20 de jul de 2009

Como você funciona sob pressão?

Excelentes dicas para se enfrentar as pressões - normais - do dia a dia. E elas estão lá, implacáveis, intermináveis, persistentes...


Não há um dia sequer na vida de um gerente que seja igual ao anterior ou similar ao próximo. Nada mais verdadeiro que o velho ditado que diz "a cada dia com sua agonia"? Ou aquele outro: " Temos que matar o leão do dia senão amanhã serão dois"? E o pior é que é verdade.


A tudo isto nós chamamos de... pressão". Normalmente só ao final dos dias nós as percebemos. Principalmente ao voltarmos para casa ou conseguirmos alcançar um nível de relaxamento. É quando elas - as pressões - se manifestam como são. É quando nós as chamamos de "stress".

Estarei simplificando? Claro que sim. É muito mais que isso e há um perigo oculto que pode ter custos muito altos para nossa saúde.


"Peguei" este texto na newsletter do Canal RH (clique no logotipo) e resolvi reproduzi-lo aqui para criar um ponto de reflexão em todos aqueles - incluo-me no "clube" - estão trabalhando sob pressão e não cuidam muito de si mesmos.


Vejam o que está escrito em um dos seus trechos: A liderança de qualidade não ocorre, defende o especialista, se em situações de adversidade o gestor não for capaz de abandonar rumos definidos previamente, “olhar para o que foi construído e perceber que o cenário mudou”.

Leiam com atenção e procurem achar seus caminhos



Sob pressão, fique firme: conte até dez para não explodir

Trabalhar na santa paz diariamente chega a ser uma utopia em alguns ambientes. Cobranças de prazos, resultados e a necessidade de ser gentil com quem às vezes é ríspido favorece tensões que se acumulam na vida dos profissionais. Quem não extravazar numa atividade física ou criativa corre o risco de explodir. Eis o que diferencia os bons gestores. Autocontrole é fundamental.

Marisa Torres
editora de Conteúdo


Na pressão, não há saída: mantenha o autocontrole

por Valéria Ignácio

É nas situações de pressão que se define o verdadeiro líder e, por isso, entre as competências exigidas dos gestores, equilíbrio e capacidade para lidar com desafios estão entre os principais atributos. Controlar o ímpeto de surtar é imperioso, sob pena de se perder a razão. Na opinião dos especialistas, trilhar o caminho do autoconhecimento e da reflexão é a forma mais segura de garantir a excelência na gestão de pessoas.

“Conduzir as pessoas para locais seguros é uma consequência natural das ações para os profissionais que têm autocontrole”, afirma o sócio-diretor da Dynargie Brasil, Sérgio Augusto Lopes. Especialista em gestão e liderança, ele enumera algumas virtudes essenciais ao bom gestor, mas assinala, antes de tudo, que o autoconhecimento não acontece sem disciplina e regras. Planejamento, visão de futuro e flexibilidade estão entre as principais qualidades que não podem faltar aos líderes, diz.

Conhecer os cenários futuros, observa Lopes, é um claro sinal de preparo para administrar situações de estresse. Isso porque “a capacidade de perceber a direção do futuro ajuda a ter controle e se antecipar às dificuldades”. Por isso a importância capital do planejamento, que indica caminhos.

A flexibilidade é outro atributo indispensável, como forma de complementar a necessária visão de futuro. A liderança de qualidade não ocorre, defende o especialista, se em situações de adversidade o gestor não for capaz de abandonar rumos definidos previamente, “olhar para o que foi construído e perceber que o cenário mudou”.

“O líder tem um compromisso extraordinário com resultados e somente com objetividade, disciplina e feedback pode responder a isso”, afirma o presidente da Trend School – escola de comunicação para negócios em inglês –, Oswaldo De Munno Junior. Disciplina, entende, não é diferencial, assim como a objetividade e o planejamento são as condições para não deixar o emocional prevalecer e barrar a ansiedade.

Avaliação de pessoas

A assertividade e a transparência na comunicação com as equipes são elementos que integram o elenco de pressupostos para manter o controle. Para o sócio-diretor da Dynargie, num contexto corporativo de crescente pressão pelo cumprimento de metas e alcance de resultados, quanto mais clara e objetiva for a comunicação, maiores as chances de se controlar a ansiedade. Além disso, destaca, é preciso também oferecer abertura aos subordinados para discutir problemas.

“O feedback está entre as principais ferramentas de gestão e desenvolvimento de que dispomos”, afirma Lopes. No seu entendimento “dar e receber” é fundamental para não esvaziar a dinâmica da confiança. Até porque o feedback de correção é muito mais difícil, pontua. “E não podemos esquecer que cada profissional da equipe reage de forma diferente às situações”.

Prevenindo os ‘surtos’

Para a psicóloga Maria Inês Rodriguez, que se dedica especialmente ao estudo do estresse, “o primeiro passo para evitar o descontrole é conhecer os próprios limites, identificar as fontes de estresse”. A partir daí, afirma, fica mais fácil criar estratégias psicológicas para lidar com o excesso de tensão. “Com esse conhecimento, a pessoa torna-se capaz de reconhecer em si mesma os sinais de aproximação do limite e os estressores desnecessários, fortalecendo-se para não sofrer efeitos negativos”, explica.

Se é necessária uma atitude imediata, ela sugere alguns truques rápidos e eficazes, começando por um copo de água, que deve ser tomado de forma pausada. Respirar profundamente é outra sugestão para controlar a impulsividade antes de resolver algum problema. Para completar, reservar cinco minutos do dia para fechar os olhos, respirar calmamente e se transportar para um lugar agradável. Na hora de voltar, vale a pena esticar o corpo como se tivesse acabado de acordar.

Vale lembrar que a firmeza no autocontrole não surge da noite para o dia, mas ao contrário, exige investimento e disciplina. Na cartilha para garantir o autodomínio, ganham destaque atitudes simples, que vão da alimentação equilibrada a técnicas de respiração e relaxamento.

Dicas para evitar o estresse

Alimentação: dieta rica em legumes, verduras e frutas; gordura, chocolate, café, refrigerantes e sal devem ser evitados.

Atividade Física: realizar caminhadas de 30 minutos com a regularidade mínima de três vezes por semana.

Relaxamento: 30 minutos diários de relaxamento livram corpo e mente de tensões acumuladas e preparam-nos para novos desafios. Vale música, TV ou um bate-papo.

Terapia: o auxílio profissional ajuda a desenvolver estratégias para solucionar ou mudar comportamentos inadequados causadores de estresse.

http://rainbowdivider.com/images/dividers/bar_12.gif

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Blogs que me encantam!


..saia justa......† Trilha do Medo ♪....Blogueiros na Web - Ensinando o Sucesso no Blogger e Wordpress!..Emprego Virtual..Blog Ebooks Grátis....http://3.bp.blogspot.com/_vsVXJhAtvc8/ShLcueg5n2I/AAAAAAAACqo/sOQqVTcnVrc/S1600-R/blog.jpg..http://lh6.ggpht.com/_vc1VEWPuSmU/TN8mZZDF9tI/AAAAAAAAIJY/GWQU-iIvToI/banner-1.jpg....Divulgar textos | Publicar artigo....tirinhas do Zé........

Estatística deste blog: Comentários em Postagens Widget by Mundo Blogger

Safernet



FinderFox

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin