24 de jul de 2008

A Associação Brasileira de Magistrados prestou um ótimo serviço à cidadania.

Acho que é uma boa oportunidade para colocar a blogosfera - em peso - nas eleições deste ano. A iniciativa da AMB-Associação dos Magistrados do Brasil ao divulgar uma lista de candidatos a prefeitos das capitais brasileiras que estão sendo processados na justiça, denunciados pelo Ministério Público, é uma das maiores contribuições que o eleitor poderia receber da sociedade organizada para moralizar o processo eleitoral do Brasil
O "ceu está desabando" sobre a AMB pelas pressões dos "vitimados" pela lista. Todavia, a aceitação da opinião pública tem sido mais que positiva. A grande mídia também está dando uma cobertura - embora discreta - à lista e (claro!) aos seus opositores. Pela rápida consulta que fiz na blogosfera, os co-irmãos blogueiros já estão mobilizados. É isso ai! Uma cópia da lista - só com os nomes dos candidatos - está colocada abaixo. Extrai do blog "
Pensar Emburrece" (muito bom, diga-se de passagem), um dos que estão, desde o primeiro momento, dentro do movimento de apoio à AMB.
A lista completa da Associação de Magistrados do Brasil está disponível neste clique aqui ou em outro clique, sobre o logotipo da entidade colocado abaixo.
Ouvi, na rádio CBN, uma entrevista do presidente da AMB e - ficou claro - o critério que eles usaram para publicar a lista é isento. Só colocaram os nomes dos candidatos que estão com processos formais, abertos nas diversas varas de justiça dos Estados da União e - atenção - originados por denúncias do Ministério Público. Nada de boatos, denúncias sem fundamento ou efeitos de brigas políticas. Só o que já foi examinado pelo MP, julgado correto e oferecida denúncia à justiça.
Porque então a grita dos partidos e dos políticos? Respondo. Porque pela primeira vez uma instituição de peso e credibilidade da sociedade organizada (e privilegiada) se dispõe a fazer um gesto real, de cidadania, e esclarecer o eleitorado sobre os candidatos que vão disputar o seu voto e estão sendo processados formalmente. É informação pública. Está colocada em todos os sites de tribunais onde estão correndo os processos. Todavia, hipocritamente, não era disponibilizada pelos meios de comunicação à grande massa da opinião pública e do eleitorado.
E a AMB não vai parar por ai. Na mesma entrevista o dirigente informou que já estão em etapa de acabamento, para publicação, as listas para prefeitos das cidades com mais de 200 mil habitantes e dos vereadores destas cidades e das capitais. Quer providência melhor?
Portanto, desconfie dos políticos e/ou dos partidos que estejam criticando a iniciativa. Ou eles não avaliaram direito a reação favorável daqueles que os colocam no poder ou estão sendo tendenciosos e mal intencionados. Por curiosidade, passem uma "vista d'olhos" no rol dos processos que Paulo Maluf está respondendo e que está na lista:
.
"Paulo Salim Maluf - Prefeito - PP - São Paulo - SP
Processos
AÇÃO PENAL Nº 458 – SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL – CRIME DE RESPONSABILIDADE
AÇÃO PENAL Nº 461 - SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL – CRIMES CONTRA A PAZ PÚBLICA/QUADRILHA OU BANDO/CRIMES CONTRA O SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL/ CRIMES DE OCULTAÇÃO DE BENS, DIREITOS OU VALORES
AÇÃO PENAL Nº 477 - SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL – CRIMES CONTRA O SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL
AÇÃO PENAL Nº 483 - SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL – CRIMES CONTRA O SITEMA FINANCEIRO NACIONAL
AÇÃO DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA Nº 583532002023719, FÓRUM FAZENDA PÚBLICA (TJ-SP) (SEGREDO DE JUSTIÇA)
AÇÃO DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA Nº 5835320010119506 - 14ª VARA DA FAZENDA PÚBLICA DE SÃO PAULO (SP)
AÇÃO DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA Nº 583532000178798 - 6ª VARA DA FAZENDA PÚBLICA DE SÃO PAULO (SP)
OBS: O SISTEMA DE BUSCA PROCESSUAL DA PÁGINA DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO NA INTERNET NÃO OFERECE A POSSIBILIDADE DE FAZER LINKS PARA AS AÇÕES. PARA CONSULTÁ-LAS, ACESSE
WWW.TJ.SP.GOV.BR"
.
Este homem, declarou que "juizes não deveriam se meter em política", como forma de criticar a lista. A pergunta que não quer calar: será que são pessoas como ele que deveriam?
A lista - que segundo especialistas não vai ter muita influência nas eleições - não impede ninguém de votar no candidato que esteja nela. Deve ser analisada, pesada e avaliada. Mas pelo menos quem votar, não poderá dizer que foi enganado. Será partícipe ou não por manter a poluição a política brasileira.
.
(abaixo o texto de apresentação da lista, no site da AMB)
Candidatos que respondem processo

"Interessada em munir o eleitor brasileiro do maior número de informações a respeito dos candidatos às próximas eleições, a Associação dos Magistrados Brasileiros decidiu divulgar os nomes daqueles que respondem a ações penais, de improbidade administrativa e eleitoral.
Todos os dados disponibilizados foram rigorosamente checados para evitar que informações incorretas venham a prejudicar qualquer candidato. A intenção da AMB é apenas facilitar o acesso da população e da imprensa a informações públicas, que podem balizar e fundamentar a escolha dos eleitores e, assim, contribuir para que as eleições de 2008 transcorram da maneira mais transparente possível.
Informamos que este banco de dados será periodicamente alimentado, tão logo os juízes eleitorais de todo o Brasil encaminhem as informações referentes às suas zonas/municípios.
Ver todos".
.

(clique na imagem)

Amazonino Armando Mendes (PTB) - Manaus (AM)
Maria Dalva De Souza Figueiredo (PT) - Macapá (AP)
Sérgio Braga Barbosa (PPS) - Fortaleza (CE)
Iris Rezende Machado (PP) - Goiânia (GO)
Pitágoras Lincoln de Matos (DEM) - Belo Horizonte (MG)
Jorge Carlos Mesquita (PSL) - Belém (PA)
Leila Márcia Silva Santos (Frente Belém Popular) - Belém (PA)
Marinor Jorge Brito (Psol) - Belém (PA)
Hamilton Nobre Casara (PSDB) - Porto Velho (RO)
Lindomar Barbosa Alves (PV) - Porto Velho (RO)
Maria Suely Silva Campos (coligação Boa Vista de Todos Nós) - Boa Vista (RR)
Aline Corrêa de Oliveira Andrade (PP) - São Paulo (SP)
Marta Suplicy (PT) - São Paulo (SP)
Paulo Salim Maluf (PP) - São Paulo (SP)
Raul de Jesus Lustosa Filho (PT) - Palmas (TO)
.
A partir deste post a Oficina de Gerência se fará presente no tema das eleições deste ano. Ótimo que elas não existam, aqui, em Brasília, pois estarei mais credenciado para opinar.
Este "projeto" - que sugiro aos co-irmãos blogueiros abraçar e irradiar entre as suas infinitas listas de blogs amigos - terá como premissa orientar os leitores e visitantes que - eleitores - serão obrigados a votar no dia 5 de outubro próximo (veja calendário). O que for do interesse geral e didático do eleitor será informado e comentado neste espaço.
Estou convicto que a blogosfera tem força e seriedade suficientes para contribuir com a onda de saneamento da política que urge ser levada a efeito no Brasil. Já que somos obrigados, por lei, a comparecer nas urnas, pelo menos vamos eleger gente de respeito para representar os interesses da sociedade e banir os "profissionais", que se utilizam do voto, alienado e desinformado, para dar cobertura às bandalheiras que jorram - todos os dias - pelos noticiários políticos e policiais.
.
<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<

Nenhum comentário:

Postar um comentário