7 de dez de 2012

Chefes jovens e seus subordinados mais velhos (HSM))


Achei este artigo bastante oportuno  e foi publicado em 2008. 
Com a chamada "Geração Y" ocupando e assumindo espaços gerenciais no mundo corporativo enquanto a turma mais experiente retorna às mesas comuns nos ambientes de trabalho é cada vez mais frequente encontrar setores importantes das corporações com jovens executivos comandando cabeças grisalhas. 
Também não são raros os "conflitos de gerações". Eu mesmo enfrentei alguns em ambos os lados da mesa e em diferentes situações quando mais jovem e inexperiente e já mais vivido. Não é fácil! Seja para o chefe jovem quanto para o subordinado mais velho e vice versa.
O texto abaixo, da equipe de editores da HSM, consegue resumir bastante bem o pensamento da consultora e escritora Tammy Erickson que tem uma carreira dedicada a pensar e escrever sobre essas relações de trabalho. No artigo são passadas algumas boas dicas para quem vive a situação de ser comandado por alguém mais jovem e menos experiente.
Pela minha vivência concordo cem por cento com o que está escrito e acrescento que nessas circunstâncias o segredo é esquecer que o chefe é mais jovem. Respeite-o e ajude-o como se não existisse diferença de idade. Não procure tirar vantagem e muito menos dar-se ares de superioridade. Será fatal para sua relação com ele e... seu emprego.
Aproveite e aprenda.

Tammy EricksonTammy Erickson é autora de vários livros ligados aos temas da aposentadoria e dos empregados de gerações anteriores.  Ela é a autora ou co-autora de cinco artigos da Harvard Business Review. Ela entrou na relação dos 50 melhores pensadores globais de negócios no ano de 2011.

http://room4d.files.wordpress.com/2012/11/micromanage.jpg

Chefes jovens e seus subordinados mais velhos

 O que os executivos mais velhos podem fazer para facilitar a transição e trabalhar com chefes mais jovens, e vice-versa? 

Leia alguns comentários a esse respeito: 

Seguem duas dicas para executivos mais velhos que possuem chefes mais novos:

1. Descubra como eles gostam de se comunicar e dê o melhor de si para se adaptar a isso. Tenha em mente que os jovens estão mais acostumados a interagir com mensagens. Mensagens em quantidade não devem ser interpretadas como falta de confiança no trabalho e sim como um estilo diferente de comunicação. Eles utilizam menos a comunicação "cara-a-cara". Novamente, não interprete isso como uma diferença pessoal. É uma questão de diferença de geração. 

2. Manifeste reconhecimento e respeito pelo chefe mais jovem. Falta de respeito é uma atitude muito destrutiva e incômoda. Em ambas direções. Lembremos que o profissional mais antigo deve ter mais experiência em uma indústria específica ou função, e que o chefe mais jovem pode trazer novas perspectivas para melhorar a forma como as coisas são feitas. Esteja aberto e, principalmente, manifeste seu espírito de apoio ao diálogo. Já os jovens executivos, quando colocados em funções que os tornam chefes de subordinados que poderiam ser seus pais também podem se sentir estranhos com a situação. 

Seguem duas dicas para os profissionais que se encontram em situação semelhante: 

1. Pergunte bastante. Evite idéias pré-concebidas. É importante fazer perguntas e saber quais as diferentes visões que o grupo possui. 

2. Sinalize o reconhecimento e respeito pelos elementos positivos em relação à forma como "as coisas sempre foram feitas". Evite passar a idéia de que "nada presta". 

Mesmo que seja necessária a mudança, vale a pena entender porque tais coisas sempre foram feitas dessa ou daquela forma. 

Aborde as mudanças como algo a ser adicionado aos esforços realizados no passado. Independentemente do lado que você esteja, não se preocupe em convencer o outro lado que você possui a competência e experiência necessárias para o papel que desempenha. 

Na medida em que você demonstrar na prática, com tato, isso não somente será reconhecido como desenvolverá um relacionamento interpessoal de cooperação mútua. 

As pesquisas mostram que as relações entre executivos que se encontram nessa situação funcionam bem quando realizadas com respeito mútuo e compartilhamento de aprendizado. Qual tem sido sua experiência em relação a esse tema? 

 

Baseado em artigo de Tammy Erickson
Fonte: Harvard Business Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Blogs que me encantam!


..saia justa......† Trilha do Medo ♪....Blogueiros na Web - Ensinando o Sucesso no Blogger e Wordpress!..Emprego Virtual..Blog Ebooks Grátis....http://3.bp.blogspot.com/_vsVXJhAtvc8/ShLcueg5n2I/AAAAAAAACqo/sOQqVTcnVrc/S1600-R/blog.jpg..http://lh6.ggpht.com/_vc1VEWPuSmU/TN8mZZDF9tI/AAAAAAAAIJY/GWQU-iIvToI/banner-1.jpg....Divulgar textos | Publicar artigo....tirinhas do Zé........

Estatística deste blog: Comentários em Postagens Widget by Mundo Blogger

Safernet



FinderFox

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin