21 DE JULHO DE 2024 - DOMINGO - DIA INTERNACIONAL DO TRABALHADOR DOMÉSTICO



Bem vindo

Bem vindo

FRASE DO DIA

FRASE DO DIA

FRASE COM AUTOR

FRASE COM AUTOR

terça-feira, 18 de abril de 2023

Paixão pelo Vasco da Gama - Querido, Amado, Eterno


Estou criando, no blog e com este post, a "tag" que intitulei de "Vasco da Gama". 
Quem me conhece sabe que sou um torcedor apaixonado pelo Vasco.  Eu falei "apaixonado"... não disse "fanático". Há uma grande diferença. 
Ah! Este é um post para vascaínos e também... para quem não gosta do Vasco, por exemplo, os flamenguistas (brincadeira).

Adoro o futebol; a tal ponto que, para ver os jogos mais de perto, em Recife, quando jovem e ainda estudante (anos 60), iniciei - meio que de brincadeira - uma "carreira de jornalista esportivo". Nesta "brincadeira", fiquei oito anos. Vejam uma foto minha (há muitos e muitos anos) entrevistando nada mais, nada menos que o Rei Pelé, na Ilha do Retiro em Recife. Mas isso é outra história.

Repórter da Radio Clube de Pernambuco, "Drummond", entrevistando Pelé
na Ilha do Retiro em 1968 ou 69.

Voltemos ao tema do post.

Escrevo essa introdução para justificar o meu amor pelo Vasco da Gama e consequentemente, a criação da tag. 

Recorrendo à memória, penso que minha paixão foi despertada em um jogo entre o Vasco e o Sport, em Recife, acho que pelos idos de 1956 quando o Gigante da Colina montou um timaço que conquistou muitos títulos  e chegou a ser base para a seleção brasileira na Copa do Mundo de 1950 (ver foto).


Abaixo o esquadrão do Vasco de 1958, time que vi jogar e que despertou minha paixão pelo futebol e pelo clube.


Então, ficamos assim: aqui no blog farei comentários gerais (esportivos e gerenciais), sob o ponto de vista do torcedor que sou, sobre o Vasco da Gama, comemorando o retorno vascaíno ao Brasileirão/2023 que começou esta semana.  E começou bem para o Vascão. Vitória difícil (2x1) sobre o Atletico Mineiro, no Mineirão. Sofrida mesmo.

Assisti ao jogo inteiro e não lembro de recentemente, haver torcido tão intensamente pelo cruzmaltino; mas valeu. Estreamos vencendo na volta à 1ª divisão e esse era o objetivo.

O mais importante foi ver o time, que está em formação, jogar com personalidade e mostrar um elenco unido e consciente daquilo que é o sonho da torcida  ou seja, fazer jus à grandeza e à história vencedora do Vasco da Gama.

Fico por aqui, mas voltarei sempre que julgar necessário. Não vou comentar jogos ou cornetar jogadores e técnico. Apenas exercerei o meu direito de torcedor ao escrever sobre o meu time, no meu blog, com a permissão dos leitores da Oficina de Gerência. Sempre com o respeito devido aos "nossos adversários". 😇😇😇

Para fechar, não poderia ser diferente, coloco uma imagem com a galeria dos escudos do Vasco ao longo da sua história e o vídeo com o hino que a torcida adora. 

Viva o Vasco da Gama! Aguardem os próximos posts.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Convido você, caro leitor, a se manifestar sobre os assuntos postados na Oficina de Gerência. Sua participação me incentiva e provoca. Obrigado.