19/10 - DIA INTERNACIONAL DE COMBATE AO CÂNCER DE MAMA

19/10 - DIA INTERNACIONAL DE COMBATE AO CÂNCER DE MAMA

terça-feira, fevereiro 02, 2021

Verbo Haver - Cuidado com ele!!!

Uma das coisas mais comuns quando escutamos alguém se comunicar, falando ou escrevendo, é encontrar a aplicação errada do (temido) verbo haver.

É  um hábito de linguagem, mesmo nos melhores níveis de formação acadêmica, o emprego do verbo “haver” no passado de maneira errada: 

  • "Houveram muitos pedidos de acordo neste processo" ou
  • "Nesta organização, houveram muitos empregados que foram promovidos.



Mesmo aqueles que conhecem a forma correta de aplicar o verbo haver costumam escorregar, principalmente na linguagem falada. Quando se apercebem... já era. Caíram na armadilha.

Haver ou haverão? Havia ou Haviam?

Não é fácil dominar tantas variáveis. A chamada “Regra de Ouro” do Português é a de que “todo verbo deve concordar com o sujeito da frase”. A grande questão é que o verbo haver, por exemplo, quando aplicado no sentido de existir ou ocorrer, é considerado impessoal, quer dizer não tem sujeito. E agora?

As respostas a essas e outras dúvidas estão bem colocadas no artigo abaixo, transcrito da revista Exame. Boa sorte com a leitura e principalmente com as futuras aplicações do “famigerado” verbo haver

Clique aqui e visite o site

Haverão perguntas ou haverá perguntas, qual é o certo?


Por Editado por Camila Pati

* respondido por Vivien Chivalski,  do Instituto Passadori de Educação Corporativa

Talvez você já saiba como usar o verbo haver. No ambiente de trabalho, contudo, ouvimos e lemos, de vez em quando, frases como “haviam pessoas esperando”, “houveram problemas com o transporte da mercadoria” ou “haverão muitas perguntas sobre o assunto” – todas incorretas.

Para que não haja dúvidas, aqui está uma explicação simples sobre o tema. O verbo haver quando significa existir, suceder, fazer, ocorrer, acontecer é impessoal. Isso quer dizer que não tem sujeito e ficará sempre no singular.

É por isso que, para os casos acima, as frases corretas deveriam ficar assim: “havia pessoas esperando”, “houve problemas com o transporte da mercadoria” e “haverá muitas perguntas sobre o assunto”. Fácil, não?

Para facilitar um pouco mais, deixo quatro dicas sobre o assunto:

1 Sempre que o verbo haver tiver o sentido de existir, suceder, fazer, ocorrer, acontecer, não use as formas houveram, haviam e haveram. Use houve, havia e haverá.

2 Cuidado: o verbo existir não é impessoal, portanto você deve usar existem, existiram, existiam, existirão quando houver necessidade de plural.

3 Verbos impessoais exigem a companhia de verbos impessoais. Isso quer dizer que se haver vier acompanhado de um verbo auxiliar, ele também ficará no singular. Aqui estão alguns exemplos: “deve haver muitas perguntas sobre o assunto”, “poderá haver muitos problemas com a entrega da mercadoria”, “deveria haver respostas para isso”.

4 Se você já se viu usando o verbo haver no plural, pode ser que esteja certo. Nas formas verbais compostas ele é comum e correto. Nesses casos, pode ser trocado pelo verbo ter. Aqui estão alguns exemplos: “eu havia saído mais cedo”, “eles haviam (tinham) dado os recados”.

Em Tempo: Clique aqui e leia mais um excelente artigo sobre o mesmo tema.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário