20 de nov de 2008

Orcas atacam e matam Pelicano durante show

Este vídeo foi acrescentado ao YouTube em 28 de março de 2008 e já foi acessado mais de 366.000 vezes. Eu não o conhecia. Vi-o no blog Extraodinário.com, por sinal excelente para você (e eu, claro) nos mantermos atualizados com o que está "rolando" na Internet.
Mostra as orcas do famoso "Seaworld" de San Diego atacando - durante o show - um pelicano que "aterrissou" nas águas da piscina onde três delas se apresentavam para um anfiteatro lotado. O vídeo é longo (9 minutos e meio), mas é interessante porque deixa claro que por mais "domesticados" que, se imagine, estes animais estejam, vejam só que fazem quando seus "instintos de predadores" são despertados.
Impossível não fazer analogias com muitas outras situações dos nossos cotidianos. Até mesmo com a nossa "espécie" de humanos. Ou será que aquelas cenas bestiais que vemos na televisão e nas páginas policiais todos os dias não será algo semelhante? Recomendo que vejam o vídeo na íntegra cuja parte final, depois do ataque, mostra os treinadores atônitos buscando chamar as orcas para suas "piscinas" e limpar a água dos restos do pelicano e ainda - fora de cena - uma orca regurgitando e"alimentando" gaivotas que ficam por ali pegando restos de comida. Abaixo eu coloquei uma ''tradução tosca" da descrição que o autor do vídeo e testemunha do e
spetáculo" daquelas cenas.
=

=
"Eu estava em "San Diego SeaWorld" no dia 20 de Fevereiro de 2008 assistindo ao show das baleias orcas. Durante este espetáculo, Shamu viveu seus dias de "baleia assassina". Um Pelican aterrou sobre a água. Isto provou ser um grande erro para esta infeliz ave. Para capturar este vídeo acho que eu estava no lugar certo na hora certa ... Gostaria de poder dizer o mesmo para os Pelicano.
De repente, fora do nada, uma das baleias saltou da água e o pegou na sua boca; arrastou o pássaro sob as águas, assim, afogando-o. As outras baleias na piscina, com excepção da baleia que foi colocado à frente da piscina com uma garota da platéia, tudo desapareceu sob a água ignorando os seus treinadores.
Você pode ver claramente o treinador utilizando os altos-falantes dizendo às outras pessoas para ajudar a salvar o pelicano distraindo as baleias fazendo ruidos para que ele pudesse ir perto dele. Naturalmente que este plano não funcionou. Em seguida, ele empurra a garota de volta a audiência fora de distância da água e de qualquer perigo.
Neste ponto o espetáculo da música já estava no encerramento mas era óbvio para a platéia do show não tinha ido embora. Alguns dos treinadores tentaram continuar em como se nada tivesse acontecido. Entretanto, as baleias ainda não tinham vindo a tona e tiveram suas capturas feitas no fundo da piscina. Eventualmente uma baleia veio à superfície, comer os restos do pelicano que boiavam. As baleias, em seguidas, empurraram o ex-pelicano ao redor da superfície por um tempo e depois "terminaram o serviço" que iniciaram ali mesmo, na frente da platéia.
Os treinadores conseguiram de volta a atenção das baleias e guiaram-nas ao do palco para a realização recolhe-las, deixando pedaços de pelicano flutuando na piscina. Assim que os as baleias estavam solidamente fechadas à chave passaram à limpeza do que restou da ave "assassinada". Uma vez que o show tinha sido encurtada, o desnorteado platéia respondeu com palmas e aplaudindo como cada parte do Pelicano foi retirada da piscina.
Ao sair da piscina e entrando na fase de volta fiquei espantado ao ver o comportamento de uma das baleias, que estava regurgitando pedaços do pelicano que matou, ou talvez ele fosse outra orca como se estivesse alimentando um grupo de aves perto da piscina. Parecia que estava a tentar seduzir os pássaros para que se aproximasse e ela pudesse agarrar um deles.
Acho que o público assistiu durante esse show é que apesar de estes animais domesticados parecem estar em cativeiro, eles ainda são animais selvagens e os seus instintos de "baleias assassinas" ainda estão em andamento."

.
¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Nenhum comentário:

Postar um comentário