3 de fev de 2008

Um novo amigo em Portugal: Gabriel de Souza




Nas minhas "naveganças" pela blogosfera, visitei o blog portugues "Topa Tudo" (imagem da tela, está ai ao lado) de Gabriel de Souza, que deixou um simpático comentário aqui na Oficina onde disse: "Herbert , Também gostei muito do seu blog. Abraço, Gabriel"
.






Adorei o site dele. Leve, organizado e muito informativo. Destaco as "efemérides", na verdade as datas de aniversários de personalidades históricas ou atuais, de acordo com os dias em que ele publica o seu "post". Por exemplo Clark Gable nasceu no no dia 1 de fevereiro e lá no blog, nesta data, ele publicou uma imagem do grande ator americano e um texto com um resumo da vida dele. O início do texto diz assim:






"EFEMÉRIDE – Clark Gable, actor de cinema norte-americano e a maior vedeta dos começos do cinema falado, nasceu em Cadiz, no Ohio, em 1 de Fevereiro de 1901. Morreu em Hollywood no dia 16 de Novembro de 1960, após ataque cardíaco." (continua). Para continuar lendo clique aqui.
Em outra parte do site você será remetido para uma seção do blog que é o "Baú de Recordações", onde o Gabriel remete seu visitante aos eventos históricos, sempre ilustrados pela capa de uma grande revista ou jornal da época que noticiou o fato. Particularmente recomendo clicar aqui e veremos a capa da "Paris Match" de 1988 que relembrava o mágico e misterioso ano de 1968. O texto inicial do post diz o seguinte:



"BAÚ DE RECORDAÇÕES – Número especial de “Paris Match” (1988) para relembrar o ano de 1968 e, sobretudo, o “Maio de 68”, vinte anos volvidos. 1968, o ano de todos os perigos - Bob Kennedy foi assassinado como o tinha sido seu irmão, tanques do Pacto de Varsóvia acabaram com um “certo sonho” que germinava na Checoslováquia, no México os Jogos Olímpicos transformaram-se numa tribuna política do “Poder Negro” e na Nigéria imagens de crianças do Biafra faziam lembrar o holocausto. Entretanto a Europa está próspera, mas a juventude aborrece-se da vida que leva e quer mostrar a sua cólera. «Faz o amor e não a guerra» e «É proibido proibir» são slogans da época."
.
Vale a visita ao blog. Vamos lá em Portugal prestigiar o Gabriel de Souza que ele, e o Topa Tudo merecem.
_________________________________________________________________

Um comentário: