21 de ago. de 2020

Sun Tzu - A Arte da Guerra - History Channel

Ficheiro:Bamboo book - binding - UCR.jpg
O início de A Arte da Guerra, em um livro de bambu da época do reino do Imperador Qianlong, século XVIII.

"Escrito no séc. IV a.C., há cerca de 2.500 anos, por Sun Tzu, um general e estratega chinês, o livro "Arte da Guerra" continua ainda hoje a ser admirado como fonte de ensinamentos na área da estratégia. De fato, muitos consideram "A Arte da Guerra" como a origem do próprio conceito de estratégia. Apesar de ser um tratado puramente militar, os conselhos e ensinamentos de Sun Tzu são perfeitamente adaptáveis ao mundo das empresas e dos negócios; basta para isso olhar para a concorrência como o inimigo e para o mercado como o campo de batalha." [Este texto está na apresentação de um vídeo no YouTube]


Coloquei o selo de destaque propositadamente no início do post. Reservo essa marca para os posts que julgo serem especiais na Oficina de Gerência. Nem de longe é meu propósito fazer a apresentação do vídeo-documentário que o History Channel exibiu há tempos (2016) sobre Sun Tzu e o seu tratado/livro "A Arte da Guerra" escrito no século IV a.C. Seria pretenciosos, supérfluo e redundante.

Quem foi Sun Tzu? - metallisson
Tudo que se fale, mostre ou se escreva sobre Sun Tzu e sua filosofia já terá sido publicado antes. Tudo bem... então porque todos os anos as editoras no mundo inteiro despejam sobre o mercado títulos e mais títulos sobre "A Arte da Guerra"? No Google são 421.000.000 de resultados! Obviamente porque vende, seria a resposta natural. Todavia tem que existir algo mais para que essa chama não se apague. Eu, humildemente, interpreto que é a eternidade dos pensamentos e a luz da sabedoria do general que perdura atravessando séculos e gerações.
Quem, querendo aprender o pensamento do florentino, leu "O Príncipe" de Maquiavel apenas uma vez? Quem não o tiver lido em mais de uma vez não terá apreendido a sua essência.
Assim é com a "A Arte da Guerra" e alguns outros livros clássicos que precisam de leituras e releituras para sua plena absorção. O maior deles, a Bíblia, a gente lê pela vida inteira e mesmo assim a cada vez é uma nova leitura não é mesmo? Já perdi a conta das vezes em que li, reli e folheei a "Arte da Guerra" e em cada uma delas tive insights diferentes. É muito forte!

Wilson Vieira - Jornalismo e Cultura: Sun Tzu 孫武 A Arte da ...
Fui buscar nos arquivos do blog e não achei nada, nenhum post de respeito na Oficina de Gerência sobre a milenar obra e seu mítico autor. Para reparar essa falta grosseira resolvi publicar aqui o vídeo completo do History Channel existente no YouTube que nos apresenta um documentário maravilhoso sobre o livro, seu autor e sua filosofia. É longo, duração de um filme, mas afirmo que vale a pena para aqueles que se consideram guerreiros na vida e querem vencer suas batalhas.
Faço apenas uma recomendação aos leitores. Assistam ao vídeo com muita atenção. Não percam a oportunidade.
Um detalhe importante para quem vai assistir ao documentário. O foco do History Channel está dirigido para a análise das recentes guerras dos EUA sob o foco da filosofia de "A Arte da Guerra”. Explica em detalhes e preciosos comentários a Guerra do Vietnam, A Batalha de Gettysburg na Guerra Civil Americana e a Invasão da Normandia na 2ª Guerra Mundial
Em paralelo o documentário vai mostrando as batalhas de Sun Tzu descritas por ele mesmo e os sucessos ou fracassos ocorridos nessas outras batalhas e guerras analisadas sob o foco da sua sabedoria. É uma aula de história sobre as guerras, tendo Sun Tzu como professor.
Afim de enriquecer o post e colocar os leitores no clima da filosofia de Sun Tzu reproduzi abaixo uma série de seus pensamentos. Experimentem transferi-los para a realidade de suas vidas, suas batalhas diárias e percebam a profundidade e a atualidade daquela mente privilegiada que os criou.
.
  • "Trate seus homens como seus filhos, e eles o seguirão aos vales mais escuros. Trate-os como filhos queridos, e eles o defenderão com o próprio corpo até a morte."
  • "(...) um comandante militar deve atacar onde o inimigo está desprevenido e deve utilizar caminhos que, para o inimigo, são inesperados..." 
  • "A invencibilidade está na defesa; a possibilidade de vitória, no ataque. Quem se defende mostra que sua força é inadequada; quem ataca, mostra que ela é abundante."
  • "(...) se não é vantajoso, nunca envie suas tropas; se não lhe rende ganhos, nunca utilize seus homens; se não é uma situação perigosa, nunca lute uma batalha precipitada..."
  • "(...) qualquer operação militar tem na dissimulação sua qualidade básica..."
  • "A estratégia sem tática é o caminho mais lento para a vitória. Tática sem estratégia é o ruído antes da derrota."
  • "Se você conhece o inimigo e conhece a si mesmo, não precisa temer o resultado de cem batalhas. Se você se conhece mas não conhece o inimigo, para cada vitória ganha sofrerá também uma derrota. Se você não conhece nem o inimigo nem a si mesmo, perderá todas as batalhas."
  • "Quando capaz, finja ser incapaz; quando pronto, finja estar despreparado; quando próximo, finja estar longe; quando longe, façam acreditar que está próximo."
  • "Mantenha-os sob tensão e canse-os."
  • "Atacai o inimigo onde não estiver preparado. Executai as vossas investidas somente quando ele não vos esperar."
  • "A vitória é o principal objetivo na guerra. Se tardar a ser alcançada, as armas embotam-se e a moral baixa."
  • "Aquele que é prudente e espera por um inimigo imprudente será vitorioso."
  • "Se numericamente és mais fraco, procura a retirada."
  • "É de suprema importância atacar a estratégia do inimigo."
  • "É preferível capturar o exército inimigo a destruí-lo. Obter uma centena de batalhas não é o cúmulo da habilidade. Dominar o inimigo sem combater, isso sim é o cúmulo da habilidade."
  • "Diante de uma larga frente de batalha, procure o ponto mais fraco e, alí, ataque com a sua maior força." - Princípio do Emprego Correto da Força.
  • "Se você descobrir o ponto fraco do oponente, você tem que afetá-lo com rapidez. Capture, inicialmente, aquilo que for muito valioso para o inimigo. Não deixe que seja revelado a hora do seu ataque." - Princípio das Vulnerabilidades.
  • "Quando cercar o inimigo, deixe uma saída para ele. Caso contrário, ele lutará até a morte."
  • "Um grande general não é arrastado ao combate. Ao contrário, sabe impô-lo ao inimigo."
  • "Comandar muitos é o mesmo que comandar poucos. Tudo é uma questão de organização."
  • "A vantagem estratégica desenvolvida por bons guerreiros é como o movimento de uma pedra redonda, rolando por uma montanha de 300 metros de altura. A força necessária é insignificante; o resultado, espetacular."
  • "Aquele que se empenha a resolver as dificuldades resolve-as antes que elas surjam. Aquele que se ultrapassa a vencer os inimigos triunfa antes que as suas ameaças se concretizem."
  • "Não é preciso ter olhos abertos para ver o sol, nem é preciso ter ouvidos afiados para ouvir o trovão. Para ser vitorioso você precisa ver o que não está visível."


Agora, o vídeo documentário: se não der para assistir todo de uma vez, faça-o em episódios, como se fosse uma série. Não deixe nenhuma parte sem vê-la.




Nenhum comentário:

Postar um comentário