DIA NACIONAL DO BOMBEIRO

DIA NACIONAL DO BOMBEIRO
DIA NACIONAL DO BOMBEIRO - O Dia do Bombeiro Brasileiro é comemorado no dia 2 de julho. Esta data é uma homenagem a todos os heróis brasileiros que arriscam as suas vidas para proteger as pessoas, as cidades e as florestas do risco de incêndios, desastres naturais, desabamentos, etc. Além de apagar incêndios, os bombeiros também desenvolvem vários projetos sociais e educativos, com o objetivo de tentar melhorar a qualidade de vida da comunidade. Os bombeiros também ajudam a socorrer animais em perigo e auxiliar pessoas que enfrentam situações de grande stress, como tentativa de suicídio, afogamento, desaparecimentos e traumas provocados por acidentes. Dia do Bombeiro Brasileiro Origem do Dia do Bombeiro Brasileiro A escolha desta data é uma homenagem a criação do Corpo Provisório de Bombeiros da Corte, inaugurado em 2 de julho de 1856, no Rio de Janeiro, e sob o comando do major João Batista de Morais Antas. Oficialmente, o Dia do Bombeiro Brasileiro foi instituído através do Decreto nº 35.309, de 2 de abril de 1954. A partir desta mesma lei, também foi definido a realização anual da Semana de Prevenção Contra Incêndios. Antigamente, antes do Imperador D. Pedro II assinar o Decreto Imperial nº 1.775 que regulamentava o serviço de bombeiros, o badalar dos sinos era sinal de que homens, mulheres e crianças tinham que formar uma fila no poço mais próximo e assim, passarem baldes de mão em mão até chegarem ao local do incêndio.

quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Violência contra crianças: não deixe de ver este vídeo...

Seria exagero dizer que a violência contra as crianças e adolescentes está crescendo neste mundo louco? Essa é a impressão que eu tenho. Ou então sempre foi assim e a mídia não noticiava. Fico com a primeira alternativa. Acho que as crianças estão sendo vitimadas por alguma doença ou desvio psicológico dos adultos.
Vou ficar apenas com o que leio e vejo nos canais de televisão aqui no Brasil. Sei que em outros países do mundo, principalmente naqueles onde existem diferenças sociais e culturais muito grandes a violência contra mulheres e crianças é uma realidade cotidiana.
O Brasil certamente se encaixa neste quadrante. Isto não quer dizer que a violência contra as crianças seja restrita às camadas mais pobres da sociedade. Ela é disseminada e não se limita a nenhuma fronteira.
A luta contra esta barbaridade deve ser tão constante quanto as campanhas contra pedofilia, violência doméstica e outras crueldades praticadas pelos seres humanos contra seus semelhantes.

São muitos os vídeos criados para apoiar as campanhas. Recebi este - abaixo - há poucas horas e não demorei nada em disponibilizá-lo no blog. Achei um primor de criação. Surpreendente na mensagem e certeiro na sensibilização do espectador. Não deixem de assisti-lo, copiar para seus blogs além de distribuí-lo para os seus amigos. É uma bela contribuição para esta campanha.






Nenhum comentário:

Postar um comentário