13 de fev de 2012

Reflexão sobre a Arrogância

Nos blogs existem posts antigos que precisam ser reeditados e republicados. Seja pela qualidade do tema e atualidade do assunto, ou seja, pela demanda de acessos e comentários dos visitantes.
O post que lhes apresento abaixo é um desses. Além de tudo há uma questão digamos, técnica nesse raciocínio. Na verdade os posts mais recentes são normalmente os mais visitados. É natural. Assim, um post quando vai ficando para trás também perde sua "audiência", diminui seu "ibope"... Então acho válido que eles sejam buscados lá no fundo do baú e voltem para receber novas luzes da ribalta.
http://2.bp.blogspot.com/-duBzfZm8pGI/TdqvzjS9e9I/AAAAAAAAABc/Jd09og3P-2I/s1600/arrogante.gifEsse post foi publicado no dia seis de maio de 2008. Faz tempo... E na época teve como mote um gesto, melhor dizendo uma "dança" que entrou para a história política brasileira. Vocês vão saber quando lerem o post. Aproveitei e comentei. 
Todavia, o maior motivo para que eu produzisse esse upgrade do post foi o comentário recente  de um leitor (anônimo), dia 5 de fevereiro passado, que escreveu o seguinte (veja também o comentário ao final do post).
  • "Sou servidor público, e trabalho com muitas pessoas, superiores e subordinados; estou precisando muito de ajuda; pois noto que tenho muita arrogância, e quero ser sereno e aceitável".
Direi, como forma de ajudar o leitor, que livrar-se da arrogância realmente é muito, muito difícil, mas não é impossível. Uma ajuda com terapia profissional pode ser necessária, mas não suficiente. Entretanto o principal ele já fez. O nosso amigo começou sua jornada de forma excelente porque é uma raridade o arrogante reconhecer-se como tal. A partir dai terá que esforçar-se no seu ambiente de trabalho para se aproximar das pessoas (subordinados e superiores)  e fazê-las sentir que está se esforçando de verdade para mudar o comportamento e... mudar de verdade. 
Os arrogantes fazem-se sentir muito mais pelas atitudes do que pelos comportamentos. Logo, faça foco em suas atitudes arrogantes e comece por corrigi-las. Até a postura dos arrogantes é diferente (o corpo fala lembram-se?), por isso alterações de modos e maneiras devem ser buscadas incessantemente. Um conselho importante para nosso leitor (e demais interessados): não tenha pressa e nem ansiedade. Se quiser realmente mudar vai mudar, mas de forma natural. 
Sabemos todos que mudanças bruscas de comportamento não são bem recebidas nos ambientes sociais e corporativos. Enfim, o caminho é cem por cento personalizado. É  o arrogante quem vai traçar e seguir um plano de ação para ser uma pessoa mais simples, mais companheiro e principalmente menos orgulhoso, desdenhoso e insolente.
Estas são características comuns a todos eles. No momento em que nosso leitor perceber que não é em nada superior aos seus demais terá retirado de sobre os ombros o manto da arrogância e adentrado ao salão das pessoas normais. 

 Reflexão sobre a Arrogância
Há tempos estou procurando um bom artigo para provocar a reflexão, entre os leitores, sobre o sentimento da arrogância.  Procurei em um dicionário de sinônimos e vejam alguns tópicos que encontrei: altivez, amor-próprio, bazófia, egoísmo, empáfia, jactância, orgulho, ostentação, pedantismo, pose, presunção, soberba, vaidade e vanglória. Aliás, recuso-me a classificar a arrogância como... sentimento. Não é. Pelo menos na vida corporativa arrogância é sinônimo de envenenamento do espírito, da consciência, do comportamento e das atitudes.
.
http://g1.globo.com/Noticias/Politica/foto/0,,9226105,00.jpg
Com toda certeza o "sentimento" da arrogância ainda não foi estudado pelos pesquisadores dos comportamentos no universo corporativo. O que se sabe é muito pouco, possivelmente porque - como uma série de outras deficiências de caráter que assolam o ser humano - a arrogância nunca é confessada.
Coloquei a imagem da ex-deputada Ângela Guadagnin como ilustração do post porque ela é um dos símbolos mais atuais da arrogância com a sua famosa "dança da pizza" no plenário da Câmara de Deputados. Assista ao vídeo.

 Tão logo ficou claro aos primeiros minutos desta madrugada que a Câmara salvaria o mandato do deputado João Magno (PT-MG), acusado de ter recebido grana de Marcos Valério, a deputada Angela Moraes Guadagnin (PT-SP) protagonizou uma inesquecível cena de falta de respeito. Ela deixou o lugar onde estava sentada nas primeiras fileiras à esquerda do plenário e saiu dançando para manifestar sua alegria com a absolvição do colega de partido. Angela é médica pediatra. Foi prefeita de São José dos Campos entre 1993 e 1996 e exerce pela segunda vez o mandato de deputada federal.

 

Vamos conhecer o texto de Agnaldo Pila que está no site http://www.avt.com.br/.


ARROGÂNCIA
Acima da capacidade intelectual e profissional, está a capacidade de reconhecer que nenhuma verdade é absoluta. Ter a humildade em admitir o próprio erro, mesmo que isto represente situação adversa, é digno e nos aproxima das outras pessoas.  O segredo do sucesso, começa por ser querido pelas pessoas.
 http://wwwdelivery.superstock.com/WI/223/4048/PreviewComp/SuperStock_4048-6469.jpg  A chance de se obter sucesso é inversamente proporcional ao número de inimigos que você cria. Ter autoconfiança, sim. Ser arrogante, JAMAIS.  Não confunda arrogância com coragem, ousadia liderança ou segurança.
  Os arrogantes colecionam fracassos (nem sempre financeiros), mas todos sempre são justificados e cada justificativa incabível, gera outro fracasso e o ciclo nunca é interrompido. 
  O arrogante tem características facilmente notadas:
  • Jamais se considera arrogante. Em sua opinião, ele apenas defende suas posições e princípios.
  • Quando fracassa, a culpa é dos outros ou a sorte não o acompanhou.
  • Cobiça o sucesso dos outros, mas é claro que não assume isso, “afinal ele é a personificação do sucesso”. E se esse sucesso pertence à alguém próximo, isso o incomoda profundamente a ponto de lhe fazer mal.
  • Nunca elogia ou enaltece a conquista dos outros. Sempre encontra um defeito ou desmerece tal conquista.
  • Quando "reconhece" um erro, o que é muito raro, justifica-o mentindo ou omitindo detalhes.
  • Exige ser ouvido, mas não dá ouvidos a ninguém.
  • Quando solicita opinião, é apenas um meio de autoafirmação. Seu desejo é ser aprovado, caso contrário desconsidera a opinião dada.
  • Humilha e destrata quem o desagrada ou tem opinião diferente da sua.
  • É um verdadeiro especialista em dizer frases infelizes.
  • Acha que tem controle sobre tudo, inclusive sobre as pessoas.
  • Tem solução para os problemas alheios, mas jamais consegue resolver os seus.
  • A sua palavra obrigatoriamente prevalece sobre qualquer outra.
  • Sempre enaltece suas supostas qualidades.
  • No auge de sua falsa modéstia, diz que seu maior  “defeito” é ser perfeccionista.
  • Critica à todos, porém desconhece o que seja autocrítica.
  • É egoísta, mas exige solidariedade das pessoas.
  • É mentiroso e acredita na própria mentira.
  • Não é respeitado e sim, temido.
  • Dificilmente agradece por um favor recebido, pois jamais reconhece que o recebeu.
  • Considera-se o melhor amigo, o melhor conselheiro, o melhor filho, o melhor pai, o melhor marido, o melhor amante, o melhor profissional, o melhor sujeito e por isso raramente muda de atitude.
  • Passa a vida pensando que é querido por todos, quando na verdade é odiado por muitos.
  • Muitas vezes, tem uma vida infeliz ou medíocre, se achando a pessoa mais feliz do mundo.
  • O arrogante termina a vida se arrependendo tarde demais por tudo o que causou aos outros e à si mesmo.
http://cache4.asset-cache.net/xc/128225849.jpg?v=1&c=IWSAsset&k=2&d=D750B19906D79052B432E27D7DF02A0075BC414A29013AC6BE75286FDF45E7CEAs vezes, agindo com a arrogância, algumas pessoas conseguem o que querem à curto prazo, mas a longo prazo perdem o que há de mais precioso na vida: a amizade, o respeito e o carinho das demais pessoas. O indivíduo "tem tudo na vida", mas não se sente feliz.
O arrogante é cercado por uma nuvem negra de problemas que afeta todos aqueles que por uma infelicidade, estão ao seu lado.   Distancie-se dele !
.
As pessoas de grande arrogância não possuem integridade, vacilando e mudando de opinião conforme a situação. Fazem guerra, matam, roubam, enganam e se justificam inventando um motivo nobre. Agem com arrogância os que ensinam aos outros o que eles próprios desconhecem. Quem não sabe para si, não ponha escola. O arrogante certamente considerará este texto, como sendo arrogância de quem o escreveu ou simplesmente continuará justificando seus atos e tentando mostrar qualidades onde não existem.
Se desejar utilizar o texto em artigos, blogs e outras publicações, solicito que haja citação de que foi retirado do site: www.avt.com.br
 Abaixo, uma das historinhas mais famosas sobre arrogância:
O diálogo abaixo é verídico, e foi travado em outubro de 1995 entre um navio da Marinha Norte Americana e as autoridades costeiras do Canadá, próximo ao litoral de Newfoundland.
Os americanos começaram na maciota: 
- Favor alterar seu curso 15 graus para norte para evitar colisão com nossa embarcação. 
Os canadenses responderam de pronto: 
- Recomendo mudar o “seu” curso 15 graus para sul. 
O americano ficou mordido:
- Aqui é o capitão de um navio da Marinha Americana. Repito, mude o “SEU” curso. 
Mas o canadense insistiu: 
- Não. Mude o SEU curso atual. 
O negócio começou a ficar feio. O capitão americano berrou ao microfone: 
- ESTE É O PORTA-AVIÕES USS LINCOLN, O SEGUNDO MAIOR NAVIO DA FROTA AMERICANA NO ATLÂNTICO. ESTAMOS ACOMPANHADOS DE TRÊS DESTROYERS, TRÊS FRAGATAS E NUMEROSOS NAVIOS DE SUPORTE. EU EXIJO QUE VOCÊS MUDEM SEU CURSO 15 GRAUS PARA NORTE OU ENTÃO TOMAREMOS CONTRAMEDIDAS PARA GARANTIR A SEGURANÇA DO NAVIO!! 
E o canadense respondeu:
- Aqui é um farol, câmbio!
 
"Quantas vezes criticamos a ação dos outros, quantas vezes exigimos mudanças de comportamento nas pessoas que vivem perto de nós, quando na verdade nós é que deveríamos mudar nosso rumo..."
 

5 comentários:

  1. Ótimo texto de reflexão.
    Principalmente na área de gestão, temos que ter cuidado com a disputa de poder e acabar sendo arrogantes perante os demais.

    ResponderExcluir
  2. Olá Jefferson, bem-vindo ao galpão da Oficina de Gerência. Você tem plena razão. Eu mesmo já fui "vítima" desse "veneno". O pior é que não temos muita consciência disso durante o processo. Consegui me livrar depois que tomei uma "pancada" e pude ter tempo para refletir sobre meu comportamento e minhas atitudes anteriores. Creia, é um "puro veneno". Os amigos verdadeiros, nessas horas, são muito importantes. Lembre-se que eu disse amigos verdadeiros.
    Grato pela visita e volte sempre.

    ResponderExcluir
  3. sou servidor publico, e trabalho com muitas pessoas, superiores e subordinados; estou precisando muito de ajuda; pois noto que tenho muita arrogancia, e quero ser sereno e aceitavel

    ResponderExcluir
  4. Herbert

    É um prazer vir aqui.
    Vou embora sendo uma pessoa um pouquinho melhor.
    Muito obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eliana, você - como sempre - se excede nas gentilezas. Eu é que me sinto honrado pela visita de uma blogueira da sua categoria. Estive no Espaço Mensaleiro e percebi que você montou outro blog, o Vida Analfabeta. O importante é que você continua na blogosfera. Grande abraço e volte sempre

      Excluir

Blogs que me encantam!


..saia justa......† Trilha do Medo ♪....Blogueiros na Web - Ensinando o Sucesso no Blogger e Wordpress!..Emprego Virtual..Blog Ebooks Grátis....http://3.bp.blogspot.com/_vsVXJhAtvc8/ShLcueg5n2I/AAAAAAAACqo/sOQqVTcnVrc/S1600-R/blog.jpg..http://lh6.ggpht.com/_vc1VEWPuSmU/TN8mZZDF9tI/AAAAAAAAIJY/GWQU-iIvToI/banner-1.jpg....Divulgar textos | Publicar artigo....tirinhas do Zé........

Estatística deste blog: Comentários em Postagens Widget by Mundo Blogger

Safernet



FinderFox

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin