20 de out. de 2020

Você é uma pessoa de atitude? Leia e descubra.



H

ouve tempos (bons tempos...) na minha vida em que estive muito ligado aos esportes amadores. Basquetebol principalmente. Nessa convivência com jovens atletas - fui árbitro, dirigente e pai de atleta - aprendi de forma prática a diferença fundamental entre o que seja compreendido como atitude e o que é percebido como comportamento comum. 

Mesmo com o volume de estudos e pesquisas existente ainda assim atitude é um conceito subjetivo, imaterial e intangível; mas é perceptível. Exatamente por conta dessa percepção as corporações estão investindo cada  vez mais para encontrar e valorizar entre os seus quadros de colaboradores aqueles empregados nos quais sejam inferidos e captados os sinais de que são "portadores de atitude". É isso mesmo! Eles estão sendo  "caçados" pelos departamentos de RH

A propósito leiam com atenção o que dizem - no  artigo do  Canal RH abaixo – três gerentes de recursos humanos de grandes corporações:


  • [...] "Um profissional com atitude não espera receber ordens para agir. “Ele traz consigo o sentimento de dono do negócio”, afirma Carina Budin, sócia-gerente da filial de Campinas (SP) da Asap, consultoria de recrutamento e seleção de executivos. Quem tem atitude se destaca por se envolver na tomada de decisão da empresa, indo além da sua função. “Esse tipo de perfil é fundamental para o desenvolvimento da companhia, desde que, também, respeite os limites, não passando por cima de superiores e deixando claros os objetivos de suas ações”, afirma." [...]
  • [...] "Disputado pelo mercado, o profissional com atitude também é valorizado pela dedicação à empresa, como comenta Carolina Côrrea, gerente de Mercado da consultoria LAB SSJ. E, para ela, ter atitude no ambiente de trabalho está relacionado à maturidade, o que, por sua vez, não tem obrigatoriamente ligação com idade. “No ambiente corporativo, temos hoje técnicas eficientes de aceleração da maturidade que podem promover uma mudança de comportamento e de atitude”, ressalta. A especialista garante, portanto, que é possível, sim, ensinar alguém a ter atitude. “Cabe ao RH adotar ações para isso”, diz. [...]
  • [...] "As empresas têm optado por monitorar os talentos e verificar os seus eventuais potenciais. A Souza Cruz faz um mapeamento das competências dos mais de 1.100 funcionários e a atitude é considerada como fator positivo em eventuais promoções. “Um profissional com esse perfil consegue identificar vantagens competitivas dentro de sua área e é o que esperamos de todos na empresa”, afirma Renata Faria, gerente corporativa de Recursos Humanos. Para verificar se o colaborador tem ou não atitude, a empresa realiza duas ações. Uma vez por ano é feito um processo de avaliação de competências - os gestores sentam com os subordinados e os avaliam, indicando onde e como melhorar. [...]

Tudo isso é verdade. Quem está ligado sabe... Nada melhor  e mais valioso do que se trabalhar com pessoas que operam em frequências cujas condutas transpiram  ação, desejo, determinação, disposição e posicionamento. Tudo isso e mais faz parte de um personagem com atitude.



Vamos voltar um pouquinho aos esportes? Digo que lá  é mais fácil perceber essas pessoas (atletas) apontadas como “de atitude”. Nos treinos são eles que estão sempre com a mesma aplicação dos jogos e nos jogos são os mais dedicados, aqueles que "chamam" a responsabilidade da liderança para si (do tipo que bate o pênalti para decidir uma partida...) ou que se arriscam mais em jogadas difíceis (uma bola de três pontos no final do jogo decisivo...) ou a cortada vencedora na decisão de uma partida de voleibol. São eles, os de atitude, quem incendeiam os demais companheiros de time e provocam as grandes emoções nas torcidas.

No mundo corporativo não é tão fácil assim saber quem são estes personagens. É preciso um pouco mais de convivência, mas certamente eles estão lá no meio do grupo. São os que não fogem do serviço por maior e mais complicado que seja; assumem as missões de responsabilidade que ninguém quer com medo de fracassar ou estão sempre a postos para defender a bandeira da corporação, do grupo ou sacrificar fins de semana e feriados para completar as missões e entregar os resultados nos prazos comprometidos.

Com certeza qualquer um de nós que já temos algumas "horas de voo" nos céus dos mundos corporativos conhecemos muitos desses indivíduos. Não são, normalmente, pessoas fáceis de administrar e conhecem o seu valor na corporação, mas valem o investimento feito para descobri-los, dar-lhes as oportunidades e confiar neles.

Nas empresas eles são algumas vezes celebridades ou protagonistas, outras vezes apenas auxiliares secundários e em outras mais, apenas figurantes. Não importa. Ter atitude não depende de outros fatores que não sejam aqueles inerentes à própria pessoa humana.

Um time composto de indivíduos assim terá sempre a marca do sucesso, da inovação e do êxito. Um time vencedor. Querem um bom exemplo? O time do Corinthians agora em Yokohama quando conquistou o título de Campeão Mundial de Clubes de Futebol.

Comportar-se com atitude, foco e intensidade de entrega foi o fator decisivo para que o clube de São Paulo e do Brasil conseguisse superar seu oponente, o Chelsea da Inglaterra, que ao contrário dele foi um grupo sem atitude vencedora apesar de ser considerado tecnicamente superior ao Corinthians.


É isso ai! Atitude vence jogos e alavanca carreiras; aumenta vendas e eleva o faturamento. Promove o crescimento das empresas. Nas instituições de governo são eles, os funcionários de atitude que cumprem as metas, executam as obras e orçamentos e mantem vivo o espírito de corpo que valoriza a Administração Pública.

O artigo abaixo que ilustra meu comentário versa sobre esse tema tão apaixonante para quem estuda e aprecia conversar sobre assuntos corporativos. Recomendo sua leitura. E por favor, lembrem-se, cultivem o comportamento de ter e assumir atitude. Não é dom e nem é característica de nascença. Pode ser aprendido e desenvolvido, como irão ler abaixo.

Gifs ANimados Flechas (80) Este post foi originalmente publicado aqui no blog em 2012. Dai porque as referências à conquista do Corinthians, no campeonato mundial de clubes no mesmo ano. É um dos posts mais visitados pelos leitores da Oficina de Gerencia e sua atualidade me levou a republicá-lo. 

Atitude: qualidade que faz a diferença

por Fabiano Lopes (Canal RH)



Tão apreciado na terra da rainha, o “CHA” para o setor de RH tem significado que em nada se relaciona com a famosa bebida inglesa. O anagrama se refere a Conhecimento, Habilidade e Atitude. Três características, que, se bem desenvolvidas, transformam o profissional detentor delas em funcionário dos sonhos de dez a cada dez empresas. Das qualidades do CHA, a atitude é a única que está ligada intrinsecamente à personalidade do profissional e, segundo especialistas, a mais difícil de ser “ensinada” e a de maior complexidade de ser definida.

Um profissional com atitude não espera receber ordens para agir. “Ele traz consigo o sentimento de dono do negócio”, afirma Carina Budin, sócia-gerente da filial de Campinas (SP) da Asap, consultoria de recrutamento e seleção de executivos. Quem tem atitude se destaca por se envolver na tomada de decisão da empresa, indo além da sua função. “Esse tipo de perfil é fundamental para o desenvolvimento da companhia, desde que, também, respeite os limites, não passando por cima de superiores e deixando claros os objetivos de suas ações”, afirma.

Disputado pelo mercado, o profissional com atitude também é valorizado pela dedicação à empresa, como comenta Carolina Côrrea, gerente de Mercado da consultoria LAB SSJ. E, para ela, ter atitude no ambiente de trabalho está relacionado à maturidade, o que, por sua vez, não tem obrigatoriamente ligação com idade. “No ambiente corporativo, temos hoje técnicas eficientes de aceleração da maturidade que podem promover uma mudança de comportamento e de atitude”, ressalta. A especialista garante, portanto, que é possível, sim, ensinar alguém a ter atitude. “Cabe ao RH adotar ações para isso”, diz.



As empresas têm optado por monitorar os talentos e verificar os seus eventuais potenciais. A Souza Cruz faz um mapeamento das competências dos mais de 1.100 funcionários e a atitude é considerada como fator positivo em eventuais promoções. “Um profissional com esse perfil consegue identificar vantagens competitivas dentro de sua área e é o que esperamos de todos na empresa”, afirma Renata Faria, gerente corporativa de Recursos Humanos. Para verificar se o colaborador tem ou não atitude, a empresa realiza duas ações. Uma vez por ano é feito um processo de avaliação de competências - os gestores sentam com os subordinados e os avaliam, indicando onde e como melhorar. Outra forma utilizada é por meio dos resultados. “O quanto o funcionário produz está relacionado à sua performance e, assim, com sua atitude”, salienta Renata.

A gerente explica também que a Souza Cruz possui programas específicos para incentivar o desenvolvimento da iniciativa de seus funcionários. Um deles valoriza ações em prol da inovação, atingindo todos os níveis hierárquicos. Quando alguém indica mudança de processo que gera benefícios para a fábrica recebe uma compensação financeira e é dada visibilidade à ação do funcionário. “Fazemos uma celebração em que destacamos a capacidade do profissional e os ganhos da iniciativa”, conta Renata. Essa publicidade da ação cria um efeito em cascata. “É uma forma de inspirar outros funcionários a agir também.”

Na Acrilex, a atitude dos funcionários é avaliada no dia a dia. “A competência pode ser observada na capacidade de realização e nos resultados que o colaborador entrega”, diz Evandro Rogério Rosa, gerente de RH da empresa. Segundo ele, a Acrilex possui um clima organizacional aberto, em que a comunicação flui sem impedimentos, com feedbacks diários e constantes, permitindo o desenvolvimento da atitude de todos. “Eles se sentem seguros para opinar, o que acarreta um aumento de ideias que melhoram o negócio”, afirma.


A prática constante de feedback para estimular o desenvolvimento da atitude dos funcionários também é utilizada na Basf. Para isso, a companhia conta com o programa “Diálogo com o Colaborador”, que formaliza o feedback entre líderes e subordinados. “Além disso, temos um programa de desenvolvimento para ampliar a transparência na organização, para que todos possam conhecer as oportunidades de desenvolvimento disponíveis”, afirma Juliana Justi, Talent Manager da Basf. Na companhia, os colaboradores são estimulados a assumir a responsabilidade pelo sucesso da companhia. “Em um mercado tão competitivo como o atual, precisamos de pessoas que apresentem ideias e as façam acontecer”, afirma.

Esse artigo foi publicado originalmente no site Canal RH

18 de out. de 2020

Hoje é o dia do Pelé - 18 de outubro de 2020 - 80 anos do Rei

O blogueiro entrevistando Pelé em 1968

 

Entre os privilégios pessoais de estar vivendo nos dias de hoje está o de haver visto, ao vivo e em cores, o Rei Pelé em ação. Dai, que hoje, quando o Rei chega aos 80 anos, posso escrever sobre ele sem precisar recorrer a fontes de consulta. Eu vivi os anos de ouro do Rei.

Vi Pelé jogar, à beira dos gramados. Como estudante de engenharia (em 1968) e amante do futebol, também era repórter esportivo da Rádio Clube de Pernambuco em Recife (entre 1967 e 1970) e vivi os anos de ouro do futebol no Brasil. Anos de Pelé. Anos do Santos de Zito, Pepe e Clodoaldo, do Cruzeiro de Tostão, Raul, Dirceu Lopes e Piazza, do Botafogo de Gerson, Jairzinho e Paulo César, do Vasco da Gama de Brito e Fontana, do Flamengo de Doval, Corinthians de Rivelino e muitos outros. Vi todos esses craques jogarem, trabalhando como repórter de campo e interagindo com aquele mundo fascinante.

Digo isso com muito orgulho, hoje, para poder registrar no blog a passagem dos 80 anos de Pelé. Não cometerei o exagero de comentar qualquer coisa sobre ele. Para isso é só acessar os principais sites de noticias. Quero apenas juntar-me à multidão, no planeta Terra que está homenageando hoje o Rei Pelé, orgulho do Brasil e do esporte internacional.

Como registro pessoal, ilustrei o post com uma das várias imagens, que consegui “salvar para arquivo”, como repórter, entrevistando o Pelé. Foi na Ilha do Retiro - Recife (estádio do Sport) e salvo melhor memória em 1968/69, em algum jogo dos muitos que o Santos disputou em Recife, à época. Essa imagem é uma das minha principais "relíquias".

Não posso encerrar este post sem aproveitar a oportunidade para registrar - sem “patriotada - que quem, como eu que amo o futebol e o acompanha desde a Copa do Mundo de 1958, não pode sequer aceitar uma comparação entre Pelé e Maradona. Aceito que Maradona é um “Príncipe”, mas o Rei do Futebol será sempre o nosso Pelé.

Que viva o Pelé ainda mais uns bons anos, para nos lembrar dos tempos em que o brasileiro tinha orgulho de dizer que era do Brasil, país do Pelé.


15 de out. de 2020

O Guardião do Castelo





H

á muitos anos recebi de um amigo dileto, bem mais velho que eu, esse texto maravilhoso. Lembro-me que fiquei tão fascinado que a todo o momento, em minhas preleções e reuniões, referia-me a ele para citar exemplos de comportamento e de atitudes. Acho que exagerei tanto que alguns companheiros passaram a me apelidar de "O Guardião do Castelo".

Quando comecei o meu projeto de blog (2007) foi quase automático que um dos primeiros textos que postei foi o próprio. Isso aconteceu em novembro de 2007. 

Em 2011, navegando pelos meus antigos posts (coisa que faço frequentemente e com enorme prazer) deparei-me novamente com o Guardião do Castelo. Não tive dúvidas...

Agora (2020), mais experiente, tive oportunidade de melhorar o texto dando-lhe um toque mais descritivo e ilustrando com imagens lindas e apropriadas. Gostei muito do resultado.

A mensagem é simples e direta. Com muitas variações de interpretações. O texto está fartamente exposto em vários links da internet (Google), mas com uma apresentação única, copiada ipsis literis uns dos outros, pobre e sem a imaginação da cena e dos movimentos que procurei colocar aqui. 

Para quem já conhece a metáfora, por favor, não perca a oportunidade e releia-a; e quem ainda não a leu - principalmente as gerações mais jovens - posso apostar que irá gostar tanto quanto eu imagino. 

Vai dar muito que pensar em quantas vezes você deixou de assumir a atitude o que o discípulo tomou para resolver o enigma colocado e assumir a função que estava em disputa. Você teria a iniciativa que ele teve?

 


O Guardião do Castelo 
http://paizo.com/image/content/LegacyOfFire/PZO9021-ScholarRayhan.jpg

Num castelo longínquo e isolado nas montanhas que abrigava um mosteiro  a manhã foi interrompida com a notícia da morte do seu Guardião.  

Tão repentina quanto inesperada a morte daquele monge guerreiro pegou o mosteiro de surpresa. Era urgente que um substituo fosse rapidamente encontrado. 

O Mestre do Castelo , muito apreensivo, fez tocar o sino sagrado e convocou, então, todos os seus discípulos ao salão principal do castelo para escolher quem seria o novo guardião. Com a tranquilidade inerente aos velhos mestres reuniu o Conselho de Anciãos e sentenciou: 

- Assumirá o posto aquele que resolver mais rapidamente  o problema que irei lhes apresentar. 

Era uma honra suprema ser o Guardião do Castelo. Ele seria o segundo homem na hierarquia da comunidade. A segurança do castelo e do mosteiro dependiam diretamente do Guardião. Teria de ser alguém dotado das melhores qualidades.  Decisão, coragem e destreza eram essenciais. 

O mestre pensou, enquanto fazia os preparativos, que os discípulos não estavam preparados ainda. Como então descobrir entre eles o escolhido?

Mandou então colocar  uma magnífica mesa no centro do enorme salão em que iriam reunir-se, forrou com a  toalha de linho mais branca  e sobre ela pousou delicadamente um enorme e lindo vaso da mais fina  porcelana, muito raro, com enormes rosas amarelas de extraordinária beleza a enfeitá-lo.

Esperou todos os discípulos chegarem e após um prolongado silencio disse, apontando para a mesa, o vaso e as flores: 

- Aqui está o problema. 

Enquanto todos, como que pegos de surpresa, ficaram olhando a cena sem compreender direito o que estavam vendo o mestre pensou: 

-Será que vou encontrar o Guardião em meio a esses discípulos tão jovens? 

Ali estava o  vaso belíssimo, de valor inestimável, com as maravilhosas flores ao centro. Solitário sobre a mesa. Tão inofensivo quanto belo. Como poderia ser um problema? Pareciam pensar todos. O que representaria?! O que fazer?! Qual o enigma que o mestre estava lhes propondo?!  O que fazer?!

No instante seguinte com a velocidade de um felino e a determinação de um guerreiro um dos discípulos sacou a espada, olhou o Mestre, encarou os companheiros, dirigiu-se a passos firmes para o centro da sala. Parou diante da mesa e a  lâmina brilhou no espaço faiscante. Um relâmpago em direção ao vaso. 

Destruiu tudo, o vaso maravilhoso e as lindas rosas amarelas.  Com um só golpe certeiro  e preciso transformou o cenário em pedaços de porcelana e pétalas das rosas no piso do salão.

Embainhou  calmamente a espada em seguida. Com a mesma determinação  o discípulo, em silencio, voltou ao seu lugar sob os olhares perplexos de seus companheiros.


http://1.bp.blogspot.com/_QevdxMSwJoU/TB4d881R-GI/AAAAAAAAAB4/eYtBW87tnok/s1600/monge+para+anime+spellsinger.jpg

O  Mestre dirigiu-se ao centro do salão com um brilho de satisfação nos olhos e disse orgulhoso dirigindo-se ao discípulo.

- “Você será o novo Guardião do Castelo.”




Este é um antigo texto de domínio público, sem autor conhecido, muito utilizado como metáfora por consultores e palestrantes sobre liderança e atitude. Existem várias mensagens que podem ser dele extraídas e uma delas considero ser a principal: 
  • "Não importa qual a estrutura ou a circunstância do problema que lhe seja apresentado para você seguir em frente, mesmo que seja algo de alto valor material ou sentimental, se for um obstáculo e se desejar o objetivo, precisa ser resolvido e eliminado. Um problema, seja de que tipo for, será sempre um problema. Precisa ser enfrentado.
Você concorda com esse aforismo? 

Ocorre que a maioria de nós carrega durante a vida inteira o peso das coisas que foram  importantes nas suas experiências passadas, mas que hoje ocupam espaços inúteis em seus  corações e mentes. Espaços que são indispensáveis para recriar a vida.

A mensagem é que você "limpe" a sua vida; comece pelos espaços físicos à sua volta (caixas, gavetas, armários, documentos, fotos...). Continue ceifando os problemas  até chegar às pessoas do  passado que não fazem mais sentido estar ocupando espaço em seu coração  neste momento. 

Não será nada fácil! O sentimento de apego que muitos de nós têm por suas lembranças é sólido e ninguém renunciar a eles. Fazem parte de nossas vidas. Mas se forem problemas para vocês avançar na vida... terá de resolver o dilema. 

O que aprendemos com a experiência de vida é que o passado deve servir de lição, como referência,  para ser lembrado, mas não para ser revivido. 

Use as “experiências" do passado no presente, para reconstruir o seu futuro.”


Esta é uma edição mais aprimorada do post que publiquei originalmente no blog em duas ocasiões - 2007 e 2011. Volto a publicá-lo agora, 2020; e declaro minha absoluta paixão pelas lições que encerra e pelo respeito que tenho das vezes em que o apliquei em minha vida, sempre com sucesso e bons resultados.

Se deseja ver uma das versões da história que está na internet (em ppt), clique no link abaixo e ligue o som do seu computador, tablet ou celular:

 

13 de out. de 2020

13 de Outubro: aconteceu o "Milagre de Fátima" (1917) || Tragédia do Andes (1972) || É fundada a B'nai B'rith (1843).

 

HOJE NA HISTÓRIAANTERIOR

12 OUT

PRÓXIMO


13.OUT.2016

BOB DYLAN GANHA O PRÊMIO NOBEL DE LITERATURA

13.OUT.2010

TRINTA E TRÊS MINEIROS SOTERRADOS SÃO RESGATADOS APÓS 69 DIAS SOTERRADOS

13.OUT.1977

CORINTHIANS QUEBRA JEJUM DE 23 ANO SEM TÍTULOS

13.OUT.1972

TEM INÍCIO A TRAGÉDIA DOS ANDES

13.OUT.1968

POETA MANUEL BANDEIRA PARTE PARA PASÁRGADA

13.OUT.1943

ITÁLIA DECLARA GUERRA À EX-ALIADA ALEMANHA

13.OUT.1925

NASCE MARGARET THATCHER, A DAMA DE FERRO

13.OUT.1917

MILHARES DE PESSOAS TERIAM TESTEMUNHADO O "MILAGRE DO SOL", EM FÁTIMA, PORTUGAL

Em um dia como este, no ano de 1917, milhares de pessoas afirmam ter presenciado um evento que ficou conhecido como o "Milagre do Sol", em Fátima, Portugal. O número de pessoas que teriam visto o fenômeno varia de 30 mil a 100 mil, de acordo com relatos da época. Muitos afirmam terem visto uma atividade solar extraordinária. De acordo com esses relatos , o evento durou cerca de dez minutos. 

As três crianças, também chamadas de "os três pastorinhos", haviam feitos relatos de aparições de Nossa Senhora, que havia prometido a elas um milagre para o meio-dia de 13 de outubro para que "todos acreditassem".

Pessoas disseram que o Sol ficou como um disco opaco, girando no céu. Outros afirmaram que o astro estava com menos brilho que o normal e com luzes multicoloridas, assim como teria se movido em zigue-zague, fazendo com que muitos pensassem que se tratava do fim do mundo.

O evento foi oficialmente aceito como um milagre pela Igreja Católica em 13 de outubro de 1930. Pessoas mais céticas acreditam que o evento tenha ocorrido por conta dos efeito ópticos causados pelo longo tempo que as pessoas teriam olhado diretamente para o Sol.

13.OUT.1884

GREENWICH É ESTABELECIDO COMO MERIDIANO DE LONGITUDE OFICIAL DO MUNDO

http://iurfeg.blu.livefilestore.com/y1poc8ZPE5giLAoeSoC5IpIl0i8iXHx1kD0hUsExBaNoOMSskJi6shBeeHl_phfJo13j6rd17ykQfpvNymHfy-2Vg

design element

Esperteza de Estagiário (animação)

Essa animação reflete - certamente em forma de caricatura - situações que todos aqueles que vivem nas empresas e organizações já observaram ou até vivenciaram. Diria até que ela tem sido cada vez mais comum na medida em que o mercado de trabalho ficou mais disputado. 

Empregados mais antigos são naturalmente substituídos ou ainda funcionários novatos são contratados para compor a equipe e são recebidos pelos veteranos - muitas vezes o próprio chefe - que devem lhes passar as instruções de funcionamento da seção ou departamento.

Temos ainda os trainnes (é o personagem da animação) que normalmente são bem recebidos nas corporações, mas existem exceções.

Assistam ao vídeo - o áudio é em francês e as legendas em inglês, mas não há dificuldade em entender os diálogos - e além de se divertirem com a qualidade das imagens e a história reflitam sobre a mensagem que ele passa.
.





12 de out. de 2020

12 de Outubro: Dia de Nossa Senhora Aparecida || 1931 - Estátua do Cristo Redentor inaugurada no Rio de Janeiro || 1492 - Cristóvão Colombo descobre a América.


HOJE NA HISTÓRIAANTERIOR

12 OUT

PRÓXIMO


CT



12.OUT.2007

FILME TROPA DE ELITE É LANÇADO NOS CINEMAS

12.OUT.1992

MORRE O POLÍTICO ULYSSES GUIMARÃES

12.OUT.1980

BRASIL COMEMORA O DIA DE NOSSA SENHORA APARECIDA, PADROEIRA DO BRASIL

No dia 12 de outubro o Brasil comemora a dia de Nossa Senhora da Santa Conceição Aparecida, nome católico dedicado a Maria, mãe de Jesus de Nazaré.

 O seu santuário está localizado na cidade de Aparecida (SP), na Basílica de Nossa Senhora Aparecida. O local foi consagrado pelo papa João Paulo II, em julho de 1980. 

No mesmo ano, o dia 12 de outubro foi decretado feriado nacional. Nossa Senhora Aparecida foi proclamada Rainha do Brasil e Padroeira Oficial em 16 de julho de 1930, por decreto do papa Pio XI, quando foi coroada. 

A história de Nossa Senhora da Santa Conceição Aparecida tem início em 1717, quando os pescadores Domingos Garcia, Filipe Pedroso e João Alves jogavam suas redes no rio Paraíba do Sul. Depois de muitas tentativas em vão e com fome, já descendo o curso do rio, eles jogaram novamente suas redes e encontraram o corpo de uma estátua com a imagem de Nossa Senhora da Conceição sem a cabeça. Em nova tentativa, apanharam a cabeça da imagem. Envolveram o que encontraram em um lenço. Depois disso, voltaram a pescar e conseguiram captar muitos peixes. 

Por conta disso, a imagem passou a ser adorada na região de Porto de Itaguaçu. Cada vez mais fiéis procuravam pela imagem e teve início a construção da atual basílica na região que, futuramente seria a cidade de Aparecida, em homenagem à santa. 

Em 6 de novembro de 1888, a princesa Isabel visitou pela segunda vez a basílica e ofertou, como pagamento de uma promessa, uma coroa de ouro com diamantes e rubis, juntamente com um manto azul. 

Em 1978, a estátua sofreu um atentado de um jovem transtornado, foi despedaçada, mas acabou restaurada pela artista plástica Maria Helena Chartuni.

 12.OUT.1935

NASCE O TENOR LUCIANO PAVAROTTI, QUE POPULARIZOU A ÓPERA

12.OUT.1931

ESTÁTUA DO CRISTO REDENTOR É INAUGURADA NO RIO DE JANEIRO

12.OUT.1824

D. PEDRO I É ACLAMADO IMPERADOR DO BRASIL

12.OUT.1808

É FUNDADO O BANCO DO BRASIL

12.OUT.1798

NASCE D. PEDRO I, PRIMEIRO MONARCA DO IMPÉRIO DO BRASIL

12.OUT.1492

CRISTÓVÃO COLOMBO CHEGA À AMÉRICA












12/10/1822

D. Pedro I é aclamado imperador em uma cerimônia no Campo da Santana, no Rio de Janeiro.


12/10/1945

Inauguração da Ponte Internacional, em Uruguaiana, ligando Brasil à Argentina.


12/10/1964

Inauguração oficial no Rio de Janeiro do Aterro do Flamengo.

12/10/1964

O presidente da França, Charles De Gaulle, visita o Brasil.



12/10/1977

O presidente Geisel se mobiliza para controlar a repressão política e exonera o ministro do Exército, Sílvio Frota.


12/10/1982

Concluída a represa e central hidrelétrica de Itaipu sobre o rio Paraná na fronteira entre Brasil e Paraguai.

12/10/1992

Morre em acidente aéreo no litoral do Rio de Janeiro o político Ulysses Guimarães.