4 de out de 2008

Pergunte ao Max Gehringer

=
Como evitar que puxem seu tapete
Max Gehringer
.
Duas vezes fui admitido por boas empresas. Em ambas me destaquei rápida e facilmente. E em ambas fui demitido, por inveja de funcionários mais antigos que puxaram meu tapete. Como posso evitar que isso aconteça novamente?G.G.B.
Você provavelmente se destacou naquilo em que é bom – seu conhecimento técnico e sua ambição. E pisou na bola no quesito relacionamento. Uma empresa funciona como o corpo humano no caso de um transplante: um novo órgão que pareça representar uma ameaça ao funcionamento do sistema é rejeitado. Na próxima vez, não saia mostrando aos novos colegas que você sabe mais. Consiga, primeiro, a confiança deles. Essa profilática medida impedirá uma nova rejeição orgânica.
=
Estudo numa faculdade que obteve uma avaliação baixa no Enade do ano passado. Isso pode vir a prejudicar minhas possibilidades de conseguir emprego? C.R.R.
Um emprego, talvez não. Mas um bom emprego, sim. Empresas com muitos pretendentes a uma vaga usam o Enade como referência. Mas essa deveria ser a sua segunda preocupação. Mais importante é você se preocupar com a qualidade do que lhe está sendo ensinado, porque isso será muito mais nocivo para seu futuro profissional.
=
Um concurso público é uma boa opção?C.J.T.
Sim. Porém, por precaução, sugiro que você trabalhe numa empresa privada enquanto tenta passar no concurso. Os índices de desemprego levam em consideração as pessoas que procuram trabalho – e, portanto, só contemplam o setor privado. Muito embora não seja fácil conseguir emprego, estatisticamente é mais difícil passar num concurso público, porque o número médio de candidatos por vaga é bem maior.
Na próxima vez, não saia mostrando a seus novos colegas que você sabe mais. Consiga, primeiro, a confiança deles
=
Estou no primeiro ano de Engenharia, mas gosto mais de Administração. Meus pais dizem que o mercado já está cheio de administradores e que o melhor seria eu me formar engenheira e depois fazer pós-graduação em Administração. – M.A.N.
Seus pais estão corretos no conselho dado, embora o argumento da saturação do mercado não seja válido. Uma profissão não é mensurada pelo número de formandos, e sim pela proporção entre formandos e vagas oferecidas pelo mercado. Tanto Engenharia quanto Administração formam muitos alunos, mas também oferecem muitas vagas.
=
Tenho 41 anos. Ao avaliar minha carreira, concluo que não atingi uma posição de destaque porque não me deixei corromper. Tenho orgulho de meus princípios morais, mas infelizmente eles não são valorizados pelo mundo corporativo.S.G.
Perdoe-me, S.G., mas, se sua conclusão fosse verdadeira, nenhuma empresa seria ética, e todos os gestores seriam corruptos. Talvez você tenha passado só por empresas ruins ou não tenha dado peso a fatores como marketing pessoal e habilidade política. Acredite, o mundo corporativo não é perfeito, mas também não é tão imperfeito.
=
Meu Q.I. é 142. Se eu colocar essa informação no currículo, qual será o efeito?M.M.
Boa pergunta. Falei com cinco responsáveis por RH em grandes empresas. Duas não usam mais testes de Q.I. Uma usa apenas em áreas que privilegiam o raciocínio lógico (para candidatos a Vendas e Marketing, o teste não é aplicado). As outras duas aplicam testes de Q.I. apenas a candidatos iniciantes, mas ambas fizeram a ressalva de que os resultados não são eliminatórios nem conclusivos, apenas indicativos. Nas duas, uma dinâmica de grupo tem mais peso que o Q.I.
=
PALAVRA DA SEMANA: OBSOLETO – aquele que ficou habituado e não se reciclou. A palavra veio do latim solere, “acostumar”, mais o prefixo ob, “no sentido de”. De solere veio também o hoje pouco usado verbo “soer” – “ocorrer com freqüência”. O prefixo ob aparece em “óbvio”, de ob viam, “na direção a que o caminho conduz”, em contraposição à noção de criatividade em “encontrar o próprio caminho”.
=

7 comentários:

  1. S R C.
    Fui mando embora de uma grande multinacional ha um ano e oito meses, porém na época estava com restrição medica e já fui reprovado em vários exames médicos de outras empresas devo acionar um processo trabalhista, pois o tempo que de dois anos esta vencendo?

    ResponderExcluir
  2. Um colega de trabalho vive querendo mandar e mostrar serviço ao chefe, isto me chateia e atrapalha meu serviço. Não consigo me relacionar como se fosse amigo e falo somente o necessário. Como devo reagir? (Este amigo não é chefe) me passo por invejoso e dificil de se relacionar, quando somente quero ser transparente e de opiniao.

    ResponderExcluir
  3. Olá eu estou desempregada no momento e o unico curso que tenho é informática básico,alguns dias atrás comecei a fazer alguns cursos on line gratuitos pela fundação Bradesco e Getúlio Vargas com pouca carga horária.então gostaria de saber que peso esses cursos tem no mercado de trabalho hoje,se é válido,se as empresas aceitam nas contratações e se devo por no meu curriculo?Obrigada.

    ResponderExcluir
  4. Estava numa intituicao financeira há 15 anos e recebi uma proposta para trabalhar em outra e assumir uma carteira de clientes, proposta tentadora porque eu iria dobrar o meu salario e trabalhar proximo da minha residencia com clientes alta renda. Aceitei a proposta e apos entrar na nova instituição a historia começou a mudar eu não assumi uma carteira vaga e sim meu novo chefe montou uma carteira de clientes para mim, da seguinte maneira, pediu a todos os gerentes que retirassem de sau carteira 30 clientes e passassem para mim, ou seja Max Gehringer, como voce acha que os clientes vieram para mim? Eles me enviaram os melhores? Claro que não. Resumindo não consigo desenvolver esta carteira por mais que eu tente não sai negocio, e já estou sendo cobrada pelo meu chefe e quando ameaço comentar algo sobre esta carteira escuto a seguinte frase "CASOU COM A VIUVA ASSUME OS FILHOS". O que devo fazer?

    ResponderExcluir
  5. Bom dia Max!Meu nome é Fernanda sou tecnica de Enfermagem,Gostaria de saber como faço para levantar informação sobre a empresa em que pretendo trabalhar,como por exemplo números,eu quero saber o quanto ela cresceu nos ultimos cinco anos?
    Email:karine.bomfim@hotmail.com
    Grata:Fernanda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara Fernanda,
      Primeiramente agradeço sua visita e o comentário.
      Temo que você tenha se confundido. O artigo é do Max Gehringer, mas o blog Oficina de Gerencia é desse humilde blogueiro que lhe escreve (Herbert Drummond).
      Acho que posso responder sua pergunta. Primeiramente você deve pesquisar no site da própria empresa. Normalmente as instituições costumam colocar esse tipo de informação nos links destinados às informações institucionais. Caso não existam lá, você pode procurar nas pesquisas que normalmente as revistas especializadas - como Exame, Você e outras - fazem regularmente.
      Todavia a melhor informação para a finalidade que você pretende, ou seja, trabalhar na empresa é o chamado "boca-a-boca" no mercado. Pergunte aos seus colegas de trabalho sobre a empresa; procure seu sindicato para saber se existem muitas reclamações trabalhistas contra ela. Pesquise no Google as notícias sobre ela, se são positivas ou negativas.
      Acho que nesse conjunto você pode ter uma boa idéia daquilo que deseja. Boa sorte e volte sempre.

      Excluir
  6. Estou fora do mercado formal há mais de uma década; estou completando 50anos de idade em agosto deste; minha escolaridade é 2Grau completo; meus tempos de serviços nas empresas sempre foram muito inferior a 01(um) ano; tenho restrições no comércio;
    Tentei cursar o Graduação em Gestão de Empresa, mas por falta de fiador não pude continuar o meu curso. Minha turma já se formou há 10(dez) anos, o que muito Me entristece.
    Agora comas oportunidades que o Governo Federal tem nos oferecido, tenho buscado uma qualificação profissional, por sinal, são cursos muito bem ministrados e nos quais tenho me destacado. Mas ainda assim a dificuldade em alcançar uma colocação não tem sido fácil; até aparece entrevista mas as respostas são sempre as mesmas: aguarde uma próxima oportunidade. Eis mais um "x" da questão: nunca somos informados "porque" de não ser escolhido após ter "aberto o livro da minha vida" numa entrevista. Nem somos admitidos e muito menos sabemos onde "pecamos" para não mais repetir o erro.
    Onde está a ética e/ou a ótica nisso tudo???
    Muito obrigada pela atenção!
    Espero ter sido entendida.

    Nota: hoje foi meu primeiro dia de aula no curso ALMOXARIFE com a Matéria Técnicas de Protocolo e Arquivo"
    Ae foi o meu professor quem indicou a sua "página" para pesquisas; até então não havia ouvido falar sobre o mesmo.
    Aproveito para agradecê-lo mais uma vez

    Tenha uma noite ricamente abençoada
    Na presença do SENHOR JESUS

    ResponderExcluir

Blogs que me encantam!


..saia justa......† Trilha do Medo ♪....Blogueiros na Web - Ensinando o Sucesso no Blogger e Wordpress!..Emprego Virtual..Blog Ebooks Grátis....http://3.bp.blogspot.com/_vsVXJhAtvc8/ShLcueg5n2I/AAAAAAAACqo/sOQqVTcnVrc/S1600-R/blog.jpg..http://lh6.ggpht.com/_vc1VEWPuSmU/TN8mZZDF9tI/AAAAAAAAIJY/GWQU-iIvToI/banner-1.jpg....Divulgar textos | Publicar artigo....tirinhas do Zé........

Estatística deste blog: Comentários em Postagens Widget by Mundo Blogger

Safernet



FinderFox

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin