..

51. Pontue adequadamente - 2:45 || 52. Observe algumas regras do padrão culto - 2:51 || 53. Estabeleça a concordância - 4:28     || 54. Pense se é bom mesmo enviar em anexo - 4:17 || 55. Lembre sempre: crase só com palavras femininas - 4:42 || 56. Memorize outros casos de crase - 4:23 || 57. Faça bom uso dos pronomes - 4:10 || 58. Não confie cegamente no corretor eletrônico - 4:36 || 59. Saia pela tangente, mas se não puder...  - 2:57 || 60. Preserve sua imagem - 2:31

Clique na imagem abaixo e vá ao site da livraria Relativa para ver a página do audiolivro

http://i531.photobucket.com/albums/dd356/templateseacessorios4/seta1.gifNo audiolivro, selo da Editora Saraiva, existe a advertência "Todos os direitos reservados. Proibida a cópia sem autorização". 
Obviamente não tenho a autorização, mas espero não estar ferindo a lei de autoria em vista de dar todos os créditos da obra ao seu autor e ainda promover a sua aquisição (que realmente recomendo pelo seu valor técnico).



 
51. Pontue adequadamente - 2:45
 
 
52. Observe algumas regras do padrão culto - 2:51
 
53. Estabeleça a concordância - 4:28     |
 
54. Pense se é bom mesmo enviar em anexo - 4:17
55. Lembre sempre: crase só com palavras femininas - 4:42
56. Memorize outros casos de crase - 4:23
57. Faça bom uso dos pronomes - 4:10
58. Não confie cegamente no corretor eletrônico - 4:36

59. Saia pela tangente, mas se não puder...  - 2:57
60. Preserve sua imagem- 2:31
  • Veja, abaixo, a relação de todas as faixas do audiolivro com os temas que foram postados, sequencialmente,  no blog. Clique sobre o numero do post e vá direto ao assunto que lhe interessa.
Abertura- 1:21 | Introdução- 2:36 | Edna Maria Barian Perroti- 1:37 | Informações Adicionais- 0:44 |1. Livre-se desta preocupação. Escreva de uma vez! - 2:35 
.
 2. Tenha jogo de cintura - 2:29 |  3. Observe como os outros escrevem- 2:20   

4. Expresse o que você pensa- 2:21 | 5. Cultive o hábito da leitura -2:28 | 6. Conheça as características do texto - 2:25 | 7. Situe o leitor - 2:40 | 8. (Re)vele suas intenções-2:33 | 9. Apresente informações atualizadas - 2:40 | 10. Organize o que pesquisou- 2:27 
.
11. Relacione seus textos com outros textos - 3:01 | 12. Garanta a coerência - 2:29 | 13. Ligue as partes do texto - 2:38 | 14. Una com elementos apropriados- 2:31 | 15. Veja outros elementos de ligação- 3:30 | 16. Torne seu texto bem-aceito- 2:16 | 17. Pense no destinatário- 2:32 | 18. Deixe as idéias fluir - 2:42 | 19. Disponha de bons argumentos- 2:19 | 20. Planeje seu texto - 2:42 | 21. Escreva seu texto com segurança- 2:53 | 22. Consulte o "pai dos sábios"- 3:08 | 23. Explore outros dicionários- 3:00 | 24. Recapitule alguns conceitos- 2:48 |25. Considere o objetivo ao descrever- 2:27.  
.
26. Prenda a atenção com seus relatos - 2:44 | 27. Dê sua opinião também por escrito - 2:23 | 28. Seja cortês mesmo num bilhete - 1:57 | 29. Adote a linguagem da empresa- 2:14 | 30. Seja breve em suas cartas- 2:43 | 31. Cuide da linguagem dos e-mails- 2:52 | 32. Respeite a língua e as normas- 2:31 | 33. Conheça as normas do texto científico- 2:37 | 34. Não deixe a monografia para depois- 2:31 | 35. Corra atrás do seu TCC/TGI- 2:41 | 36. Concentre-se, no mestrado ou no doutorado- 2:38 | 37. Enfrente logo a introdução- 2:45 | 38. Publique seu artigo- 1:46 | 39. Elabore resumos consistentes- 2:46 
.
40. Prepare-se para as resenhas- 2:41 | 41. Siga os toques que lhe derem- 2:00 | 42. Dê especial atenção ao parágrafo- 2:30 | 43. Desenvolva bons parágrafos-3:15 | 44. Articule um parágrafo como outro - 2:32 | 45. Construa parágrafos com sentido- 2:32 | 46. Observe a construção da sua frase- 2:36 || 47. Seja claro-2:23 | 48. Seja objetivo- 2:32 | 49. Mantenha o paralelismo - 2:36  
.
50. Enfatize, mas não seja redundante- 2:5 | 51. Pontue adequadamente - 2:45 | 52. Observe algumas regras do padrão culto - 2:51 | 53. Estabeleça a concordância - 4:28  | 54. Pense se é bom mesmo enviar em anexo - 4:17 | 55. Lembre sempre: crase só com palavras femininas - 4:42 | 56. Memorize outros casos de crase - 4:23 | 57. Faça bom uso dos pronomes - 4:10 | 58. Não confie cegamente no corretor eletrônico - 4:36 | 59. Saia pela tangente, mas se não puder...  - 2:57 | 60. Preserve sua imagem- 2:31


26 de jan. de 2011

Existem 152 milhões de blogs no planeta. Saiba mais...

N

avega daqui, clica dali e de vez em quando a gente se depara com informações bem diferenciadas e que por razões inexplicáveis não repercutem muito na blogosfera. O resultado é uma perda irreversível  de conhecimento. Essa ai abaixo é uma delas. Não a perda, mas a informação. Descobri-a no site da Revista Época (clique no logotipo da revista e visite o site). São numeros impressionantes sobre a Internet. A fonte é um site  sueco chamado Pingdom que trabalha com o monitoramento do tempo de atividade de 90% dos sites do planeta (é o que diz a sua apresentação).
Preste bem atenção no infográfico que a Época preparou. Pare um pouquinho e examine os numeros verdadeiramente avassaladores sobre o que representa a rede mundial em nossas vidas.
São 1,88 bilhões (1.880.000.000) de usuarios que transmitiram 107 bilhões (107.000.000.000.000) de e-mails, ou seja, 294 milhões (294.000.000.000) de e-mails por dia sendo que 89,10% ( 262 bilhões) deles foram spam. Sabe quantos blogs existem? 152 milhões (152.000.000). Sabe quanto vídeos são vistos todos os dias no YouTube? Nada menos de dois bilhões (2.000.000.000). É ou não é um negocio colossal? Dê uma boa olhada e fique pensando no que isso representa...



"A Pingdom, uma empresa sueca de monitoramento de sites, publicou em seu site um levantamento com dados de fontes diversas da web mostrando em números o que foi a internet em 2010. Escolhemos alguns desses indicadores - tiramos aqueles que eram só sobre os Estados Unidos - e produzimos um infográfico pra facilitar a visualização. Confira:"

http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/foto/0,,45232792,00.jpg






23 de jan. de 2011

Sucesso e Fracasso (Tostão)

J
á faz tempo que não publico nada do Tostão e seu texto inteligente. Esqueça que ele está comentando sobre futebol e pense que esteja produzindo uma metáfora para o mundo corporativo. Aproveite a sabedoria de sua experiência  de celebridade consciente como jogador antes e jornalista hoje sem contar a vivência como médico profissional durante muitos anos. Observe que excelentes conselhos podem ser retirados de sua coluna, escrita para a Folha de São Paulo neste domingo mesmo.

http://2.bp.blogspot.com/_qugjzoZGP_Q/SIDUnzCcBFI/AAAAAAAADaU/rHGEqyhSdso/s400/sucesso.jpg
Sobre o que escreve o Tostão? Não só sobre sucesso e fracasso como indica o titulo da coluna, mas sobre as avaliações que fazemos sobre os outros e recebemos quando as metas são atingidas, os nossos projetos realizados e objetivos alcançados. Impossível fugir disso. 
Na coluna, por dever de oficio, Tostão refere-se a jogadores de futebol, tecnicos e dirigentes. É o atual universo corporativo dele. Entretanto se ao ler a coluna vocês, leitores, imaginarem empregados, chefes e diretores irão aprender as lições que o Tostão nos transmite.

Leia o trecho a seguir retirado do artigo e confirme se não tenho razão:
  • [...] "No futebol, há muitas maneiras de vencer e de perder. Por haver tantos fatores técnicos envolvidos nos resultados das partidas, além do imponderável, nem sempre os melhores são os vencedores." [...]
O mote do artigo de Tostão é o final - fracassado - da gestão de Luiz Gonzaga Beluzzo como presidente do Palmeiras. Beluzzo era e é uma celebridade no campo da economia e achou que mudaria a forma de comandar grandes clubes de futebol. Vinha coberto pela fama como economista e consultor de  governadores, presidentes da republica e partidos politicos. Terminou o seu mandato na semana passada considerado um dos piores presidentes que já passaram pelo Palmeiras. Há lições a se retirar desse episódio.  

Convido-o a ler este artigo do Dr. Eduardo Gonçalves de Andrade, o nosso eterno Tostão e garanto-lhe que será um ótimo exercicio de inteligencia.
  •  
São Paulo, domingo, 23 de janeiro de 2011


TOSTÃO

Sucesso e  fracasso


Por envolver tantos fatores, nem sempre, no futebol, os melhores são os vencedores


Vivemos em um mundo competitivo, habitado por pessoas orgulhosas e vaidosas, que quase só pensam em resultados e que gostam mais de serem aplaudidas que amadas.

Os apaixonados por resultados adoram estabelecer um perfil dos vencedores, que sirva para todas as atividades. A única coisa em comum é a vontade, uma mistura de algo indefinido com ambição. Mas cada um faz do seu jeito.

No futebol, há muitas maneiras de vencer e de perder. Por haver tantos fatores técnicos envolvidos nos resultados das partidas, além do imponderável, nem sempre os melhores são os vencedores.

Com frequência, um técnico erra, e o time acerta. Ou o contrário. Quando dá certo, o técnico é excepcional. Quando dá errado, é péssimo.

Isso não significa que os técnicos não sejam importantes. Vi vários mudarem a história de um jogo, para melhor ou para pior. É preciso ter competência para escolher, treinar, comandar, escalar, substituir, além de conviver com as críticas e os elogios, com o fracasso e o sucesso.

http://www.cidadedocerebro.com.br/links/art_sucesso_fracasso.jpg
Há, no entanto, uma supervalorização dos técnicos. É mais fácil escolher um herói ou um vilão. A partir da conduta dos treinadores, comentaristas analisam tudo o que acontece em um jogo. É uma maneira de valorizar seus conhecimentos, como se falasse: "Eu entendo o que o técnico fez".

Até dirigentes são avaliados pelos resultados dos times, como se isso dependesse sempre da administração do clube. Quando o time ganha, o planejamento e as contratações dos dirigentes foram perfeitas. Uma das coisas mais mentirosas do futebol é o planejamento. Explica todas as vitórias e derrotas.

Não sei se Belluzzo foi tão ruim, como a maioria diz. Ele reconheceu vários erros. De qualquer maneira, dizer que ele foi péssimo presidente do Palmeiras porque não conquistou títulos é uma grosseira simplificação.

http://2.bp.blogspot.com/_PPKAuO-yDcQ/SNl2uOgiTLI/AAAAAAAAABQ/RnplYTCNR1c/s320/AVALIA%C3%87%C3%83O+FIGURA.gifUm dos erros de Belluzzo foi acreditar que técnicos caríssimos, como Luxemburgo, Muricy e Felipão, têm o poder de, sozinhos, conquistar títulos, e que Valdivia é um craque. Endividou mais ainda o clube.

Todos nós já fracassamos em vários momentos. Costumamos lembrar os sucessos e esquecer os fracassos. Há ainda os que não suportam o sucesso, que carregam um sentimento de culpa, real ou imaginário, como se não fossem merecedores.

Existem também os que, por soberba ou simplicidade, ignoram e desprezam o sucesso, como se estivessem acima das vaidades.
São as contradições da alma.