12 de jul de 2008

Oficina de Gerência citada no "Buteco de Bits"

(Clique no logo do blog para ser redirecionado)

(Clique na imagem do post publicado no Buteco de Bits sobre o Oficina de Gerência)

ºººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººº

Buteco de Bits é um blog/site que eu já deveria ter destacado aqui. Peço as devidas vênias aos frequentadores do galpão da Oficina de Gerência por te-los privado - aqueles que ainda não conhecem - de apreciar a navegação e o conteúdo do site/blog do baiano Giovanni Grimaldi.
"Um espaço informal para falar sobre tecnologia e outros assuntos". É assim que o Giovanni define o seu blog, que na verdade é uma empresa e muito bem organizada, pela imagem que passa.
Quem o visita pela primeira não acredita que tenha apenas 3 meses e 25 dias (hoje), Parece um site com muito mais tempo. Mas é jovem, alegre, diversificado e bem humorado.
Transcrevo abaixo, como é tradição aqui, na Oficina, um post que selecionei para que os leitores possam ter idéia do estilo e do "jeitão" do Buteco de Bits. Já o coloquei na vitrine e recomendo a inscrição no feeds.
.

"Padre alemão manda fiéis estressados para a cova
Um padre alemão disposto a ajudar as pessoas da comunidade a escapar do estresse e dos problemas da vida cotidiana teve a seguinte idéia: mandar esses fiéis nervosos deitar em covas abertas para relaxar.
“Eu queria que esse fosse um exercício meditativo”, disse o reverendo Thorsten Nolting, que vive na cidade de Dusseldorf. “Eu queria que as pessoas pensassem naquilo que as deixam perdidas nas trevas e encontrassem energia para resistir.”
Mas ele reclamou que seus planos acabaram dando “terrivelmente errado” por culpa dos jornalistas - que insistiam em ficar fazendo perguntas enquanto os paroquianos estavam deitados nas covas. Segundo Noltingh, eles acabaram com a serenidade que a ocasião pedia.
“Não havia silêncio como deveria. Eles arruinaram isso. Não iam embora, mesmo quando eu pedi que o fizessem”, disse ele.
Os que encararam o incessante questionamento ficaram felizes em descer ao buraco de 2 metros de comprimento - e depois se entusiasmaram com a “ressurreição”, disse Nolting.
Um jornal local disse que um homem continuou tremendo (não se sabe se de medo ou de frio) 20 minutos depois de sair da experiência na cova, onde passou sete minutos. Já pensou se isso vira moda?"
Fonte:
G1
Popularidade: 3%
.
aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

4 comentários:

  1. Herbert querido! O artigo faz jus ao blog! Já tenho carteirinha de sócia do Buteco de Bits e o Giovanni também é um doce de pessoa! Beijos e boa semana! :D

    ResponderExcluir
  2. Olá Jackie,
    Ótimo que você tenha reforçado a minha indicação. Também gostei muito do blog e do perfil do Giovanni.
    Fico muito feliz em indicar bons blogs para os leitores da Oficina de Gerência. Na minha observação essa interação entre os blogueiros é a força motriz desse fenômeno que só cresce na Internet, a blogosfera.
    Por isso não economizo quando encontro um blog que mereça o crédito. Não deixa, também, de ser uma forma de arejar o ambiente, não acha? Me refiro aos blogs e sites de baixa extração que, de vez em quando, a gente topa na rede mundial.
    Sempre que você - uma navegante permanente no oceano da Internet - vir um blog ou um site, por favor, passe-me a dica que eu o indicarei aqui.
    Grande abraço e bom final de domingo.

    ResponderExcluir
  3. Caro Herbert.

    Primeiramente, muito obrigado pela tua ilustre visita. Na verdade, é um prazer enorme (e inenarrável) vê-lo por aqui, no Buteco de Bits.

    Na verdade, já freqüento o galpão da Oficina de Gerência já há algum tempo, e por isso está na lista de sites que recomendo, pois eu recomendo mesmo.

    Eu gostaria de aproveitar e agradecê-lo também, pela generosidade por ter feito um post exclusivo sobre o Buteco de Bits.

    Simplesmente me faltam as palavras para um agradecimento correto, mas, por enquanto, fico no Muito Obrigado!

    Um abração!

    ResponderExcluir
  4. Ah, a propósito ...

    Eu moro em Salvador há muito tempo, mas nasci em São Paulo, rss.

    Mais uma vez, um abração!

    ResponderExcluir