4 de dez de 2007

Como conduzir uma sessão criativa e bem sucedida de "brainstorming"?

O "brainstorming" é parte essencial do processo de pensamento de um negócio ou nova idéia em toda e qualquer organização.

Quando adequadamente executado, pode conduzir a uma dinâmica e valiosa troca de idéias e iniciativas. Porém, quando mal conduzido, pode promover ressentimento, tensão interna e ser contra-produtivo.

Todos os participantes em uma sessão de "brainstorming" precisam recordar, sempre, de que nada do que é discutido ou criticado nestas reuniões tem caráter pessoal - é estritamente um negócio!

A seguir destacamos algumas dicas de como conduzir uma sessão, ao mesmo tempo criativa e bem-sucedida, de "brainstorming":


  1. Estabeleça o papel do líder este deve agir como facilitador, monitorando o fluxo das idéias e, principalmente, assegurando que todos tenham a possibilidade de falar, que não hajam interrupções e que a discussão permaneça no foco pré-determinado.
  2. O líder deve incentivar o desafio e o debate entre os participantes, o que torna a sessão muito produtiva.
  3. A hostilidade não é saudável e deve ser evitada, a todo e qualquer custo.
  4. Defina a tarefa e mantenha o controle na sua mão todos os membros do grupo devem claramente compreender qual é o objetivo final do negócio em questão.
  5. Antes que as soluções sejam sugeridas, os fatos disponíveis, bem como os desafios, devem ser revistos e discutidos.
  6. Indique o objetivo da sessão de "brainstorming" o caminho da sessão de "brainstorming" precisa estar totalmente desobstruído. A finalidade é gerar idéias, inicialmente, sem consideração para o seu mérito.
  7. Crie uma atmosfera positiva os participantes devem se sentir livres para favorecer que a comunicação seja aberta e honesta. A seleção de um ambiente neutro se faz necessária. Encontre uma sala onde os membros da equipe possam sair de seus territórios, abasteça os envolvidos com água e/ou sucos e comece a trabalhar.
  8. Grave as idéias um "flipchart" permite aos membros do grupo a visualização das idéias e discussão sobre àquelas que mais lhe interessam. Circule as notas, para permitir que todos participem ativamente no processo de pensamento criativo Incentive o fluxo das idéias não deve haver nenhuma avaliação precipitada no processo de "brainstorming".
  9. Os membros não devem procurar imediatamente "a idéia". O objetivo da equipe é a geração de várias idéias. A solução vai surgir, quase sempre, da conjunção dessas várias idéias.
  10. Monitore com cuidado uma comunicação verbal e não-verbal escute todos os membros do grupo. Também, preste muita atenção para as comunicações não-verbais. Isto vai significar, mais do que as palavras, como os membros se sentem em relação ao progresso do grupo.
  11. Selecione a melhor idéia - sumarize periodicamente o progresso do grupo. Se o entusiasmo apresentado for para baixo, reveja as idéias.
  12. Focalize a discussão, primeiramente, nos atributos positivos de cada idéia. Somente então focalize nos aspectos negativos. Com um processo de eliminação, identifique as melhores idéias e então faça a seleção final.
  13. Escolha uma idéia que se encontre inteiramente alinhada com o objetivo da tarefa e que todos os membros da equipe estejam dispostos a apoiar.
  14. Encaminhe este e-mail para sua rede de amigos para que eles também tenham acesso ao teste de Q.E. - Quociente Empreendedor.

Comentário: Este artigo é uma adaptação de um antigo texto que retirei do site da Catho. Desconheço o autor. Já testei este roteiro inúmeras vezes e não tem como dar errado. O único ponto que pode frustrar os resultados é uma má escolha do moderador.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Um comentário:

  1. Rocha Maia apenas um artista06/12/2007 12:25

    Observando muitos grupos trabalhando com a ferramenta do "brainstorming", tanto em empresas, ministérios e faculdades, pude ver que há uma tendência de transformar tão importante metodologia em simples "toró de parpite". Feita a metamorfose, as pessoas continuam insanamente a crer ser possível criar. Ledo engano! Tendo o grupo liberado o lado direito do cérebro, e tendo perdido o sentido do objetivo coletivo, passam a emocionalmente se atacarem, primeiro no campo das idéias e depois até mesmo no campo físico. Se o moderador não for competente, certamente acabará se transformando num verdadeiro árbitro de luta de boxe. Algumas pessoas ficam tão traumatizadas com a experiência que acabam sentindo arrepios de pavor, sempre que são convidadas para participar de uma "sessão criativa". Por falar em traumas do gênero, vale dizer que somos um povo muito pouco afeito a trabalhar de forma colegiada. Exceções justas aos casos do futebol, das escolas de samba e do banditismo organizado, de maneira geral, somos uma negação quando atuamos comunitariamente, como em assembléias de condomínio, em grupos de trabalho ou em seminários. Somos fracos quando buscamos usar metodologias participativas, especialmente aquelas que exigem maior criatividade. Possivelmente, em razão da "cultura" da Lei de Gerson, perdemos credibilidade para atuar em defesa das causas e objetivos coletivos. Nossa metodologia científica preferida ainda é aquela que tem base cartesiana; estamos longe da visão holística. Assim, vivemos sempre dando "parpites", achando isso ou aquilo, sem termos consenso.

    ResponderExcluir

Blogs que me encantam!


..saia justa......† Trilha do Medo ♪....Blogueiros na Web - Ensinando o Sucesso no Blogger e Wordpress!..Emprego Virtual..Blog Ebooks Grátis....http://3.bp.blogspot.com/_vsVXJhAtvc8/ShLcueg5n2I/AAAAAAAACqo/sOQqVTcnVrc/S1600-R/blog.jpg..http://lh6.ggpht.com/_vc1VEWPuSmU/TN8mZZDF9tI/AAAAAAAAIJY/GWQU-iIvToI/banner-1.jpg....Divulgar textos | Publicar artigo....tirinhas do Zé........

Estatística deste blog: Comentários em Postagens Widget by Mundo Blogger

Safernet



FinderFox

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin