23 de set de 2012

Sentimentos e emoções... Você sabe a diferença?



Tenho regularmente publicado posts do blog espanhol "Nuestro Blog" (clique no logotipo abaixo) que é mantido pelo Grupo Finsi formado por três empresas: NM, formación y consultoría, Davinchi, Diseño y Nuevas Tecnologías e Producciones DolceBit. Elas formam "um grupo empresarial que engloba uma equipe multidisciplinar orientada a aportar soluções de forma global. Responde ao objetivo de satisfazer  cada vez mais às complexas necessidades organizacionais de seus clientes"
No campo dos conceitos organizacionais relativos aos recursos humanos, treinamento, liderança e afins considero a página do grupo uma das melhores que conheço na blogosfera e tanto é assim que abri inclusive uma tag para abrigar os posts que traduzo e publico aqui na Oficina de Gerencia (clique aqui). Assinei a newsletter deles e nunca me arrependi.
Só não produzo mais posts por conta do trabalho que dá para traduzir. O espanhol escrito é relativamente fácil de ler, mas a tradução para o português exige um pouco de tempo. 
Veja abaixo um pequeno vídeo promocional que explica o trabalho do Grupo Finsi.



Estou inclusive pensando em postar os artigos do Grupo Finsi mesmo em espanhol confiando que os leitores do blog não terão maiores dificuldades em lê-los. São excelentes e fico frustrado por não postá-los em maior número.
No texto abaixo a consultora Núria Fernández López que faz parte da equipe do Nuestro Blog aborda um tema dos mais interessantes e o faz com excelente nível de entendimento para os leitores. Vocês já pensaram em separar os sentimentos das emoções? Aposto que não. Pois a autora do artigo demonstra as diferenças entre os dois conceitos e nos passa informações muito úteis para compreensão das relações humanas. Leiam abaixo um curto trecho que coloco para suscitar a curiosidade dos leitores:
  • [...] "Alguns estudiosos das emoções centram a diferenciação entre sentimento e emoção na duração de cada uma, a emoção tem um tempo menor de registro do que o sentimento". As emoções, portanto seriam um estado de excitação ou perturbação mais ou menos espontânea e pode durar desde segundos até algumas horas. As emoções são curtas, mas o sentimento é longo.[...]

http://www.grupofinsi.com/img/fondoTop.jpg
Clique no logotipo acima e conheça esse blog sensacional

A confusão entre sentimento e emoção

As emoções são respostas automáticas e os sentimentos são o rótulo de reação emocional.
 
Sentimento e emoção são dois termos que muitas vezes nos levam à confusão. Em muitas ocasiões, emoção e sentimento são utilizados como sinônimos, ainda que sejam conceitos qualitativamente diferentes.
Certamente esta confusão entre os dois termos vem de longo tempo porque ao longo da história a utilização dos diversos termos emocionais não tem sido clara, precisa e limitada.
  • O sentimento surge de uma expressão originária do latim "sentire", que significa pensar, opinar, ou dar-se conta de algo.
  • O conceito de emoção vem do  latim "emotio" que significa "movimento ou impulso."
As emoções são um conjunto complexo de respostas químicas e neurais que formam um padrão. São respostas produzidas pelo cérebro provocadas por estímulos.
Os sentimentos, ao contrário, surgem da avaliação consciente que fazemos da percepção de nosso estado corporal durante uma resposta emocional. Os sentimentos são conscientes e as emoções são inconscientes tanto que são reações automáticas a estímulos. Emoções são produzidas, em linhas gerais, por estímulos exteriores e interiores (recordações, memórias, pensamentos, lembranças). Elas geralmente aparecem de repente, inesperadamente, bruscamente, manifestando-se na expressão  corporal. 
Assim que tomamos conhecimento das sensações (alterações) de nosso corpo ao receber esse estímulo, a emoção se converte em sentimento. Isto é, quando percebemos que o nosso corpo sofre uma mudança (por exemplo: lindas borboletas voando e nos tocando) e estamos conscientes disso, rotulamos o que estamos sentindo (a emoção), neste caso, teríamos um sentimento de surpresa, alegria, prazer, satisfação...
Alguns estudiosos das emoções centram a diferenciação entre sentimento e emoção na duração de cada uma, a emoção tem um tempo menor de registro do que o sentimento.
As emoções, portanto seriam um estado de excitação ou perturbação mais ou menos espontânea e pode durar desde segundos até algumas horas. As emoções são curtas, mas o sentimento é longo. Poderíamos dizer que um sentimento é como uma corrente e cada um dos seus elos são as emoções. As emoções necessitam de um evento que as dispare, o qual pode ser interno ou externo; se este evento desaparece, normalmente as emoções que o acompanham também deixam de existir.

As emoções são específicas e reativas, são respostas automáticas. O sentimento  por outro lado é um componente subjetivo das emoções, é a etiqueta que uma pessoa coloca em uma emoção.
Os sentimentos também têm uma duração que é proporcional ao tempo  em que nossa consciência pensa deles. Podemos sentir tristeza, mas somente quando a nossa mente se concentra em um episódio triste, podemos sentir medo, mas só quando nos sentimos ameaçados, quando paramos de focar a consciência no tema a sensação desaparece. É por isso que algumas técnicas de controle de pensamento em diferentes situações, por exemplo, estresse, ansiedade nos levam a focar o nosso pensamento a diferentes estímulos para provocar sentimentos diferentes.
Um dos grandes estudiosos de emoções Richard. S. Lazarus (1991) considera sentimento e emoção como conceitos interrelacionados, onde a emoção englobaria o sentimento de forma que o sentimento seria o componente subjetivo ou cognitivo das emoções, ou seja, a etiqueta que a pessoa coloca na emoção.
Outro conceito que também podemos incluir próximo da emoção e do sentimento é o estado de ânimo. Os estados de ânimo (bravura, coragem, destemor, ousadia) não são emoções, mas estados psicológicos mais ou menos duráveis ​​e a partir dos valores que emprestamos e interpretamos os acontecimentos.
São sentimentos a alegria, a felicidade, a raiva, o enfado, a preocupação, etc, e são estados de ânimo a euforia, a depressão, a ansiedade, a angústia, a apatia, etc.

A autora é Nuria Fernández López é uma das mais frequentes articulistas do Nuestro Blog e tem uma enorme lista de textos publicados, todos mui atuais e de fácil entendimento. Para procurá-los basta clicar aqui. Estão todos em espanhol, mas não vejo dificuldades na sua compreensão. Qualquer dúvidas é usar o tradutor do Google. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Blogs que me encantam!


..saia justa......† Trilha do Medo ♪....Blogueiros na Web - Ensinando o Sucesso no Blogger e Wordpress!..Emprego Virtual..Blog Ebooks Grátis....http://3.bp.blogspot.com/_vsVXJhAtvc8/ShLcueg5n2I/AAAAAAAACqo/sOQqVTcnVrc/S1600-R/blog.jpg..http://lh6.ggpht.com/_vc1VEWPuSmU/TN8mZZDF9tI/AAAAAAAAIJY/GWQU-iIvToI/banner-1.jpg....Divulgar textos | Publicar artigo....tirinhas do Zé........

Estatística deste blog: Comentários em Postagens Widget by Mundo Blogger

Safernet



FinderFox

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin