15/10 - DIA DO PROFESSOR

15/10 -  DIA DO PROFESSOR
O Dia dos Professores é comemorado no Brasil anualmente em 15 de outubro. A data foi criada para homenagear esses profissionais que dedicam suas vidas à transmissão do conhecimento e ao desenvolvimento da educação no nosso país. Trata-se de um feriado escolar e não faz parte do calendário oficial como feriado nacional ou ponto facultativo. Portanto, é prerrogativa das escolas não ofertarem aula neste dia. O dia 15 de outubro foi escolhido para comemorar o dia do professor, pois em 15 de outubro de 1827, Dom Pedro I, Imperador do Brasil, decretou uma Lei Imperial responsável pela criação do Ensino Elementar no Brasil (do qual chamou “Escola de Primeiras Letras”), e através deste decreto todas as cidades deveriam ter suas escolas de primeiro grau. A comemoração começou em São Paulo, onde quatro professores tiveram a ideia de organizar um dia de parada para celebrar esta data, e também traçar novos rumos para o próximo ano. Esta data foi oficializada nacionalmente como feriado escolar através do Decreto Federal nº 52.682, de 14 de outubro de 1963. O Decreto define a razão do feriado: "Para comemorar condignamente o Dia dos Professores, os estabelecimentos de ensino farão promover solenidades, em que se enalteça a função do mestre na sociedade moderna, fazendo participar os alunos e as famílias". A nível internacional, o Dia Mundial dos Professores é celebrado anualmente em 5 de outubro.

sábado, outubro 05, 2013

Concurseiros, conheçam dicas de memorização da revista Exame.


http://3.bp.blogspot.com/-XDlKCImgkks/UPsTuwpuhRI/AAAAAAAAHb4/492vavf95y8/s640/inimigos+do+concurseiro+de+peruibe.jpg 

N
ão resisti em colocar esse artigo da revista Exame aqui no meu blog. Ele é mais especificamente dirigido aos concurseiros, ou seja, aqueles estudantes que buscam a admissão nos concursos para admissão na Administração Pública.
Como tenho filhos que ou já foram admitidos via concursos ou ainda estão estudando para tal, sei perfeitamente o quanto de sacrifícios pessoais precisam ser feito por eles - os concurseiros de verdade - para atingir seus objetivos.
É em homenagem a eles que abro espaço na Oficina de Gerência para postar esse texto -dirigido aos concurseiros - que versa sobre técnicas de memorização selecionadas e explicadas por um especialista que a Exame escolheu.
São quatro dicas, aparentemente sem nenhuma novidade ou “magia”, mas que servem para orientar estes guerreiros que se sacrificam por muitas horas a cada dia em busca de realizar o sonho do bom emprego. Tenho a maior admiração por todos eles.
Clique e visite o site
Especialista revela 4 técnicas de memorização 
Renato Alves, especialista em memória, mostra métodos para eliminar o branco da memória na hora da prova

Sem títuloÀ primeira vista, a lista quilométrica de assuntos exigidos pelos concursos públicos pode desesperar até o mais confiante dos candidatos. Afinal, diante dela, sempre fica a sensação de que o tempo para estudo é insuficiente e de que o "branco da memória" é inevitável.

Mas é possível gerenciar esses riscos. Para Renato Alves, um dos principais especialistas em memorização do país, a receita é simples: basta uma boa dose de organização e disposição para estudar da maneira correta.

Entre uma palestra e outra, Alves, que é recordista brasileiro de memorização, revelou alguns segredos sobre como guardar todo conteúdo exigido pelo concurso  e como tornar sua rotina de estudos mais eficiente.

Quer mesmo eliminar o branco da memória da sua lista de pesadelos pré-exame de concurso público? Então, confira as dicas nas próximas páginas

1. Organize-se

1. Organize-seSua meta é chegar no dia do concurso com todos os assuntos em mente? Então, desde já, aprenda a calcular a equação exata entre os minutos disponíveis para o estudo e o conteúdo exigido pela banca examinadora.

"O mais desanimador para um candidato é sentar na mesa e se perguntar: por onde eu começo?", diz Renato Alves. Por isso, a dica, é planejar previamente.

Assim que o edital for publicado, liste as matérias e o material que você usará para estudá-las. “Separe os assuntos entre aqueles que exigem estudo ou revisão”, explica.  Isso te ajudará a definir o tempo para dedicar a cada matéria.

2. Não basta ler

Papeis amarelos
Agora, de nada vale organizar uma  regrada agenda de estudos se você não sabe como estudar, de fato. Estudo exige concentração, dedicação e tempo. Por isso, não adianta passar os olhos pela apostila e achar que já sabe todos os conceitos.

Uma boa técnica de estudo é o hábito de fazer fichamento de todo conteúdo. “A estratégia é:  para cada parágrafo que você ler, defina algumas palavras chaves”, descreve. “Ao terminar a leitura, tente explicar para si mesmo a essência do texto com base nessas palavras chaves”

Assim, de acordo com ele, na hora de fazer a revisão, você precisará apenas recorrer às suas fichas de estudo. O resultado? Planejamento e rotina de estudos mais eficiente.

3. Repita

 3.  RepitaDe acordo com Alves, a repetição também é um fiel aliado na hora de guardar conceitos. Por isso, abuse da resolução de exercícios e simulados.

Uma dica para isso, no caso de questões que envolvem a memorização de uma fórmula, é fazer um cálculo que utilize essa fórmula a cada cinco horas durante quatro dias. “Você provoca uma estimulação nas redes neurais e, assim, constrói a memória de longa duração”, diz.

Mas ele alerta: a memorização efetiva só é construída a partir de conhecimento. Por isso, de nada vale sair decorando fórmulas ou macetes para resolver questões. É preciso, primeiro, compreender a lógica por trás de cada ação

4. Invista em você

4. Invista em você
Por outro lado, segundo Alves, o branco da memória pode ser um sinal de que algo não anda bem no organismo. Isso significa que é falsa a  teoria de que para passar em um concurso público é necessário sacrificar a própria vida.

Alves explica que antes de se aventurar por todas as matérias exigidas, o candidato precisa se lembrar de cuidar da própria saúde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário