27 DE MAIO DE 2024 - 2ª FEIRA - DIA DO PROFISSIONAL LIBERAL



Abraço do blog




FRASE DO DIA

FRASE DO DIA

FRASE COM AUTOR

FRASE COM AUTOR

quarta-feira, 8 de novembro de 2023

Vasco dá esperanças à sua torcida... Vê-se luz no fim do túnel

 



Duas vitórias seguidas - uma fora de casa (Cuiabá) e a outra contra o líder do Brasileirão (Botafogo) - reacenderam a velha chama da fantástica, valente e fiel torcida vascaína. Ah! Como dá orgulho de pertencer a essa torcida!

Me emociona ver a massa vascaína naquela vibração de quem ganha o campeonato a cada jogo, a cada disputa. Em São Januário, a emoção tomou conta da torcida após a vitória contra o Botafogo antes de ontem (2ª feira). Foi uma loucura ver a alegria que a galera sentiu no coletivo ao ver o time jogar, pela primeira vez este ano, como sempre desejou.

Todos nós sabíamos que era um jogo cujo resultado definiria a trajetória do Vasco no Brasileirão; e o time incorporou tradicional espírito guerreiro das antigas tradições vascaínas de tantas glórias. Jogou de uma forma que nós, torcedores, ainda não tínhamos visto desde o primeiro rebaixamento, em 2008. E não estou exagerando.

Literalmente não havia bola perdida. Todos disputaram as bolas divididas com uma gana de final de copa do mundo; em ganhou mais de 90% delas. O Botafogo, simplesmente, não pode jogar. Não havia espaço, principalmente após o gol do Paulo Henrique.

O que eu digo: se o Vasco jogar as seis partidas que lhe faltam com a mesma disposição e garra, dificilmente será batido; mesmo pelos times que estão disputando a liderança do Brasileirão e que estão no seu caminho. Ainda faltam os jogos contra: América-MG (em casa) – Cruzeiro (fora) - Athetico-PR (fora) – Corinthians (casa) – Grêmio (fora) – Bragantino (casa).

O time alcançou 37 pontos. Precisa de mais 9 pontos para atingir 46 que é a marca considerada como linha de corte a ser atingida para continuar na elite.

  • Na primeira opção é ganhar três jogos entre os seis que faltam e pode até perder os outros três.
  • Na segunda opção, ganhar dois, empatar três podendo perder um.
  • Na terceira opção, ganhar um, empatar os cinco restantes, não perder nenhum e fazer 45 pontos, torcendo para que a linha de corte seja de 44 pontos. É a opção do desespero.

Ou seja, apesar da alegria (quase euforia) com a vitória sobre o Botafogo, ainda estamos longe da tranquilidade. Minha opção é a segunda porque a considero mais viável.

Todos os jogos dificílimos: Bragantino e Grêmio que – hoje - lutam pela liderança do campeonato e Athletico-PR que briga para entrar no G-6. Desses três jogos só pode perder um. Com os demais tem que, no mínimo, empatar com América-MG(em casa), Cruzeiro (fora) e Corinthians (em casa). Se ganhar desses três – o que é bastante viável - fica tudo resolvido. Pode jogar até com os reservas (brincadeira).

Considerando estes cenários, acho que podemos – nós, torcedores (sofredores) vascaínos manter acesa a chama da esperança, considerando a atitude do time contra o Botafogo. O que nos resta? Torcer, rezar, torcer, rezar e torcer, rezar.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Convido você, caro leitor, a se manifestar sobre os assuntos postados na Oficina de Gerência. Sua participação me incentiva e provoca. Obrigado.