30 de jun de 2008

Idéias Geniais (Ethel Scliar)


Ethel Scliar é uma profissional respeitada e premiada no circuito do marketing. Veja, ao final do post o seu perfil, por ela mesma. Seu blog - Womarket - é um presente, não só para a turma da área, mas também para todos nós, navegantes da blogosfera. Atualizado, inteligente e leve, mesmo tratando de assuntos corporativos.
Este artigo, que pincei - não por acaso - de um dos seus blogs o Womarket (o outro é o Humoracido e não sei como ela consegue manter dois ?!?!) é um ótimo exemplo do seu estilo (perguntas dos leitores e respostas) e da sua experiência. Vamos a ele.
.

Idéias Geniais

"P.: Meu chefe quer que eu “dê o sangue”; vista a camisa, tenha idéias geniais todos os dias – idéias, aliás, que depois somem na gaveta dele e aparecem com o seu nome, meses depois. Ele esquece que tenho minha própria vida, mas morro de medo de perder o emprego... Vânia, Juiz de Fora
.
R.: Aqui temos duas questões: uma, a mistura entre os diferentes planos de vida – profissional, amoroso, familiar, social – quando as fronteiras não são bem definidas, um acaba por sufocar o outro. Este problema tem se agravado com a expansão do trabalho que é feito em casa, longe do tradicional ambiente empresarial. A outra questão é como ter idéias “criativas” tiradas da manga, a toda hora. Neste post, vou me concentrar no item criatividade e você verá as 5 opções de cartões para a Cristiane.
Diferente X Genial
A propaganda vive do mito da criatividade. Mas o que é uma idéia criativa? Muitos respondem que é algo diferente, que chama a atenção. Em propaganda, este conceito não funciona. Fazer diferente e chamar a atenção é fácil. Difícil é obter resultado, chegar onde se quer. Bote um homem pelado fazendo cocô na frente da loja. Pronto. Chamou a atenção, fez algo diferente. E daí? Alguém vai entrar na loja e comprar os produtos por causa disto? Então, não serviu para nada. Genial é aquela idéia simples, que pode ser realizada,que ninguém pensou antes – e resolve o problema. Mas como ter uma idéia assim? Bem, a verdade é que nem sempre temos idéias geniais no dia-a-dia da propaganda e do marketing. Assim como não temos idéias geniais para o convívio diário, para dar conta das encrencas de toda hora. No entanto, se não podemos ser geniais sempre, podemos evitar erros banais. Podemos ser eficientes e corretos. Ou seja: não vamos colocar o homem pelado na frente da loja. Vamos empregar estratégias que a gente sabe que dão certo. Isto é aplicar o conhecimento e a experiência dos outros a nosso favor. Para entender como fazer isto, vou contar como fiz a criação dos cartões da Cristiane. E, no final, você escolhe e vote naquele que achar mais bacana!
O briefing
O primeiro passo para ter uma idéia criativa, é saber para onde devemos olhar. Ou seja: é preciso entender o negocio. Saber fazer perguntas e obter informações. Eu fiz um questionário simples, perguntando algumas coisas básicas para a Cristiane: os dados objetivos(informações que o cartão deveria conter, quem iria receber, onde ela queria chegar) e alguns dados subjetivos (cores que ela gosta, estilo de vida, livros, musicas, dentre outras coisas). Também fiz meu dever de casa: fui lá e visitei todos os blogs dela, para conhecer um pouco a sua personalidade.
A análise
Os dados secos, por si, não valem nada. É preciso fazer uma leitura dos mesmos e tomar algumas decisões, que serão as diretrizes para criar. Primeiro impacto: Cristiane mexe com tecnologia. Idéia imediata: um cartão que mostre um conceito técnico forte. Segundo impacto: espera ai... Mas pelo que ela colocou de estilo de vida, pelos blogs, ela parece uma pessoa muito romântica, muito terna. Ou seja: o oposto. Portanto, eu diria que ela é “dois em um”. Conclusão: a criação tem que fazer uma síntese entre aspectos que parecem antagônicos. Isto pode ser interessante... Afinal, é uma tendência hoje, esta todo mundo cansando destes casulos separados, ou isto ou aquilo, ou se é racional, ou se é sentimental, ou se é do bem, ou se é do mal. A gente é um pouquinho de tudo!
Decisões
O NTE, Núcleo de Tecnologia Educacional, onde a Cristiane trabalha, não tem logotipo. Poderia criar um logo para eles, e fazer o cartão. Mas achei que fugia um pouco do “espírito do sorteio” que era criar um cartão para a pessoa. Portanto, o NTE entra, como endereço profissional, mas não é o foco principal. Outros detalhes: como as futuras impressões do cartão serão pagas pela própria Cristiane, nada de detalhes que vão encarecer o produto – formatos diferentes, recortes, 4 cores. Detalhes: o numero de cores, na impressão digital, não altera o custo. Mas se for impressão em gráfica, para maiores quantidades, isto vai influenciar. Decidi, no máximo, por duas cores (branco não conta, gente).
Criando
Decidido isto, mãos à obra. Tem uma técnica de interpolação (existem outras) que eu uso muito, para fazer aflorar idéias. Resolvi interpolar os dados da Cristiane com o Universo dos Planetas. Afinal, é uma abordagem que concilia aspectos de alta tecnologia, com uma abordagem sonhadora. Lembra foco, pesquisa, mira. Percebi que a letra C, de Cristiane, poderia ser estilizada para relembrar os anéis de Saturno, ou mesmo a Lua, de uma forma subliminar, criando quase um logo. Também poderia criar alguma opção associando com o foco de luz que sai de um laptop entreaberto. E assim fiz. O endereço do NTE, atual empregador, deveria ser facilmente excluído e substituído por outro, caso ela trocasse de instituição. Fiz alguns esboços. O resultado você confere no final do post. Os dados de endereço e fone foram substituídos por Nononono, linguagem universal da propaganda, para não divulgar aqui na Internet e evitar encrencas mil. Qual será o escolhido? Esperamos o seu voto!
A ESTRATEGIA
1.Para ser criativo, é importante alimentar-se com informações. Detalhe todos os dados que julgar importantes. Ninguém consegue criar do nada.
2. Analise estes dados, lendo nas entrelinhas.
3. Estabeleça algumas diretrizes para que a criatividade não fique a deriva. A dispersão faz o tempo passar e o papel continua em branco.
4. Utilize impulsionadores de criatividade. Um deles é interpolar. Pense no problema e busque associações escolhendo um Universo. Por exemplo: como este problema (no caso da Cristiane: tecnologia romântica) aparece no Universo dos Planetas? Outros universos: Universo dos Animais, Minerais; Universo dos Brinquedos, Universo dos Amigos. O termo “universo”, aqui, é utilizado para designar um conjunto, uma “família” de seres ou objetos.
5. Esboce as soluções que surgirem e ouça a opinião dos amigos para fazer os ajustes e tomar a decisão final.
Agora, dê uma olhada nos cartões da Cristiane e faça a sua escolha! Clique nas imagens para ver em formato maior. A qualidade foi reduzida para o arquivo ficar mais leve."[...] (ficou curioso para ver os cartões, então vá lá no Womarket para conhece-los com um leve clique no link
WOMARKET: Idéias Geniais e aproveite para navegar pelo blog.)


"Quem sou eu
Sou Ethel Scliar, publicitária, trabalhando com criação e planejamento, roteirista e outras coisitas mais. Trabalho há um tempão com isto, que nem te conto (e aí vão uns prêmios, livros publicados, palestras e afins). Adoro remexer nas estratégias e mostrar que nem tudo é tão complicado quanto os gurus adoram aparentar (para cobrar MUIIIIITO, é claro). Então,acabei abrindo dois blogs. Um é o WOMARKET para desvendar como este mundo imundo pode servir para ajudar nas batalhas nossas que não são poucas. O outro, é aquela história: rir prá não chorar. Não se pode perder a indignação jamais! É o HUMORACIDO. Entre que a casa é sua! "
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário