29 de jul de 2011

Você está comprometido com sua empresa? Ou apenas satisfeito?

http://4.bp.blogspot.com/_faneZd0IuJk/TBvkAjDgDYI/AAAAAAAAAG0/gYtbfIfe-9k/s1600/marketing.jpg
T
rago-lhes mais um artigo que garimpei no "Nuestro Blog" do Grupo Finsi. Já até criei uma tag para abrigar os posts que estou publicando oriundos dessa jóia que descobri nas minhas andanças pela blogosfera (clique aqui).  
O tema de hoje é dos mais instigantes (característica dos artigos do blog espanhol). Aborda os conceitos sobre comprometimento ou compromisso dos trabalhadores de uma empresa confrontados com o que chamamos de "satisfação" em trabalhar para a mesma empresa.
Confesso que ainda não tinha colocados as coisas assim, frente a frente, mas ao fazê-lo percebi a profundidade da questão como colocada. Empregado satisfeito é o mesmo que empregado comprometido? Parem um pouquinho aqui. Releiam a perguntam e pensem a respeito.
O que é mais importante? Satisfação ou compromisso? Obviamente a resposta geralmente será compromisso. Entretanto é perceptível que essas mesmas corporações pouco fazem para medir os níveis de comprometimento dos seus recursos humanos. Normalmente as energias dos setores de RH nas organizações estão mais voltadas para "medir" por meio das famosas pesquisas de clima organizacional ou sócio-organizacional os índices de satisfação dos empregados. 
Li algumas pesquisas no Google e não estou seguro de haver percebido nelas a mensuração de "índices de compromisso" dos empregados para com seus empregadores. Creio ter uma experiência razoável como gerente - exerci, inclusive, por duas vezes a função de diretor de administração de organizações governamentais onde o departamento de RH estava sob minha gestão - e posso dizer, com base nela, que é muito pouca ou quase nula a preocupação dos setores governamentais com o comprometimento de seus servidores e as organizações as quais pertençam. 
http://www.sistemaeletrica.com.br/images/empresa2.jpgNo geral e salvo as exceções de praxe que confirmam a regra, os dirigentes dos organismos das Administrações Publicas não têm compromissos mais profundos com as empresas onde trabalham visto que, no geral, são oriundos de indicações políticas sem quaisquer vínculos anteriores com estas corporações. Por isso mesmo passa longe desses órgãos e instituições quaisquer preocupações em buscar o comprometimento dos empregados sob seus comandos. Esta é a verdade e quem discordar que assuma a tribuna.
Nas empresas privadas não é muito diferente exceção feita às organizações mais competitivas e com culturas administrativas globalizadas que atuem em mercados de acirrada concorrência. Estas organizações quando mergulham nas águas mais profundas da concorrência logo percebem que se não fortalecerem seus recursos humanos com a "vitamina" do comprometimento serão consumidas no fogo da imperícia, da inaptidão, da incapacidade e da incompetência. Caminho da falência com certeza. Pensem nisso.
Na empresa que vocês trabalham existem políticas que busquem desenvolver o comprometimento dos empregados com o projeto e os negócios da organização? Os funcionários entendem e participam dos planos e do planejamento da organização? A transparência das ações por parte dos dirigentes é parte das políticas da empresa?
Recomendo a leitura do texto abaixo (traduzido por mim do espanhol para o português com a ajuda do Google). Tenho certeza de que vocês vão ter muito em que pensar.


Clique no logotipo e visite o blog

[Tradução do texto em espanhol com utilização do Google Tradutor]
A busca de compromisso
Não há igualdade em considerar trabalhadores satisfeitos e trabalhadores comprometidos; a busca de satisfação não implica em compromisso.
Autora: Nuria Fernández López (clique na imagem abaixo para saber mais)

Nuria Fernández López
"Com índices de satisfação altos, como evidenciados por uma pesquisa de clima organizacional e alguns índices de rotatividade de pessoal brandos é possível um nível baixo de comprometimento entre os trabalhadores? A resposta é, sem dúvida, SIM.
Um trabalhador insatisfeito jamais poderá gerar satisfação em um cliente; provavelmente o seu comportamento irá resultar em tratamento inadequado e / ou na transmissão direta ou indireta de sua insatisfação.
Para isso, entre outras razões, todas as organizações estão em constante busca de satisfação dos seus funcionários. Com esse objetivo é que a partir dos setores de Recursos Humanos se  trabalha para alcançar a máxima motivação das pessoas e ligado a isso, mas em outra dimensão buscar o comprometimento, o envolvimento e a entrega dos empregados. Pessoas motivadas geralmente vêm a ser mais comprometidos com suas organizações.
Não cabe qualquer dúvida que é fundamental para qualquer organização ter funcionários satisfeitos; não podemos esquecer que para as empresas trabalharem corretamente a chave é o compromisso e a responsabilidade daqueles que as integram. As pessoas motivadas e comprometidas transmitem isso ao serviço ou ao produto que oferecem.
Não é a mesma coisa dispor de uma força de trabalho com empregados satisfeitos e trabalhadores comprometidos. Um funcionário comprometido é um profissional que entende o projeto da empresa, comunga com ele e trabalha para realizá-lo. A principal característica de compromisso é, portanto, o alinhamento de interesses entre a empresa e o empregado. Quanto maior é o alinhamento de interesses entre os dois, maior o compromisso do trabalhador.


A importância desse compromisso exige metodologias de mensuração mais complexas que a aquelas cujos resultados são conseguidos mediante as pesquisas de satisfação de clima sócio-organizacional, já que exige um alinhamento entre os interesses da companhia e os interesses dos empregados.
Não se deve confundir esse conceito de "Compromisso" com uma habilidade ou destreza pessoal - seja inata ou potencial;  na verdade é um sentimento a ser cultivado ou desenvolvido.  Para Daniel Goleman: "A essência do compromisso consiste em sintonizar nossos objetivos com as metas da organização, gerando assim um pacto fortemente emocional..."
Aqueles que internalizam as metas de uma organização estão dispostos a fazer "sacrifícios pessoais" quando for necessário. Um empregado comprometido é um profissional que entende o projeto de empresa, participa dele e trabalha para levá-lo a cabo. A maior parte das ações produzidas pelos setores de Recursos Humanos das empresas busca alcançar o compromisso de seus empregados.
Existe uma série de aspectos que podem ajudar a desenvolver o "compromisso". Entre eles, talvez o mais valorizado pelos trabalhadores seja a possibilidade de ter uma comunicação fluida e regular que permita expor, compartilhar ou discutir suas opiniões com seus superiores imediatos. Nessa lista está também o estabelecimento de acordos sobre compensações e benefícios, oportunidades de desenvolvimento, formação e treinamento, reconhecimentos, premiações, etc.
"Buscando permanentemente o compromisso alcançaremos a satisfação, mas buscando apenas a satisfação não alcançaremos o compromisso."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Blogs que me encantam!


..saia justa......† Trilha do Medo ♪....Blogueiros na Web - Ensinando o Sucesso no Blogger e Wordpress!..Emprego Virtual..Blog Ebooks Grátis....http://3.bp.blogspot.com/_vsVXJhAtvc8/ShLcueg5n2I/AAAAAAAACqo/sOQqVTcnVrc/S1600-R/blog.jpg..http://lh6.ggpht.com/_vc1VEWPuSmU/TN8mZZDF9tI/AAAAAAAAIJY/GWQU-iIvToI/banner-1.jpg....Divulgar textos | Publicar artigo....tirinhas do Zé........

Estatística deste blog: Comentários em Postagens Widget by Mundo Blogger

Safernet



FinderFox

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin