1 de out de 2016

"Enfrente" seu novo chefe, mas com cuidados.

http://2.bp.blogspot.com/-IxbPEzh-xDQ/UcXY19H1CAI/AAAAAAAACe8/JKE7cj4JxfQ/s1600/Entrevista+de+emprego+5_thumb%5B2%5D.jpg

O dono da mesada  
(de Fernanda Lima)

Uma breve lista de cuidados para quem
ingressa no mercado de trabalho e vai
enfrentar aquela figura temida: o chefe 


A
 chegada ao mercado de trabalho é feita por uma sucessão de sustos. O maior, dizem os analistas, está ligado ao primeiro contato com ele: o chefe. O jovem aprendeu a romper a barreira do medo que o distanciava do pai e da mãe e passou a enfrentá-los em diversas ocasiões. Em seguida, descobriu uma fórmula para tratar de igual para igual o professor (e também passou a confrontá-lo). Na universidade, chegou até mesmo a participar de abaixo-assinados pedindo o afastamento de alguns deles. Com o chefe, que será uma figura essencial na vida do jovem profissional, a relação se dá em outro patamar. Segundo os especialistas em recursos humanos, a melhor forma de lidar com ele é conhecer algumas regras básicas de conduta. Cinco das principais são:
 
1.    Tratamento – Respeito tem limite. Nunca chame seu chefe imediato de senhor, ainda que a diferença de idade entre os dois seja muito grande. A formalidade denota desconhecimento das regras de convívio no local de trabalho. Guarde o tratamento pomposo apenas (e se for o caso) para o presidente da companhia.  

2.    Perguntas – Quem recebe uma missão do chefe jamais pode deixar a sala dele com dúvida. Em outras palavras, pergunte tudo a respeito da tarefa. Fazer isso significa demonstrar interesse pelo trabalho. Não há pior funcionário do que aquele que finge estar esclarecido, mas depois comete erros que poderiam ser evitados com uma pergunta a mais. "Quando tenho dúvidas, não penso duas vezes e procuro o chefe", diz o engenheiro paulista Leandro Solano Fariello, 23 anos, trainee da Rhodia. "Eles recebem treinamento para orientar os trainees." 


3. Bronca – As pessoas costumam fazer uma leitura equivocada a respeito da bronca. A repreensão pode ser um grande sinal de que o chefe quer melhorar o desempenho do profissional de sua equipe. "Quando o chefe não chama para o diálogo ou não cobra, é porque o profissional está passando despercebido", afirma Rosilene Chebilli, sócia da empresa de recrutamento e orientação para gestão de carreira Solução Recursos Humanos, em Belo Horizonte.

4.    Mau humor – O funcionário não pode querer que o chefe esteja à sua disposição. Ele precisa ter sensibilidade para identificar sua variação de humor. Se ele parece aborrecido ou irritado, só o procure quando não houver alternativa.

5.     Aumento – É difícil encontrar alguém satisfeito com o salário. Quem quer ganhar mais deve tocar no ponto diretamente. Só se recomenda um cuidado: antes de abordar o assunto, analise friamente se a qualidade de seu trabalho autoriza o pedido ou se esse é apenas o desejo de quem se sente no direito de ganhar mais. Se for o segundo caso, poupe-se de ouvir não.

   
    Este texto não é de minha autoria. Transcrevi para aguardar publicação no blog e esqueci de indicar a origem. Só ficou o nome da autora - Fernanda Lima (certamente não é a artista global) - que não consegui localizar no Google. De qualquer maneira fica o crédito. Quem localizar, por favor, avise-me.


Blogs que me encantam!


..saia justa......† Trilha do Medo ♪....Blogueiros na Web - Ensinando o Sucesso no Blogger e Wordpress!..Emprego Virtual..Blog Ebooks Grátis....http://3.bp.blogspot.com/_vsVXJhAtvc8/ShLcueg5n2I/AAAAAAAACqo/sOQqVTcnVrc/S1600-R/blog.jpg..http://lh6.ggpht.com/_vc1VEWPuSmU/TN8mZZDF9tI/AAAAAAAAIJY/GWQU-iIvToI/banner-1.jpg....Divulgar textos | Publicar artigo....tirinhas do Zé........

Estatística deste blog: Comentários em Postagens Widget by Mundo Blogger

Safernet



FinderFox

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin