7 de dez de 2010

Criador do site WikiLeaks se entrega e é preso no Reino Unido


A Liberdade de Expressão está gravemente ferida com a prisão de Julian Assange (Wikileaks). O pior é a hipocrisia e o cinismo das autoridades que o perseguem e lamentavelmente como aval da INTERPOL. Todos sabem qual o verdadeiro motivo da prisão de Assange. Esse negocio de estupro, ou seja, o que for é um tremendo "H" para tirar o WikiLeaks de circulação.
Tenho certeza de que haverá uma reação de indignação mundial em protesto pela prisão do australiano. O mundo não aceita mais esse tipo de coisa. Só espero que a imprensa do Brasil, da America Latina e do mundo inteiro mostre aos EUA que eles não podem fazer o que querem e obriguem a Inglaterra a soltar Julian Assange em nome da liberdade de expressão. Leiam a reportagem da Folha.com.

Criador do site WikiLeaks se entrega e é preso no Reino Unido

Acusado pela Suécia de estupro e assédio sexual, Julian Assange, o criador do site WikiLeaks, se entregou à polícia nesta terça-feira, confirmaram as autoridades britânicas. Na lista dos mais procurados da Interpol, o australiano deve agora ser ouvido pela Justiça do Reino Unido. 


De acordo com informações divulgadas pela imprensa britânica, Assange estava escondido na região metropolitana de Londres durante as últimas semanas e foi oficialmente preso às 9h30 locais (7h30 de Brasília), após se entregar a uma delegacia no centro da capital do Reino Unido.
"Agentes da unidade de extradições da polícia metropolitana prenderam Julian Assange nesta manhã em nome das autoridades suecas por suspeita de assédio", disse a polícia metropolitana londrina em comunicado. Até o momento não houve comunicados do advogado de Assange, Mark Stephens. 

Imagem de arquivo mostra o criador do site WikiLeaks durante uma entrevista coletiva em Genebra, na Suíça

Um porta-voz do australiano, no entanto, afirmou à emissora britânica BBC que "a prisão de Julian Assange é um ataque contra a liberdade de imprensa e não vai interromper as atividades do WikiLeaks".
Assange deve ser ouvido ainda hoje num tribunal de Westminster, na região central de Londres. Os juízes britânicos devem decidir se o mandado de prisão emitido pela Suécia levará à extradição do criador do site que desde a semana passada divulgou mais de 250 mil documentos secretos do Departamento de Estado dos EUA. Ele nega todas as acusações.
Ainda na semana passada ele já tinha deixado claro que caso fosse preso pelas autoridades britânicas resistiria à qualquer tentativa de extradição. 

NEGOCIAÇÃO
Ainda na noite de segunda-feira (6), o advogado de Assange afirmou que ele e seu cliente estavam negociando um encontro com a polícia britânica. Assange estava sob alerta vermelho da Interpol, a polícia internacional, depois que a Justiça sueca emitiu uma ordem de prisão por acusações de estupro e agressão sexual.
"Nós estamos negociando um encontro voluntário com a polícia, para facilitar o preenchimento do questionário, como solicitado", disse Mark Stephens ao canal britânico BBC.
Stephens reiterou, contudo, que "Julian Assange não foi acusado de nada" -- e, portanto, não haveria motivo para sua prisão. Ele não deu detalhes sobre quando ou onde ocorreria o encontro.
Mais cedo, a BBC informou que a polícia britânica recebeu a nova ordem de busca internacional, emitida pela Suécia, contra Assange. A Scotland Yard não quis comentar.
A Suécia emitiu na sexta-feira (3) um novo documento, com a informação que faltava, e que foi entregue ao Reino Unido. O novo mandado permitiria a prisão de Assange, que está no Reino Unido, em endereço supostamente conhecido pelas forças britânicas. 


Reprodução
Página da Interpol na internet mostra Julian Assange entre os procurados, por crimes sexuais na Suécia
Página da Interpol na internet mostra Julian Assange entre os procurados, por crimes sexuais na Suécia

Segundo a imprensa britânica, as autoridades não puderam detê-lo na semana passada devido a um erro no primeiro mandado emitido pela Suécia. Assange enfrenta acusações de estupro e assédio sexual, mas a primeira versão do mandado incluiria apenas a sentença máxima para o mais grave dos crimes. As autoridades britânicas exigem que a pena máxima seja descrita para todos os crimes alegados.
Na sexta-feira, a porta-voz da Promotoria sueca, Karin Rosander, não soube informar se a nova versão do mandado já fora aprovada pelas autoridades britânicas como suficiente para realizar a prisão de Assange.
Já o advogado Stephens disse na quinta-feira (2) à agência de notícias Reuters que o mandado de prisão foi enviado de volta à Scotland Yard porque "não cumpria com a lei e era falho".
O paradeiro de Assange é desconhecido. Mas o jornal "Independent" afirma que ele está no sudeste da Inglaterra. Stephens disse apenas que os serviços de inteligência britânicos, como o de outros países, sabem sua localização, mas não confirmou se é na Inglaterra.
"A polícia (britânica) está sendo um pouco evasiva em suas respostas, mas sabe exatamente como entrar em contato com ele, assim como a procuradoria sueca", completou o advogado, que trabalha em Londres. 

INTERPOL
A Interpol informou na terça-feira (30) que emitiu um pedido de captura internacional contra Assange, procurado na Suécia por uma investigação de "estupro e agressão sexual".
Em 18 de novembro a Justiça sueca divulgou uma ordem de prisão contra o australiano de 39 anos com o objetivo de interrogá-lo por "suspeitas razoáveis de estupro, agressão sexual e coerção" em um caso ocorrido em agosto.
A Promotoria do país declarou que pediu o alerta internacional da Interpol para a prisão de Assange por que não conseguiu realizar o interrogatório do acusado. Stephens disse que as autoridades suecas rejeitaram diversas ofertas para conversar com Assange.


Editoria de arte/Folhapress

Assange vive entre o Reino Unido e a Suécia. Na mesma terça-feira, um advogado apresentou uma apelação à Suprema Corte sueca para contestar a ordem de captura.
Na quinta-feira (2), a Suprema Corte sueca negou-se a examinar o recurso, ratificando a ordem de prisão a Assange. "A Suprema Corte analisou o expediente e concluiu que não havia motivos para examinar o recurso", afirmou a mais alta instância sueca.
O advogado de Assange, que também representa a agência de notícias Associated Press, disse que seu escritório em Londres investigará se o caso sueco está ligado com as promessas dos Estados Unidos de processar quem estivesse por trás dos vazamentos.
Stephens reclamou que Assange ainda não recebeu uma notificação formal das denúncias impostas -- o que é descrito como um requisito legal pela lei da União Europeia. 

CASO
Segundo a Justiça sueca, ele cometeu estupro, assédio sexual e coerção ilegal contra duas mulheres. Os argumentos usados pela promotoria não estão claros, mas a prática de sexo desprotegido pode ser considerada uma categoria leve de estupro na Suécia. Assange manteve relações sexuais com duas mulheres, em datas distintas, enquanto dava palestras em Estocolmo.
Assange afirma que as relações foram consensuais. Segundo depoimentos das vítimas, o preservativo estourou com uma delas e com a outra Assange teria se recusado a usá-lo. A defesa de Assange alega que a ação da Suécia é uma retaliação em relação a vazamentos divulgados pelo WikiLeaks sobre o país.
Em um imbróglio judicial, a Justiça sueca chegou a reabrir a investigação sobre a acusação de estupro. A decisão reverte sentença da procuradora-geral em Estocolmo, Eva Finné, que fechou o caso de estupro por falta de indícios, mantendo apenas uma denúncia, por outra vítima, de assédio sexual. Finné, por sua vez, havia revertido a decisão de uma instância inferior de investigar a denúncia.
O caso chegou a render uma ordem de prisão contra Assange no dia 21 de agosto, retirada pouco depois. Assange nega as acusações e diz que as denúncias são uma tática do Pentágono para desmerecer seu site.
Há uma semana, a promotora federal, Marianne Ny, voltou a emitir uma ordem de detenção de Assange, que acabou escalada no alerta vermelho da Interpol.
Caso seja condenado, Assange pode receber sentença de até quatro anos de prisão.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Blogs que me encantam!


..saia justa......† Trilha do Medo ♪....Blogueiros na Web - Ensinando o Sucesso no Blogger e Wordpress!..Emprego Virtual..Blog Ebooks Grátis....http://3.bp.blogspot.com/_vsVXJhAtvc8/ShLcueg5n2I/AAAAAAAACqo/sOQqVTcnVrc/S1600-R/blog.jpg..http://lh6.ggpht.com/_vc1VEWPuSmU/TN8mZZDF9tI/AAAAAAAAIJY/GWQU-iIvToI/banner-1.jpg....Divulgar textos | Publicar artigo....tirinhas do Zé........

Estatística deste blog: Comentários em Postagens Widget by Mundo Blogger

Safernet



FinderFox

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin