sábado, outubro 02, 2021

Senador Eduardo Contarato - Lição emocionada de ética e preconceito contra a homofobia


(Texto de Herbert Drummond - Blog Oficina de Gerência)

Propositadamente, deixei o assunto esfriar um pouco nas redes e mídias, para abordá-lo como tema especial na Oficina de Gerência. Escrevo sobre o pronunciamento do Senador Fabiano Contarato, do Espírito Santo, na ultima sessão da CPI da Pandemia, 

Chamo de pronunciamento, mas na verdade o que o Senador pelo Espírito Santo transmitiu ao Brasil foi um ato de fé muito além de qualquer adjetivação. Uma denúncia emocionada e qualificada. Um momento de história contra homofobia estrutural no Brasil. 

Deixo de transcrever trechos ou partes da fala do Senador, pois estão fartamente informadas em todas as mídias e redes conhecidas. O que me interessa como foco neste post é a emoção, o conteúdo subjetivo e as consequências, na sociedade, do que disse o Senador.

Resumirei afirmando que foi o libelo de acusação contra a homofobia, mais contundente e completo que tenha sido visto, lido e ouvido nos últimos tempos. 

A lição desmoralizante, pública e constrangedora que recebeu o empresário Otávio Fakhoury, antes do seu depoimento na CPI da Pandemia, foi um preço pequeno, em face da odienta atitude homofóbica  que ele dirigiu ao Senador Contarato por ser ele uma pessoa homossexual. Leia abaixo o que escreveu o empresário:


O libelo acusatório do Senador, com sua gigantesca carga de indignação e sentimento, emocionou a todos que o viram e ouviram ali, na mesa diretora da CPI. Com certeza, as pessoas homofóbicas - e são muitas em nosso meio social - viram-se compelidas a enfrentar suas atitudes criminosas. Obrigaram-se a olhar no espelho e enxergar a verdadeira face e a dimensão de seus preconceitos. 

Acredito e aguardo que a acusação, legítima, que o Senador Fabiano Contarato dirigiu ao homofóbico empresário Otávio Fakhoury, gere os efeitos que dela se esperam. O pedido de desculpas feito pelo empresário foi um ato mecânico. Não há desculpas para esse crime. Desculpou-se, visivelmente, sem a mínima convicção.

De qualquer forma, o posicionamento e a justa veemência do Senador, produziram efeitos imediatos; surgiram apoios e solidariedades de todos os lados. Certamente vão motivar os movimentos anti-homofobia a protestar com mais vigor e mobilizar a sociedade civilizada para conquistar posições e leis que protejam os homossexuais e outras minorias contra a discriminação, intolerância, hostilidade, aversão e perseguição que esses cidadãos e suas famílias sofrem continuamente.

Coloquei abaixo, para completar o post, a íntegra da fala do Senador Contarato. Recomendo àqueles que lutam contra os preconceitos dirigidos às minorias em geral e aos homossexuais em particular que assistam o vídeo. 




Nenhum comentário:

Postar um comentário