17 DE ABRIL DE 2024 – 4ª FEIRA


FRASE DO DIA

FRASE DO DIA

FRASE COM AUTOR

FRASE COM AUTOR

segunda-feira, 4 de setembro de 2023

Vasco vai ter que subir a Colina de S. Januário, de joelhos, para ficar na Série A"

 


O empate do Vasco com o Bahia foi péssimo. O Vasco não tem muito espaço para "sofrer" empates. Derrotas? Nem pensar!

Fui fazer contas com a tábua de classificação e cheguei a algumas conclusões nada agradáveis para nós, torcedores vascaínos. Vi a entrevista do técnico Ramon Diaz dizendo, com muita ênfase, que o Vasco não vai cair.  Todos queremos o mesmo, mas no futebol competitivo querer não poder...

O Vasco jogou mal o primeiro tempo contra o Bahia ontem. Poderia ter, fácil-fácil saído para o intervalo com - pelo menos - 2 a 0 contra si. O time foi uma sombra dos dois jogos anteriores, denotando uma irregularidade que não tem mais cabimento de acontecer na situação atual do Vasco. Erros grosseiros de marcação, posicionamentos e passes principalmente.

Observem o que a "matemática de classificação do Vasco" nos informa;
  • O time tem 17 pontos ganhos em 21 partidas, ou seja, em 63 pontos jogados. Isto equivale a uma eficiência de meros 27 %.
  • No Brasileirão ainda faltam ser disputados 16 jogos (para o Vasco serão 17, pois tem um jogo a menos na tabela). A próxima rodada será a  22ª, para chegar ao final das 38 voltas.
  • Vamos ao Vasco: 17 jogos significam que serão 51 pontos em disputa.
  • O Vasco, para não cair, deve ter como meta - mínima e única - alcançar os 46 pontos (já expliquei isso no post da semana passada - clique aqui).
  • Se são 63 pontos em disputa e o Vasco já tem 17 ganhos, significa que para alcançar a meta (46) faltam 29 pontos para sair da zona de rebaixamento ao final do campeonato.
  • Isso, vale dizer, atingir a eficiência de 57% daqui até a última rodada. Importante lembrar que a eficiência do time nas 21 rodadas do Brasileirão chegou, apenas, aos 27%.
  • O Vasco terá de quase que, dobrar sua competência e o consequente rendimento do grupo (não vou chamar esse grupo de equipe, ainda).
  • Vamos convir que para se chegar a este nível há que não se desperdiçar algo que o Ramon Diaz não tem... tempo.

Me dei ao trabalho, então, de fazer um breve estudo (desculpem a pretensão) onde, relacionei quantas vitórias, empates e derrotas o Vasco ainda terá em sua campanha, para não cair abaixo dos 46 pontos. Vejam abaixo:

1º Cenário: nos 17 jogos que faltam ser disputados o Vasco obtém 10 vitórias, sem empates e pode ter até 7 derrotas. Neste cenário alcança os 30 pontos e com os 17 perfaz  e até ultrapassa os necessários 46 pontos; e permanece (com riscos) na 1ª divisão. Situação ideal.

2º Cenário: nos mesmos 17 jogos, o Vasco chega a 9 vitórias. Terá, então, que empatar 2 jogos para chegar aos 29 pontos e poder perder, no máximo, 6 jogos. (façam as contas).

3º Cenário: 8 vitórias (24 pontos); só poderá empatar 5 jogos para completar os 29 e perder  4 jogos (lembrar que só faltam 17 partidas...).

4º Cenário: Considerando que os leitores (principalmente os vascaínos) já entenderam a mecânica dessa "matemática", este cenário será de 7 vitórias (21 pontos); limite de 8 empates e derrota  só em 2 jogos.

5º cenário: 6 vitórias (18 pontos); terá de empatar os 11 jogos restantes para alcançar a meta dos 29 pontos; mas não poderá perder. Uma só derrota significará alcançar apenas 45 pontos e o risco total de ser degolado.

Conclusões óbvias e realistas, na pior situação o Vasco terá de conseguir trabalhar entre os 3º e o 4º cenários. O 1º, o 2º não são realistas e o 5º é utópico. Ou seja, a torcida terá que ficar fazendo contas até a ultima rodada.

Pessoalmente acho viável o Vasco, em 17 jogos ganhar 8, empatar 5 e perder 4; Tem elenco para isso, mas vai ter jogar muito mais que o que apresentou ontem contra o Bahia. E cada jogo será uma decisão.


No 2º turno do Brasileirão, até agora, só enfrentamos 3 clubes: Atlético-MG, Palmeiras e Bahia. Os 17 restantes serão... todos os outros. Os primeiros sete jogos (decisivos para saber se fica ou não na 1ª divisão) serão, pela ordem, Fluminense, Coritiba, América-MG (jogo atrasado), Santos, São Paulo, Fortaleza e Flamengo, dos quais 4 serão em casa e 3 fora. 

Aqui é importante lutar para que o estádio de São Januário seja liberado pela Justiça Comum que em decisão arbitrária (não sou eu quem o digo e sim toda a mídia esportiva e não esportiva) interditou o estádio com base numa denúncia, sem provas, do Ministério Público do Rio de Janeiro.  Absurdo!!!

Enfim, que os torcedores e especialistas da mídia façam as suas contas. Fiz as minhas. Como torcedor que ama o Vasco e quer sempre o seu melhor, confesso-me descrente, mas mantenho-me confiante que um "meio milagre" possa acontecer. Vai ser uma epopeia.

O mal que a "777 Partners" e sua SAF e a própria diretoria do clube (por omissão) fez ao Gigante de São Januário, no início do campeonato, pode ter sido uma ferida mortal. Resta-nos rezar e torcer. O plantel que hoje está no Vasco tem condições de conseguir chegar aos 29 pontos que faltam para o clube sair (de fininho) da zona da degola, mas como disse no título do post, "vai ter de subir a colina de São Januário de joelhos".

Se o elenco assumir o compromisso moral com o objetivo e se unir para valer com a torcida que não vai faltar com o apoio aos jogadores. Os atletas terão de ser heroicos e é isso que preocupa. "Dar o sangue" pelos seus clubes, não é muito comum à maioria dos atletas profissionais em nossos tempos... 

Vai ser muita luta e sofrimento...

Ver abaixo a classificação atual do Brasileirão

animated ribbon

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Convido você, caro leitor, a se manifestar sobre os assuntos postados na Oficina de Gerência. Sua participação me incentiva e provoca. Obrigado.