quinta-feira, janeiro 07, 2021

Mal-educado corporativo. Conhece algum?

http://1.bp.blogspot.com/_qVqyGYVQUfw/SntAxDRrpdI/AAAAAAAAAB4/5hEpLVTyRLM/s200/mal_educado.jpgEsse é um dos temas preferidos, quando converso ou transmito minhas experiências nas palestras sobre o cotidiano corporativo. A quantidade dos mal-educados nos ambientes corporativos é, infelizmente, enorme. A exemplo do "cordão dos puxa-sacos", como diz a música ele, o dos trogloditas, "cada vez aumenta mais".
Deve ser dito, é minha opinião, que a maioria dos grosseirões o é por má formação familiar. A chamada "falta de educação doméstica". Pela série de razões que se queira aduzir eles simplesmente são mal-educados porque não foram corretamente orientados ou se preocuparam com esse "pequenino" detalhe das regras de convivência. 
Normalmente essas pessoas pouco se apercebem de como são desagradáveis e mal desejadas nos ambientes em que estejam. No trabalho então, são (quase) insuportáveis. Conviver diariamente e lado a lado com esses colegas é um sacrifício que nem todos estão dispostos a sofrer. 
Por isso esses indivíduos são evitados nas atividades corporativas em reuniões, grupos de trabalho e mesmo nos grupos sociais. Imagine o dano nas suas carreiras dentro das organizações.


Conheci muitos jovens talentosos e outros nem tão jovens que simplesmente jogaram suas carreiras no lixo pelos maus modos com que tratavam seus colegas e até seus superiores na hierarquia. 
Cheguei, em certas ocasiões, a aconselhar alguns desses "personagens" a procurar ajuda com psicólogos explicando-lhes o prejuízo que causavam a eles mesmos e ao grupo com as atitudes rudes e comportamentos malcriados. Confesso que meu índice de sucesso foi muito pequeno. Chego a pensar que, por motivos insondáveis para mim, esses tipos até gostam de ser como são. Quem vai saber...
O artigo abaixo, da HSM, é excelente ao discorrer sobre o assunto. Didático e orientador consegue passar algumas dicas importantes para que os maus hábitos corporativos sejam corrigidos ou não se instalem nas condutas e procedimentos de todos que devem conviver bem com seus companheiros nos ambientes de trabalho e fora dele também. 
Existem ainda muitos mais hábitos indesejáveis que poderiam ser colocados na lista apresentada no artigo. No Google, quem procurar vai encontrar inúmeros outros artigos sobre o assunto. Ao final do post coloquei um link sobre um outro artigo que considerei excelente para quem queira pesquisar um pouco mais.
Boa leitura e bom proveito.



Hábitos prejudiciais para a carreira
Zelar pela organização pessoal e tomar alguns cuidados nas relações pessoais são parte do desenvolvimento da carreira

Maus hábitos prejudiciais às carreiras profissionais e à vida.


Todos os profissionais cometem pequenos erros que ao longo dos anos geram um grande prejuízo profissional ou atingem inclusive, a vida pessoal. Isso acontece, geralmente, por causa dos maus hábitos que foram adquiridos em algum momento da vida e ao longo do tempo ficaram incrustados no dia a dia corporativo. 

Confira abaixo quais são os maus hábitos mais recorrentes e como evitá-los. As dicas são de Luciano Meira, consultor da FranklinCovey Brasil.

Os maus hábitos dentro de uma empresa podem ser divididos em três categorias:

1 - comunicação interpessoal;
2 -  gestão do tempo;
3 - postura no ambiente de trabalho.

Mas  como evitar os maus hábitos?

1 - Acerte na comunicação interpessoal

• Ouça mais
A comunicação é eficaz quando há um emissor e um receptor. Um dos maiores problemas das organizações é a falta da cultura de ouvir. “Em uma reunião é necessário deixar o outro se expressar. Pessoas ficam frustradas porque não conseguem ser ouvidas”, diz Meira da FranklinCovey. 

• Aprenda a usar o email
Outro problema  é a pouca preparação que as pessoas têm em relação ao uso do e-mail. Resolver conflitos por e-mail é um erro. Apesar de ser uma ferramenta de comunicação, não é possível resolver qualquer problema por ele. A melhor forma de por fim a um atrito é conversando pessoalmente com as pessoas . Outro erro muito comum é o de copiar muitas pessoas na mensagem: copie só aqueles que possam te ajudar a resolver o problema, uma ou duas pessoas no máximo.

• Chefes devem dar mais feedbacks
As pessoas abaixo de você gostam de ouvir diretamente como estão se saindo. As empresas não investem na cultura de dar e receber feedbacks, um dos  hábitos que precisam ser mais disseminados nas empresas. 

2 - Faça da gestão do tempo uma ponte para a qualidade de vida

• Não se atrase
Um dos piores hábitos dos profissionais brasileiros é a falta de pontualidade: evite chegar atrasado à eventos, reuniões e cumpra os horários.

• Seja eficaz
Durante uma reunião, não use celular ou, tablets e não navegue pela internet. Aprenda a se concentrar em um único tema.

• Evite a procrastinação
Enrolar durante o dia e deixar o serviço para ser feito de última hora é um erro. Trabalhar em ritmo de urgência muitas vezes não atrapalha só o procrastinador, mas também pode atrapalhar seu colega. Nem sempre os trabalhos são feitos individualmente. Atrasar um trabalho porque ficou enrolando até o último minuto é um desrespeito com o tempo dos outros. É preciso usar o tempo dos colegas de forma adequada. 

• Não deixe a vida te levar
Programe-se com antecedência. Tenha uma agenda mínima de planejamento do dia, da semana e do mês para ser cumprida. Saber seus compromissos ajuda a evitar a procrastinação. Vale usar metodologias como Getting Things Done e outras para administrar seu tempo.

3 - Boa postura gera bom relacionamento

• Evite criar  panelinhas (ou participar delas)
Essa atitude gera desconforto nas relações sociais.

• Resista à fofoca
Se tiver algo contra uma pessoa é preciso falar diretamente a ela. A fofoca destrói relações de confiança.

Clique aqui e acesse outro artigo sobre o tema

Nenhum comentário:

Postar um comentário