25 de abr de 2014

Quem gosta de futebol vai adorar: Nike Futebol: Quem Ganha Fica


Para quem gosta de futebol essa é quentíssima. Foi lançado hoje no mundo inteiro o novo vídeo da Nike para a Copa do Mundo. São quatro minutos inteiros de uma peça publicitária que certamente vai ser um sucesso independente de ter o cunho publicitário. Aproveitem.


http://exame3.abrilm.com.br/assets/images/2014/4/483189/size_590_campanha-nike-copa.jpg?1396387996

  Nike cria a maior pelada de todos os tempos em comercial

Vídeo “Quem Ganha Fica”, que estreia hoje, mostra garotos que se transformam em craques durante uma pelada

"A Nike acaba de divulgar um novo filme da campanha "Arrisque Tudo para o Mundial" e, acredite, este não deve deixar ninguém decepcionado.
A peça chamada “Quem Ganha Fica”, que estreia hoje (25), mostra garotos que se transformam em craques durante uma pelada como Cristiano Ronaldo, Neymar, Ibrahimović e Wayne Rooney. “Nos conectamos com a paixão dos atletas pelo futebol, quer sejam os melhores do mundo que vão jogar no Brasil, ou jogadores de parques e ruas. 'Quem Ganha Fica' expõe sentimentos comuns dos jovens atletas ao redor do mundo: competir com os amigos, jogar com os seus heróis, ou sonhar em ser um deles”, comenta Davide Grasso, CMO da empresa.

O filme começa num parque com dois grupos de amigos se desafiando para um jogo no qual “quem ganha fica” – Essa característica é comum de peladas em que cada time é composto por 3 ou 4 jogadores, e os jogos são disputados num sistema de rotação onde o time que ganha a partida fica na quadra para enfrentar o próximo adversário. Logo de cara, o desafio é lançado e as apostas são feitas: “Então, acho que sou o Cristiano Ronaldo”, declara um deles.

“Temos orgulho da nossa história de campanhas de futebol divertidas e inspiradoras, que se tornaram um dos temas das conversas nos grandes campeonatos. Acreditamos no futebol corajoso, alegre e emocionante e é esse ponto de vista que desejamos divulgar”, acrescentou Grasso. “Arrisque Tudo é sobre isso. Se você estiver preparado para correr riscos, não há como prever o que você será capaz de fazer”, complementa.

“Quem Ganha Fica” tem direção criativa da Wieden + Kennedy.


http://exame.abril.com.br/marketing/noticias/nike-cria-a-maior-pelada-todos-os-tempos-em-comercial O texto acima foi copiado no site da revista Exame. Se desejar ler direto na fonte fique à vontade e visite a página clicando no logotipo ao lado.
  
Confira o filme:"

a

Irritação Sem Motivo. Corrija este defeito em você...

http://www.corporico.com.br/blog/wp-content/uploads/2014/03/2.jpg

Quem nunca experimentou aqueles momentos, às vezes por alguns dias, de intensa irritação sem saber precisar as razões de tal estado de espirito?
Todos nós, humanos, passamos por estas situações. Assim, surgindo do nada começa a aparecer aquele sentimento de contrariedade com as menores coisas que nos cercam. É um copo d'água que derramou ou o café que sujou aquele documento sobre a mesa. Ou ainda a secretária - pobres secretárias dos irritadiços - que não conseguiu completar aquela ligação (sempre urgente) que você pediu há... 30 segundos.
São situações que examinadas a posteriori podem ser classificadas de ridículas, mas estão sempre presentes em nossas vidas, seja no mundo corporativo, em nossa vida familiar ou social.
São inevitáveis? Muitos dizem que sim, mas alguns estudiosos dizem que elas podem ser... administradas. Será?
O artigo abaixo trata deste tema e faz uma breve análise sobre as causas destes sentimentos tão indesejáveis ao mesmo tempo em que passa algumas dicas para os evitarmos ou administra-los.
Vale a pena ler o texto.
http://ogerente.com.br/rede/files/2010/02/header2.jpg
Clique no logotipo e visite o site "O Gerente". É um dos mais completos do genero.
.
Síndrome da Irritabilidade Sem Motivo


Você se irrita facilmente? Já contou, diariamente, quantas vezes você se irrita sem motivo aparente?
Companheiros de trabalho que se irritam diante do mínimo aborrecimento. Chefes que se irritam por que são contrariados ainda que sutilmente pelos seus subordinados. Pais que se irritam pela correria e gritaria dos seus filhos, como se preferissem filhos paraplégicos, surdos-mudos.
Irritamo-nos com os sinais de trânsito, mesmo que eles sejam capazes de salvar vidas. 

Você se irrita facilmente? Já contou, diariamente, quantas vezes você se irrita sem motivo aparente?
Companheiros de trabalho que se irritam diante do mínimo aborrecimento. Chefes que se
http://2.bp.blogspot.com/_0AukCty4MP0/S7Ky2VP8o2I/AAAAAAAAJ-Q/CobCy73woCU/s400/chefe-irritado-telefone-gritando.jpgirritam por que são contrariados ainda que sutilmente pelos seus subordinados. Pais que se irritam pela correria e gritaria dos seus filhos, como se preferissem filhos paraplégicos, surdos-mudos.
Esbravejamos quando o motorista da frente vira sem dar sinal. Enfiamos a mão na buzina logo que o sinal abre e o motorista da frente não arranca rapidamente seu veículo.
Já cometi vários erros com meus filhos e amigos. Tantas vezes foram as que me irritei quando assistia a determinado programa de TV e eles pediram minha atenção. Quantas vezes fazemos isso?
Nossos filhos, ansiosos para nos contar as descobertas maravilhosas da vida, descobertas simples, como a de que os pássaros voam, os cães deitam e rolam, a minhocas mesmo quando cortadas em várias partes, ainda se movimentam, que as abelhas produzem mel através do pólen que coletam das flores, e nós, cessando a criatividade deles, não os ouvimos, preferindo continuar a assistir o noticiário da TV, a novela, o filme, mesmo estando em jogo a alegria de quem dizemos amar sem ressalvas.
Aos poucos vamos acumulando pequenas irritabilidades. Todo instante, todo momento, diariamente, nos irritamos facilmente. Deixamos de contemplar pequenas belezas. O passeio pelo parque já não é atraente, o abraço do filho quando chegamos exaustos do trabalho não alenta, o jantar em família não é praticado.
Ao fim do dia, parecemos cansados, mesmo que não tenhamos feito grandes exercícios físicos. Mas, mentalmente, sufocamos a paciência, a arte de contemplar pequenas coisas pelo excesso de momentos que nos irritaram, por mais que nenhum deles fosse merecedor de causar irritação.
http://www.saberebomdemais.com/wp-content/uploads/2008/07/pepper.jpg
Se estudarmos a arquitetura dos pensamentos, reconheceremos o mal que fazemos a nós mesmos quando nos irritamos, pois todas essas idéias irritadiças, pensamentos negativos e conclusões sem análises ficarão para sempre registrados em nossa mente, norteando nossa existência. Como ser saudável se não nos nutrimos com o pão da compreensão e do entendimento e sim, comemos o pão amargo da irritação?
Nos irritamos com o vendedor que não nos atende adequadamente, mesmo sem compreender que fora arremessado naquela profissão e ainda não teve a oportunidade de ser treinado.
Somos acometidos pela irritação quando o pneu do veículo fura e, debaixo de chuva, temos que substituí-lo, mesmo que bilhões de pessoas sequer têm calçados para os pés. Ficamos irritados quando o salário atrasa um único dia, ainda que milhares aguardem uma vaga.
A irritabilidade, na verdade, surge da nossa incapacidade de reconhecer o quanto temos motivos para ser feliz. Não ousamos brindar o dia que nasce, os filhos que temos, o emprego que possuímos. À mínima contrariedade, nos irritamos.
A maioria de nós também é capaz de se irritar pelo que ainda não aconteceu. Sofremos pelos pensamentos antecipatórios, por mais que 90% das coisas que imaginemos ser catastróficas, sequer aconteçam, e os 10% que acontecem, nem se aproximam das tragédias que imaginávamos suceder.
http://www.lindasfrases.com/wp-content/uploads/2009/07/irritado.jpgIrritar-se é aprisionar a alegria, massacrar o prazer de viver. Toda vez que se irritar à mínima ofensa ou diante de qualquer outro acontecimento, lembre-se de que está trucidando um valioso período da sua vida, e de muitas outras pessoas.
Se diante de algumas situações, você perceber que irá perder o controle, pare e pratique a arte de pensar antes de reagir. Nutra seu ser com sabedoria. Questione-se, por exemplo, assim: “qual será o impacto de minha atitude em minha e à vida das demais pessoas?” Quase sempre que nos permitimos essa análise, a ação ou reação que teremos será calidamente menos agressiva.
Não permita que a alegria de viver e a possibilidade de contemplar os pequenos momentos da vida sejam sobrepostas pela irritabilidade. Transforme seus dias e o das pessoas que o rodeiam em inesquecíveis e saudáveis instantes.
Quais têm sido suas irritações? Pelo que tem trocado o prazer dos momentos? Você se permite roubar precisos instantes da sua vida? Qual é a contribuição à sua existência, toda vez que se deixa furtar pela irritabilidade?

 

http://4.bp.blogspot.com/-o2NdTsCOl70/TimAA6t9ptI/AAAAAAAAASY/yLAqznlU7gw/s1600/logo_notas.jpg Este post foi reeditado. Publiquei-o no blog em 8 de junho de 2010. Dei uma repaginada no texto, atualizei alguns conceitos e imagens e trago-o aos dias atuais por conta do seu sucesso atestado por quase 1.000 acessos.


23 de abr de 2014

Lambada. Matem as saudades com o Grupo Kaoma.

http://doaltodosalto.files.wordpress.com/2011/04/lambada-kaoma.jpg

Quem das gerações desde 1940 até os recentes anos 90 não dançou ao ritmo da lambada e ao som do Grupo Kaoma? Das vovós até as netinhas todos mexeram seus bumbums cantando "Chorando se Foi" na voz quente e sensual de Loalwa Braz.
Passei pelo YouTube e naquelas pesquisadas que todos os blogueiros fazem no site deparei-me com um vídeo do Kaoma e resolvi matar as saudades.
Espero que gostem pois foi um momento fugaz, mas marcante de alegria e ritmos bem brasileiros que se manteve no topo das paradas de sucesso por muitos anos nas vozes de cantores famosos como Beto Barbosa, Sidney Magal, Sandy e Júnior, Fafá de Belém e o grupo Trem da Alegria. Saudades, muitas saudades... Vamos ver ouvir?

Arrows gif file Este post é reeditado. Publiquei-o no blog em 04/01/2010. Vale a pena ver de novamente.


http://rainbowdivider.com/images/dividers/divider_5.gif

21 de abr de 2014

Evite os erros nas contratações de sua vida corporativa... E pessoal também.


http://img.zapcorp.com.br/conteudo/img_1_200905130420111910346_200905130420391320476.jpg

C
ontratar profissionais para as corporações sempre foi e será uma operação complexa. E quanto mais o mundo das empresas e dos negócios evolui com suas múltiplas diversidades mais e mais esse processo se torna intrincado e cheio de estratégias.
O fato é que na origem tudo está sob o poder de dois polos:
  • O primeiro é a necessidade incontornável de que as empresas precisam de profissionais para operá-la. Profissionais são antes de tudo pessoas. Como tal estão sujeitos às vicissitudes e contingências da natureza humana tais como personalidade e individualidade.
  • O segundo é que as escolhas destes profissionais, destas pessoas serão feita por outras. Seja pelas entrevistas - diretas ou indiretas - seja pela forma dos testes ou concursos. Mesmo estes vão desaguar - quando filtrados pelo sistema - nas entrevistas e avaliações de outros profissionais, por exemplo, as chefias da corporação. Enfim, o que quero registrar é que não tem para onde escapar. É na mesa de alguém que a contratação vai ser decidida.
Nas minhas navegadas pela Internet deparei-me com o site http://www.inc.com pelo qual me "apaixonei" na hora (apesar do idioma ser o inglês). Se vocês (refiro-me aos curiosos do universo corporativo) o acessarem vão gostar também. Lá encontro um excelente artigo sobre as dificuldades e os erros de se processarem as contratações. Partindo do princípio que contratar não significa exclusivamente o ato formal de recrutar e colocar alguém para trabalhar em algum lugar, creio que o texto pode servir para todos.
Por exemplo, quando estamos iniciando um determinado relacionamento pessoal - amizade, namoro, negócio... O que seja - não estamos também promovendo uma contratação? Se você é um dirigente de setor (gerente, supervisor ou um simples chefe) e recebe alguém com pedido de trabalho indicado por um amigo, parente ou colega o que você faz em primeiro lugar? Não é uma entrevista? Uma avaliação de currículo? Então, reitero que o artigo não está direcionado só para os entrevistadores corporativos. Todos somos também recrutadores.

Clique no logo e visite o site

Os quatro piores erros de contratação
O problema pode ser você.


Neste mercado de trabalho, é de se esperar que a contratação de novos funcionários fosse fácil. Mas muitos empresários ainda lutam para encontrar as pessoas certas. Em uma pesquisa recente da Inc. 5000 CEOs, o processo de contratação superou até mesmo a as preocupações com a economia e a regulamentação governamental como principal preocupação, com quase 25%  dos entrevistados identificando-o como o maior desafio que enfrentaram nos últimos três meses. 
Esteja certo que  nem todo candidato é uma estrela do rock. Mas se você continuar girando fracasso após fracasso, o problema pode não ser o pool de candidatos. Em uma busca para encontrar os melhores trabalhadores, os empresários, por vezes, acabam adotando práticas de contratação que são realmente prejudiciais para suas empresas. 
Abaixo estão os quatro problemas mais comuns que afligem os entrevistadores e/ou aqueles que são responsáveis pelas contratações:
Se você clicar no título de cada um dos itens abaixo será redirecionado ao artigo (em inglês) a que se refere a questão apontada. Não os traduzi por falta de tempo, mas o farei muito brevemente.
http://www.inc.com/uploaded_files/image/feature-103-unhealthy-attraction-bkt_11398.jpg
Você é um chefe narcisista?  
Sem uma estratégia deliberada de contratação, os fundadores muitas vezes gravitar em torno de candidatos a emprego que partilham a sua personalidade.
http://www.inc.com/uploaded_files/image/feature-104-Perfectionism-illustration-bkt_11399.jpg
Você é um chefe perfeccionista?


Pergunto-me por que razão é tão difícil encontrar pessoas boas? Talvez você esteja pedindo demais.




Então, e se você mesmo assim cometer um erro de contratação? Aprenda a vencer  a paralisia da análise.


O recrutamento é como vender: você precisa desenvolver um pipeline e construir relacionamentos. 


 



Este artigo é uma tradução by Google que retirei do site inc.com. O texto original (em inglês) pode ser lido clicando no banner abaixo. Esta é apenas a primeira parte do artigo. Cada um dos quatro itens apresentados como problemas que limitam os processos de contratações nas corporações é uma análise específica que está desenvolvida em outras páginas. Por falta de tempo fico aqui. Irei traduzir o restante brevemente, mas os links separadamente podem ser lidos no artigo original. Quem estiver com o inglês em dia ou tiver tempo de traduzir fique à vontade.


 


Blogs que me encantam!


..saia justa......† Trilha do Medo ♪....Blogueiros na Web - Ensinando o Sucesso no Blogger e Wordpress!..Emprego Virtual..Blog Ebooks Grátis....http://3.bp.blogspot.com/_vsVXJhAtvc8/ShLcueg5n2I/AAAAAAAACqo/sOQqVTcnVrc/S1600-R/blog.jpg..http://lh6.ggpht.com/_vc1VEWPuSmU/TN8mZZDF9tI/AAAAAAAAIJY/GWQU-iIvToI/banner-1.jpg....Divulgar textos | Publicar artigo....tirinhas do Zé........

Estatística deste blog: Comentários em Postagens Widget by Mundo Blogger

Safernet



FinderFox

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin