8 de mar de 2009

Luz de Luma no Dia Internacional da Mulher.



Transcrevo abaixo e na integra o post que Luma, brilhante criadora e produtora do blog campeão “Luz de Luma” escreveu, dedicado ao Dia Internacional das Mulheres.

Falar sobre Luma e seu poderoso blog é um ato repetido, recorrente. Resumo, dizendo que é um dos blogs mais completos e fascinantes que conheço. Desde o inicio da minha breve carreira de blogueiro (um ano e meses) me apaixonei pela Luz de Luma. Coloquei-o no pedestal dos meus blogs modelares e olho para ele (quase) todos os dias.

Luma é que não sabe, mas estou sempre lá, recebendo sua luz e aprendendo de tudo. Não conheço um blog tão engajado, tão cheio de novidades e ao mesmo tempo tão simpático, completo e... chega! Senão vou gastar o espaço todo elogiando a Luz de Luma.

Desta vez ela “se excedeu-se” (assim mesmo, bem superlativo). O post do Dia Internacional da Mulher ficou, simplesmente, magnífico. Não hesitei e confiante na minha idolatria fui lá e debaixo de toda aquela luz surrupiei o post inteirinho. Não deixei nem um tiquinho dele no seu berço. Sequestro meeeesmo! O texto está lindo e merece ser espalhado pela internet.

Parabens a Luma pela inspiração (isto é um pleonasmo) e por estar sempre espalhando sua Luz brilhante e pródiga, luz de mulher inteligente, para que seus amigos da blogosfera (incluo-me com muita honra), seguidores e leitores internautas possam dela desfrutar.

Aproveito para, em abraçando Luma neste dia dedicado às mulheres, abraçar também as grandes amigas que fiz na blogosfera e cultivo com o maior carinho na estufa do meu coração: Lady Jaqueline (SuperDicasss), Geórgia (Saia Justa), New (Xeret), Cris (Noticias da Bota), Dri Naves (Business Woman Blog) e Débora Martins (Além da Carreira). Um beijo bem estalado nas bochechas de cada uma (com todo respeito...).

Leiam o post e digam se não tenho motivos para esta "paixão" (não correspondida, diga-se de passagem).



LUMAIMAGEN002
(clique na imagem e visite o Luz de Luma. É uma festa só)



Muito prazer pelas conquistas, mas eu quero muito mais!

"Em 1949 com a rebelião da subjetividade, passamos uma rasteira no conservadorismo e atravessamos os últimos 60 anos discutindo questões fundamentais para o desenvolvimento social. Na informalidade, nós mulheres conseguimos anteceder teorias sociológicas e lutamos contra a indiscriminação no trabalho, violência doméstica e dupla jornada de trabalho.

Neste meio tempo a mulher saiu do Bunker doméstico atrás de respeito, emprego, salários justos e melhora na qualidade de vida. Com brigas concretas e o estresse da combinação: casa + família + trabalho, lamentamos um país que parece funcionar melhor para eles.

Temos pouca representação no congresso, porque mesmo constituindo 49,8% do eleitorado do país, apenas 24% deste eleitorado votam em mulher – nos tornamos vulneráveis quando não cultivamos nossas lideranças – o mais curioso, mesmo com número reduzido de deputadas e senadoras, temos força política, justo porque as mulheres mais escolarizadas, possuem importante representação nos setores mais progressitas de nossa sociedade.

É isto, rompemos a barreira cultural mas a política, por ser um reduto machista com desequilíbrio de gênero, continua fechada a nossa participação conforme gostaríamos. Participamos da redemocratização, mas não nos oferecem muitas pastas no governo.

Por essa questão, esse desencantamento político, preferimos andar desatreladas das falsas promessas e procuramos realizações na vida privada. Podemos dizer que demos um salto, uma sapatada nas velhas culpas.

Em oposição ao debate bizantino das religiões que governam em paralelo o país; passamos a fazer uso de métodos contraceptivos, mesmo as esterilizações e 80% das mulheres atualmente são favoráveis ao aborto legal atendido pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

O pior de tudo nessa nossa evolução é que a Aids se propaga entre a população feminina - a cada três novos casos, um é na mulher. Crescem também os casos de lesão por esforço repetitivo (LER) e o consumo de antidepressivos, no total de 80% dos casos.

Sabendo administrar a própria vida; a satisfação com o sucesso profissional, repercute no sucesso também da harmonia familiar.

Nos tempos de Chiquinha Gonzaga, ela afirmou: “Mesmo o mais imbecil dos homens considera-se semideus diante de uma mulher”

A cada nova década, essa frase mereceu ser reformulada, porém a mesma opinião as mulheres têm dos imbecis, quando a estes faltam argumentos e respondem com o braço forte do espancamento. A nossa opinião sobre o que é ser um verdadeiro homem, passa longe da força que eles demonstram nos braços.

Se o passado convive com o futuro dentro do processo da afirmação feminina, não podemos nos declarar “vítimas do sistema”, pois isto faz esvaziar todo o discurso de libertação e de sermos donas de nossas vidas. Somos vítimas de nós mesmas quando não revolucionamos, não colocamos em prática nossos pensamentos.

Em contrapartida, o que antes era natural passou por transições. E hoje, homens e mulheres, se perguntam: - O que é ser uma mulher?

E a resposta vem a seguir, quando também nos perguntamos - O que é ser um homem?

Este post está programado, então desde já parabenizo todas as mulheres pelo dia 08 - Dia Internacional da Mulher - e em especial três mulheres sensíveis, inteligentes, maravilhosas...elas possuem muitos mais adjetivos, que não caberiam aqui. Parabéns pelos aniversários: Beti Timm, Georgia Aegerter e Jaqueline Sales.

Deixo para vocês as palavras de António Lobo Antunes: "Esquecer uma mulher inteligente, custa um número incalculável de mulheres estúpidas"

Continuem únicas! E felicidades!"

http://i54.photobucket.com/albums/g94/luzdeluma/imgluzluma.jpg?t=1213022793
(clique na widget e ilumine-se)

2 comentários:

  1. Herbert, fiquei sem palavras!! Obrigada por expor o meu texto em seu blogue e pela homenagem!
    Vim antes aqui mas não consegui comentar, espero que agora vai! (rs*)
    Dê beijuzinhos nas mulheres de sua vida por mim!! Beijus

    ResponderExcluir
  2. Cara Luma,
    Como vê o comentario veio e me deixou feliz. Tudo que está no post é sincero e verdadeiro. Você é uma moça brilhante e tem nas mãos um blog poderoso e muito bem estruturado.
    Que a vida continue a lhe sorrir.

    ResponderExcluir