21 de mar de 2010

Ayrton Senna faria 50 anos hoje, 21 de março...


Não vou me estender em um post de homenagem ao Senna. Já fiz isto em anos passados e na verdade eu e milhões de "sennistas" guardamos as imagens de Ayrton em qualquer momento que vemos, lemos ou ouvimos noticias sobre a Formula 1. Vou apenas guardar o momento e publicar esta reportagem que a revista Veja preparou para comemorar a data.
Fica sempre a saudade. Senna completaria hoje 50 anos. Meu Deus! Quando a gente lembra isso fica imaginando quantas alegrias e coisas boas perdemos ao perder o Ayrton. Me emociona, ainda, escrever sobre ele e tudo que ele representou para o espirito dos brasileiros em geral e para os esportistas em particular. 
Senna ultrapassou suas proprias fronteiras como atleta e desportista. Ele virou simbolo, mito e referencia. E não foi porque era um excepcional piloto de F-1. Isto o Fittipaldi e o Piquet também o foram ao lado de tantos outros brasileiros em muitos esportes. 
O que tornou Ayrton Senna o que ele é foi a sua historia de garra pessoal em busca das vitorias,  sua imagem de olhar determinado e invencivel, seu incomparavel carisma e doçura de tratamento;  porque não lembrar o seu espirito guerreiro e bem brasileiro de não levar desaforo para casa, o seu respeito pela opinião publica e pelo seu publico e mais uma extensa lista de qualidades (e muitos defeitos também, mas todos perdoáveis em um idolo). Ayrton era o nosso filho, nosso irmão mais velho ou mais novo. Era o simbolo de tudo que desejariamos para um brasileiro nos representar no planeta. E ele não nos faltou mesmo depois de sua morte fisica.
E fico por aqui porque já estou com os olhos marejados. Não sei explicar isso. Já estou na "melhor idade" (Ah! Quem inventou essa expressão só pode ser um gozador...) e não quero me emocionar assim, depois de tanto tempo, mas não consigo. Por isto encerro o texto. Leiam a reportagem da revista Veja que está muito boa e depois cliquem nos links que destaquei da propria matéria.

Ayrton Senna comemora mais um vitória na F-1
  •  
"O Brasil teve três campeões mundiais de Fórmula 1. Todos foram heróis nacionais, mas nenhum recebeu a idolatria de Ayrton Senna. Estrategistas frios, Emerson Fittipaldi e Nelson Piquet não se incomodavam em chegar em segundo, terceiro ou quarto lugar porque sabiam que a regularidade era o mais importante para vencer um campeonato. Senna não. Ele queria ser sempre o primeiro, quebrar todos os recordes. Não fosse a batida na Itália, que acabou com a vida do piloto, Ayrton Senna da Silva completaria no próximo domingo 50 anos de idade."

3 comentários:

  1. O Ayrton Senna sempre será um orgulho do nosso país, ele faz muita falta.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Linda homenagem!! Ele está eternizado no coração de todos nós brasileiros, com certeza!! Saudades da sua simplicidade e do seu patriotismo, coisas raras de se ver hoje em dia!!
    Uma linda semana p/vc.

    ResponderExcluir

Blogs que me encantam!


..saia justa......† Trilha do Medo ♪....Blogueiros na Web - Ensinando o Sucesso no Blogger e Wordpress!..Emprego Virtual..Blog Ebooks Grátis....http://3.bp.blogspot.com/_vsVXJhAtvc8/ShLcueg5n2I/AAAAAAAACqo/sOQqVTcnVrc/S1600-R/blog.jpg..http://lh6.ggpht.com/_vc1VEWPuSmU/TN8mZZDF9tI/AAAAAAAAIJY/GWQU-iIvToI/banner-1.jpg....Divulgar textos | Publicar artigo....tirinhas do Zé........

Estatística deste blog: Comentários em Postagens Widget by Mundo Blogger

Safernet



FinderFox

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin