26 de fev de 2009

Roubo de dados nas corporações. Conheça pesquisa.

Quando li esta notícia no (ótimo) site “Opinião e Notícia” (clique no logotipo abaixo) corri para posta-lo no blog. É o tipo da nota que cabe, à perfeição, na moldura da Oficina de Gerencia.
Imagine ! Uma pesquisa da Symantec, empresa que dispensa apresentação, indicou que é comum nos EUA os empregados demitidos levarem consigo dados internos das ex-empresas tais como listas de e-mails e informações cadastrais sobre clientes. Ou seja, roubo mesmo! E
de colarinho branco!
Os próprios autores dos roubos responderam à pesquisa cujos números principais estão no texto do "Opinião e Notícia".
Será que aqui no Brasil também é assim? Não duvido. Eu mesmo conheci, quando trabalhei na empresa privada alguns casos. Poucos e com envolvimento maior de empregados jovens.
No serviço público é comum este hábito em nível de manutenção de acervo pessoal. Ou seja, um servidor da Administração Pública dificilmente é demitido. Ele é transferido. Sai de um setor ou de um órgão para outro e até mesmo de um dos poderes para outro
(executivo para judiciário ou legislativo e vice-versa ou "versa-vice").

http://mfda.files.wordpress.com/2008/05/ladrao.jpg

Nestes casos, quando são "movimentados" (este é o nome técnico para as transferencias) os servidores procuram copiar arquivos com os quais trabalhavam para ser utilizados no próximo cargo. Acho que isto não pode ser considerado "roubo"mesmo porque os dados continuam disponíveis e são, formalmente, considerados públicos. A nenhum empregado público é permitido "esconder" ou negar conhecimento dos dados que não tenham recebido, oficialmente, a rubrica de secreto ou similar. Se o fizer poderá responder processo administrativo e até ser demitido.
De qualquer maneira achei o tópico interessante para sugerir uma discussão e algumas reflexões.
Quem se arrisca a um comentário?


(clique no logotipo e conheça o site. Eu gostei)
Opinião e Noticia

Roubo de Dados
O que os funcion
ários levam com eles quando deixam as empresas?

"Uma pesquisa da empresa de segurança na internet Symantec revelou que cerca de 60% dos trabalhadores norte-americanos que saíram dos seus empregos no ano passado levaram algum tipo de dado dos seus empregadores.

Os trabalhadores admitiram terem levado desde listas de e-mails até informações sobre clientes. Dois terços desses usaram tais informações em seus novos empregos.

O método de roubo mais comum foi simplesmente a cópia de arquivos (61%), enquanto metade dos que levaram dados das ex-empresas usaram um dispositivo de armazenamento eletrônico, como um CD ou um pendrive."

(mesmo em inglês dá para entender os itens mais roubados pelos demitidos)

original em inglês Economist - Theft and the downturn: Employers beware (clique no link para ver o texto em inglês)

aniroll2.gif (1343 bytes)

2 comentários:

  1. Herbert

    Isso è muito mais comum do que a gente possa imaginar. Quando eu morava no Brasil, trabalhava numa multinacional na area de seguros e tivemos um problema serio com uma ex funcionaria por causa de transferencia de dados, principalmente dados de clientes. Ela era nossa gerente de atendimento a clientes e por isso tinha acesso a todas as informaçoes da area. Entao, ela recebeu uma proposta melhor do nosso concorrente e junto com ela foi todas as informaçoes dos nossos clientes. Entramos na justiça e fizemos a dununcia. O caso gerou um processo de civil e ela foi obrigada a nos pagar um valor altissimo de indenizaçao. Conseguimos provar que houve a transferencia de informaçoes, porque ela utilizou o email da empresa para enviar os dados para o email pessoal. Algumas empresas para se protegerem desabilitam os Drivers de CD, DVD e pen drive. Isso ajuda, mas nao resolve o problema. Para mim, transferencia de informaçoes corporativas, è crime e dos grandes! Tinha que dar è cadeia mesmo! Muito legal voce abordar esse assunto. Parabens !

    ResponderExcluir
  2. Oi Herbert,

    Adorei a widget. Vc como sempre, tem coisas muito legais e o blog está cada dia mais atual e interessante.

    O Business Blog deve sair do iG...uma pena, pois eles estão cortando vários colunistas e blogueiros, por falta de recursos.

    Devo ficar até o final do mês lá, mas pretendo continuar com o blog e estou negociando com o iG a migração dos arquivos para o Blogspot tb. Mas tá tudo tão demorado....

    Enfim, assim que tiver notícias te mando.

    Gde abraço e tuuuuuuuuudo de bom pra vc, sempre!
    Dri

    ResponderExcluir