16 de fev de 2009

Campanha contra a AIDS, no carnaval. Objetivo é a mulher madura.

cartaz campanha - mulher e camisinha

O Governo Federal está em fortíssima campanha contra a AIDS neste carnaval. Sem perder a visão geral, o foco - que no ano passado se dirigiu aos homossexuais - este ano se volta para as mulheres maduras.

Pesquisas estão indicando que as mulheres nas faixas etárias em torno dos 50 anos estão sendo vítimas, quase indefesas, do virus maldito por falta do uso de camisinhas.

É compreensível. Normalmente estas mulheres são casadas ou mantêm relações com um único parceiro. Confiam nele e são, miseravelmente, traidas. É assim, simples.

Como estão casadas e são fieis não têm coragem de exigir o uso da camisinha por parte do companheiro (normalmente o próprio marido). Querer que seus maridos usem preservativos é o mesmo que aceitar que são enganadas fora do casamento; e se isso é admissível, a desconfiança no parceiro passa a ser uma realidade e consequentemente o casamento entra em área de ruptura irremediável.

Interessante que este lado do problema não está sendo levado em consideração nas campanhas oficiais, ou seja, simplesmente sugerir que as mulheres casadas peçam aos maridos para usarem camisinhas não é realista em nossa cultura; principalmente nas regiões mais conservadoras e atrasadas.

Será tão dificil enxergar estas coisas?

Interessante que nem a mídia, em geral, está atenta para este prisma da campanha que pretende atingir as mulheres ditas maduras. Não li, ouvi ou vi nenhum jornalista comentar sobre esta falha nas campanhas oficiais.

Já conversei com ex-colegas de trabalho e alguns amigos e suas esposas sobre o tema e eles só confirmam esta limitação. Nenhuma mulher (bem) casada, com mais de 45 anos, vai pedir ao marido para usar camisinha quando forem manter relações. É fora de questão. Como é, então que o governo vai fazer campanha nessa direção?

Quem quiser que entenda! Por ora vamos ajudando nas campanhas que eles criam para as populações nas zonas de risco. É o mínimo que um blogueiro pode (e deve fazer).



TesteiraTesteiraTesteiraTesteiraTesteira
Imagem bandeira do Brasil (testeira)Imagem Saúde / Ministério da Saúde (testeira)
Página inicial

Campanha de Carnaval 2009 - Bloco da Mulher Madura
O público prioritário será a população feminina com mais de 50 anos.


campanha de Carnaval 2009 dará continuidade à campanha do Dia Mundial de Luta contra a Aids 2008 e terá como público prioritário a população feminina com mais de 50 anos (a anterior era voltada a homens).

A campanha é uma resposta à maior tendência de crescimento da epidemia entre mulheres. Além disso, a mulher nessa idade tem pouco poder de decisão no relacionamento.

Relativamente à faixa etária, dados epidemiológicos apontam que a incidência de aids etária praticamente dobrou nessa população nos últimos dez anos (de 7,3 em 96 para 14,5 em 2006). A taxa de mortalidade também tem aumentado (de 5,5 em 96 para 6,1 em 2006).

Os objetivos da campanha são:

  • Incentivar a mulher a conversar sobre sexualidade e falar sobre o preservativo.
  • Alertá-la para as vantagens do uso do gel lubrificante.
  • Fortalecer a mulher para que ela possa ter condições de exercer mais plenamente sua sexualidade.
  • Estimular a mulher a buscar o prazer na relação, mesmo depois da menopausa.

O Ministério da Saúde irá produzir um comercial para TV e um spot de rádio, além de materiais gráficos como folder, cartaz e mobiliário urbando (outdoors, busdoors etc.).

A arte dos materiais gráficos será enviada a partir de 30 de janeiro mediante solicitação pelo endereço eletrônico: publicidade@aids.gov.br.



13/02/2009, às 12h07

Qualidade de vida dá o tom das campanhas


Há 20 anos, governo federal, organizações não-governamentais e grupos de apoio da sociedade civil realizam campanhas informativas sobre prevenção às doenças sexualmente transmissíveis e Aids. Foram mais de 50 campanhas de massa. Na primeira, produzida pelo Ministério da Saúde, em 1988, a morte era muito presente na estratégia de comunicação para alertar a população sobre a importância de evitar a doença. “Hoje a morte não é mais usada como estratégia. Viver com Aids é uma realidade para 200 mil brasileiros e a associação com a morte pode aumentar o preconceito e a discriminação contra estas pessoas”, explica Mariângela Simão.

O mote da campanha deste ano é o “Bloco da Mulher Madura”. Formado apenas por mulheres acima dos 50 anos, o grupo valoriza o sexo seguro. “Homem sem camisinha a gente não atura, nem para uma aventura”, diz uma das protagonistas no filme de 30 segundos. O tema do carnaval deste ano dá continuidade à campanha do Dia Mundial de Luta contra a Aids 2008, lançada no 1º de dezembro, que teve como foco os homens com mais de 50 anos. Entre eles, o uso de camisinha também é baixo. Na pesquisa realizada em 2008, 63% afirmam não ter o costume de utilizar camisinha nas relações eventuais.

Pesquisa recente do MS mostra que 96% da população sexualmente ativa sabem que a melhor forma de evitar a Aids é usando o preservativo. Segundo Mariângela, apesar de não ser comprovado que há aumento dos casos de infecção de HIV durante o carnaval, as pessoas conhecem e aguardam por esta ação todos os anos. “Este é o momento em que as pessoas estão mais expostas ao álcool e a maior quantidade de parceiros. Um momento em que a camisinha precisa ser lembrada e distribuída. É uma oportunidade para colocar o tema em pauta na sociedade”.

Outras informações
Atendimento à Imprensa
(61) 3315 3580 e 3315 2351

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Blogs que me encantam!


..saia justa......† Trilha do Medo ♪....Blogueiros na Web - Ensinando o Sucesso no Blogger e Wordpress!..Emprego Virtual..Blog Ebooks Grátis....http://3.bp.blogspot.com/_vsVXJhAtvc8/ShLcueg5n2I/AAAAAAAACqo/sOQqVTcnVrc/S1600-R/blog.jpg..http://lh6.ggpht.com/_vc1VEWPuSmU/TN8mZZDF9tI/AAAAAAAAIJY/GWQU-iIvToI/banner-1.jpg....Divulgar textos | Publicar artigo....tirinhas do Zé........

Estatística deste blog: Comentários em Postagens Widget by Mundo Blogger

Safernet



FinderFox

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin