14 de set. de 2020

Síndrome das segunda-feiras

Em homenagem à enorme legião dos adeptos do "Abaixo a Segunda Feira", trago para vocês um excelente texto que recolhi no site "Manual do Homem Moderno".

Devo dizer que faço parte da legião. Principalmente nas manhãs das segundas feiras. Como eu, devem ser muitos os que tiram férias nos fins de semana. Desligo mesmo. Assim, a cada segunda feira pela manhã sofro do chamado jet lag social. Sim, ele existe! Clique neste link .

Existe uma série de truques para não permitir que a síndrome das manhãs das segundas feiras (prefiro chamar assim) não prejudique o seu dia. No meu caso, basicamente, não marco reuniões, não tomo decisões importantes e procuro evitar assuntos irritantes. Se conseguir passar a fase da manhã - e nem sempre é possível - no período da tarde já estarei pronto para enfrentar a jungle.

O fato é que existe mesmo essa relação entre o seu mau humor e as segundas feiras. Se você não sofre desses sinais considere-se um afortunado, mas procure não forçar a barra com seu chefe se ele fizer parte da legião. Deixe os assuntos difíceis para a parte da tarde...

Mesmo que você não faça parte do time, leia o artigo abaixo. No mínimo vai ajudá-lo a compreender os colegas, e principalmente seu chefe, sobre como agir nas segundas feiras (pela manhã, preferencialmente).



shutterstock


https://manualdohomemmoderno.com.br/
Clique no banner e conheça o site

SÍNDROME DE SEGUNDA-FEIRA OU DESMOTIVAÇÃO PROFISSIONAL

Você é daqueles caras que comemora como ninguém o fim do trabalho na sexta? Bate o desânimo e sofre com a chegada da segunda-feira ainda no domingo, quando começa o Fantástico? Caso se identifique com esses sinais, você pode sofrer a Síndrome da Segunda-Feira.

Segundo uma pesquisa sobre motivação individual e de grupo da Universidade de Harvard, um funcionário de uma empresa pode passar toda sua carreira com um rendimento de 25% de sua capacidade e ainda continuar em seu emprego, mas o mesmo funcionário, motivado de forma correta, cresce em desempenho e atinge cerca de 80% de sua capacidade.

Especialistas apontam que este problema é cada vez mais comum e atinge muitos profissionais em cargos importantes, que se torturam pelo menos uma vez na semana ao lembrarem de que, no dia seguinte, terão de ir trabalhar

Eles questionam sobre suas próprias competências e sobre o seu valor dentro de grandes empresas. Pode levar também a outro problema, a Síndrome do Impostor.

Existem alguns sinais que podem se agravar ou não, de acordo com cada pessoa.

Síndrome da Segunda-feira | Blog do Pilako
  • Nos finais de semana ou feriados, pessoas podem cometer excessos com comida e bebida, trocar a noite pelo dia, emendar baladas consecutivas vezes. Assim, iniciam a semana com um cansaço além da conta, e o organismo com a necessidade de se recuperar dos hábitos abusivos do final de semana. Por isso, a segunda se torna ainda mais difícil.
  • Ter como hábito procrastinar todas aquelas atividades chatas e trabalhosas tanto quanto possível, resolvendo na última hora, arranjando desculpas para as não-entregas. Desse modo, a pessoa passa o final de semana preocupado com essas obrigações e a segunda-feira se torna um fardo muito grande de como lidar com esses aborrecimentos.

  • A pessoa não vê sentido no que faz, não se sente realmente útil ou enxerga uma evolução na carreira. Ela sente-se estagnada e percebe a atividade profissional como desprazerosa, sofrível e o início da semana é um parto para retomar essa atividade.

  • Ter uma expectativa elevada sobre sua carreira, buscando o tempo inteiro que ela traga possibilidades materiais para que você conquiste alguma satisfação emocional, ou seja, ter a sensação de que todo o desgaste e entrega que passou em uma profissão não ideal tenha valido a pena, para não sentir que está apenas lutando pela sobrevivência.

DICAS PARA SUPERAR A SÍNDROME DE SEGUNDA-FEIRA

1. Resolva as pendências até a sexta-feira
Não empurre ou adie as atividades para a semana seguinte. Tente adiantar o máximo de coisas e se manter ocupado durante a semana, mesclando entre atividades mais fáceis de serem executadas e as mais chatas.
Assim, você evita preocupação, estresse e ansiedade das pendências profissionais, além de eliminar cobranças e correria de entrega em cima da hora.
Passei dos quarenta e daí?: Síndrome da segunda-feira
2. Divida a diversão em pequenas partes durante a semana
Para evitar a ansiedade pelo fim de semana, procure balancear a diversão para a semana inteira. Marcar aquele cinema para quarta com a namorada, o happy hour com os amigos na segunda, além de intercalar com a prática de atividades físicas. Assim, você também passa a oferecer atividades prazerosas e não se sobrecarrega no final de semana e evita os excessos.

3. Reserve o domingo para atividades de lazer e relaxar
Tire o domingo para descansar, espairecer e não pensar no trabalho. Evite atividades muito intensas e que sobrecarreguem a segunda, como consumo excessivo de bebidas alcoólicas, ou viagens desgastantes.

4. Questione ou repense sua carreira
Um grande sintoma para a síndrome da segunda é não ver sentido para a sua rotina profissional. Viver em dias iguais, fazer tudo no automático, sem que haja consciência e significado no que se faz, isto somente torna tudo muito mais difícil de lidar.

5. Questione seu trabalho e sua profissão.

Caso não haja satisfação, mova-se para achar outras possibilidades. Faça cursos, procure especialização e, se você estiver perdido, busque orientação com um psicólogo ou coach.


Leonardo Filomeno
Jornalista, Sommelier de Cervejas, fã de esportes e um camarada que vive dando pitacos na vida alheia

Leia o artigo no original clicando aqui

Nenhum comentário:

Postar um comentário