22 de fev de 2008

O que nasce primeiro, a solução ou o problema? (Por José Luiz Tejon*)

........................................................................................................................................................................ Artista: Auguste Stein - Getty Images
"Quando existe aquela perturbadora sensação de que não importa o que você faça nada vai resolver. Atenção! Você poderá estar frente a um típico caso de precisar pensar na nova solução e não nos velhos problemas"
.




"A tendência automática da nossa resposta é: criamos soluções para os problemas identificados. Será? Descobrimos antes o raio laser. A solução. Depois ele serviu para curar a catarata. O problema. Dois pesquisadores russos e um americano acabaram de ganhar o Prêmio Nobel de Física. Trata da supercondutividade e superfluidez, na área da física quântica.




A partir de materiais supercondutores, em condições de baixíssimas temperaturas, fica eliminada a perda de quase 40% de energia elétrica, que ocorre na transmissão convencional da eletricidade. Com certeza é uma solução que antecede espetaculares problemas novos, a serem identificados a partir dessa nova possibilidade científica.




O que vem primeiro no mundo? A solução ou o problema? Quando pensamos na nossa vida normal, nos negócios parece que estamos sempre identificando problemas para serem atacados. O velho chavão: "quem traz o problema que venha com a solução".




Na década de 80, numa experiência da qual participei e vivi bem de perto a experiência do que é correr atrás do problema ou o de fazer da solução o enfrentamento dos problemas. Estava na Agroceres (era a líder no mercado brasileiro de genética vegetal), e representávamos no Brasil uma das genéticas de frango de corte líder no mundo a Arbor Acres, dos Estados Unidos.




Tudo era realmente correr atrás dos problemas. Estruturas inadequadas, serviços que não resolviam os problemas dos clientes. Vendas fracas. Participação do mercado insuficiente aqui no Brasil. Uma concorrente forte liderava o mercado brasileiro com um produto muito competitivo para a época, bem equacionado e que não apresentava problemas para os criadores e integrações.




Tudo era só problema. Decidindo mudar, optamos por partir para a solução, versus continuar no sistema de "apagar incêndios"...(continua) .




Se estiver interessado em ler o artigo completo clique no link a seguir: O que nasce primeiro, a solução ou o problema?



----------------------------------------------------------------------------------------------------------------- .



O autor trata de uma tema que é comum nas corporações qual seja, a valorização do problema em detrimento da solução. Gerentes inexperientes tendem a se concentrar mais nos itens negativos dos problemas que devem administrar (Como aconteceu? Porque? Quem foi responsável?) do que nas soluções (O que fazer para corrigir? Qual o plano de recuperação? Quais providências imediatas já tomadas?). É bem diferente não é mesmo?



Há um conceito famoso, aprendido na programação neurolinguística **, que diz: "Se você pensar mais no problema do que na solução o problema aumenta e a solução fica longe." Por experiência pessoal posso afirmar que é a mais cristalina verdade - e não é meu privilégio porque são milhões de pessoas que sabem e aplicam este princípio no mundo corporativo e até nas suas vidas pessoais.



Há uma outra mensagem importante para se extrair do artigo: "não desprezem as idéias e "insigths" mesmo que, naquele momento em que surjam, não tenham aplicação. Podem ser soluções para grandes problemas que cada um enfrentará no futuro". É um ótimo artigo para ser ler e refletir.
-----------------------------------------------


*José Luiz Tejon Megido (www.tejon.com.br) é autor dos livros "O Vôo do Cisne", "O Beijo do Realidade" e "Liderança para Fazer Acontecer", pela Editora Gente"; professor de MBA de marketing e vendas da ESPM e mestre em educação, artes e história da cultura. . Este artigo foi lido 178 vezes e, numa escala de 1 a 5 recebeu nota 4,1 de leitores do site de Roberto Shinyashiki.

** Quem estiver interessado em conhecer um pouco mais sobre Programação Neurolinguítica pode clicar neste ponto e será redirecionado"`a busca do Google com 31.100 links relacionados.


______________________________________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário